EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Funções dos músculos gêmeos

Este vídeo tem legendas em Português

Demonstração das funções e anatomia dos músculos gêmeos com recurso a um modelo animado em 3D.

Fantástico!
A sua primeira videoaula. Continue para o teste abaixo para solidificar o seu conhecimento.

Destaques

Transcrição

Hoje vamos estudar um pequeno movimento que significa muito no mundo das artes marciais, mas dificilmente ganha qualquer atenção. Algo que definitivamente te vai ajudar a aperfeiçoar aquele chute (pontapé) lateral perfeito. Como você pode ver, esse chute (pontapé) requer que você gire ou rode sua perna de trás para fora para manter o equilíbrio enquanto dá aquele golpe todo poderoso. Hoje vamos falar sobre dois músculos que te ajudam a fazer exatamente isso porque causam a rotação externa ou lateral da articulação do quadril (anca).

Estudar para as provas pode fazer você sentir como se alguém estivesse te dando um chute (pontapé) no traseiro, mas não se preocupe, estamos aqui para te ajudar com este tutorial sobre as funções dos músculos gêmeos.

Primeiro, vamos começar nos familiarizando com a anatomia desses dois pequenos músculos. Como podemos ver no nosso impressionante modelo em 3D aqui, os músculos gêmeos são um par de finos músculos paralelos que estão associados aos limites superior e inferior do tendão do músculo obturador interno, encontrado posteriormente à articulação do quadril (anca).

Então, acima do tendão temos o gêmeo superior, e abaixo dele encontramos o gêmeo inferior, que atuam em conjunto para realizar várias funções junto com o músculo obturador interno. Curiosamente, o termo “gemellus” em Latin significa “pequeno gêmeo”, então nossos gêmeos são verdadeiros gemelares realizando as mesmas funções.

Juntamente com o obturador interno, esses músculos formam o tríceps (tricípite) da coxa, que age na articulação do quadril (anca). Em um contexto maior, os músculos gêmeos são parte de um grupo de músculos conhecidos como os rotadores externos da coxa ou da articulação do quadril (anca), o que nos dá uma dica sobre a sua função, mas falaremos mais sobre isso daqui a pouco.

Para entender completamente as funções que esses músculos realizam, temos que estudar os ossos onde eles se inserem e as articulações que eles cruzam.

Vamos começar com o gêmeo superior. Se aproximarmos um pouco mais, podemos ver que esse músculo se origina da superfície externa da espinha isquiática. Ele então se funde ao longo da borda superior do tendão do obturador interno antes de se inserir na superfície medial do trocânter maior do fêmur, que é essa protuberância óssea que você pode ver aqui.

Ok, vamos seguir em frente agora com o gêmeo inferior. Esse músculo se origina da face superior da tuberosidade isquiática, que é a proeminência óssea sobre a qual você se senta. O gêmeo inferior também se fixa ao longo do comprimento da borda inferior do tendão do obturador interno, antes de se inserir na superfície medial do trocânter maior. Como os gêmeos se originam do ísquio o osso do quadril (anca) e se inserem no trocânter maior do fêmur, eles cruzam a articulação do quadril (anca). Isso significa que os gêmeos superior e inferior agem realizando movimentos na articulação do quadril (anca).

Então nós definimos que os músculos gêmeos agem na articulação do quadril (anca), mas para realizar suas funções, eles precisam que um nervo lhes diga o que fazer e quando. Apesar de os músculos gêmeos dividirem um nome em comum, eles não compartilham a mesma inervação. O gêmeo superior é inervado pelo nervo para o obturador interno, que é formado pelas raízes nervosas de L5, S1 e S2 do plexo sacral. Por outro lado, o gêmeo inferior é inervado pelo nervo para o quadrado femoral, que é formado pelas raízes nervosas de L4, L5 e S1 do plexo sacral. De toda forma, esse padrão de inervação reflete sua proximidade com outros músculos profundos da articulação do quadril (anca).

Finalmente agora podemos falar sobre as funções dos músculos gêmeos. Já que os músculos gêmeos são parte dos rotadores externos da articulação do quadril (anca), não deveria surpreender que o primeiro movimento sobre o qual vamos falar é a rotação externa ou lateral da coxa, o que ocorre, claro, na articulação do quadril (anca).

Se olharmos nossa animação deste movimento, podemos ver que quando os gêmeos se contraem, o fêmur é girado para fora, para longe da linha média do corpo. Vamos olhar novamente, mas desta vez começando com o quadril (anca) em posição de rotação interna e depois rodando externamente, de volta para a posição neutra ou anatômica. Esse movimento também roda o pé para fora ou para longe da linha média do corpo, assim como você pode ver aqui, à medida que nosso amigo dá um forte chute (pontapé) lateral como o que vimos no começo deste vídeo.

Juntamente com outros rotadores externos do quadril (anca), os gêmeos são importantes na deambulação Especificamente, eles fazem rotação externa da articulação do quadril (anca) no início da fase de oscilação da marcha.

O segundo movimento dos músculos gêmeos é a abdução da coxa fletida, que ocorre na articulação do quadril (anca) em posição fletida. Se olharmos esse movimento novamente, podemos ver que a abdução descreve o movimento da coxa para longe da linha média do corpo. Por último, mas não menos importante, os músculos gêmeos também ajudam a estabilizar a articulação do quadril (anca) através da sustentação da cabeça do fêmur dentro do acetábulo. A força e a mobilidade dos músculos, como os músculos gêmeos, levam à redução da pressão, desgaste e erosão da articulação do quadril (anca), o que previne deterioração e lesão.

E com isso, você ficará contente por ouvir que estamos quase acabando nossa videoaula sobre as funções dos músculos gêmeos. Mas antes de você ir, vamos resumir o que aprendemos hoje.

A primeira função que vimos dos músculos gêmeos foi a rotação externa da coxa na articulação do quadril (anca), que implica na rotação da coxa para fora, para longe da linha média do corpo. A segunda função desses músculos era a abdução da coxa na articulação do quadril (anca) em posição fletida, o que descreve o movimento de levar a coxa para longe da linha média do corpo. A terceira e última função dos músculos gêmeos era estabilizar a articulação do quadril (anca) através da sustentação a cabeça do fêmur dentro do acetábulo.

E agora terminamos. Obrigada por assistir e sinta-se à vontade para conferir nossas outras videoaulas sobre funções dos músculos em 3D e muito mais em kenhub.com. Até à próxima e bons estudos!

Continue a sua aprendizagem

Assista mais videoaulas

Mostre mais 21 videoaulas

Faça teste

Leia artigos

Mostre mais 10 artigos

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!