EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Tornando-se um médico

Tornar-se um médico é a ambição de uma vida, e ela exige anos de trabalho árduo e dedicação. É clichê, mas é verdade. Antes de continuar, você precisa ter certeza de que a medicina é a carreira certa para você. Algumas pessoas terão uma razão única para o seu interesse em estudar medicina, por exemplo, uma experiência que tiveram quando criança ou uma doença da qual sofrem. Para se separar da multidão, você precisa celebrar esse motivo e estar ciente de seu papel em conduzi-lo por essa carreira.

Por outro lado, é muito comum que muitos candidatos escolham a medicina puramente por razões acadêmicas. Eles foram bem durante os anos na escola, e querem se desafiar em um grau mais difícil. Esta abordagem certamente pode levar a um clínico excelente, mas também apresenta armadilhas significativas. A medicina é muito mais do que ser inteligente. Você precisa visualizar e praticar medicina não só como uma ciência, mas também como uma arte.

Neste artigo, vamos discutir os passos básicos para se tornar um médico. O caminho para um MBBS / MD / MBBCh é variável, e os alunos podem seguir um dos vários caminhos. Os principais temas que serão discutidos visam esclarecer os requisitos de sucesso durante as várias fases de sua escola de medicina e carreira pré-universitária.

Antes da Faculdade de Medicina

A arte da medicina é um tema que tem sido discutido desde o tempo de Hipócrates. Além de ter o conhecimento clínico para prescrever a medicação correta ou as habilidades cirúrgicas para reparar um vaso que sangra, um médico deve poder se comunicar com compaixão, cuidado e senso comum. Se você não está interessado em melhorar a qualidade de vida das pessoas e ajudá-las, é muito pouco provável que a medicina sirva para você. Lembre-se sempre: há um mundo de empregos em potencial lá fora, e certamente não há vergonha em ser honesto sobre quais são seus principais objetivos e paixões na vida.

Estar na escola ou na faculdade dá-lhe a oportunidade de se destacar tanto academicamente como pessoalmente. Ser talentoso academicamente lhe dará uma base sólida para um futuro em medicina. Nesse domínio, simplesmente não há substituto para o trabalho árduo. Você não precisa ser um Einstein, mas você precisa estar se apresentando bem na grande maioria de seus assuntos, com notas fortes. Isso inclui boa proficiência em assuntos básicos como Física, Matemática, Química e Inglês, tanto no GCSE quanto no nível A (no Reino Unido). O Bacharelado internacional também exige que você desempenhe um padrão muito alto. Seja qual for a banca examinadora ou o país em que você estuda, você precisa se destacar ao máximo de sua capacidade e ser motivado para ter sucesso academicamente.

Se, no entanto, apesar do seu trabalho árduo, você está realmente lutando com suas notas, ou então se você escolheu assuntos não médicos para o nível A, ou apenas decidiu recentemente entrar para a medicina, isso não é necessariamente o fim da estrada. Muitas universidades oferecem um ano 0, onde você será preparado nas disciplinas científicas, por exemplo, Biologia, Química e Matemática. Às vezes, você será solicitado a recandidatar-se ao programa médico usando as notas obtidas no ano 0.

Isso também se estende para aqueles que são de origens desfavorecidas ou foram para escolas secundárias precárias. Muitas universidades oferecem cotas em suas notas se você tiver um histórico como este. Se qualquer um destes casos se aplica a você, a importância continua sendo fazer sua pesquisa. Existem muitos caminhos para um diploma de medicina, e você é encorajado a explorá-los detalhadamente. Às vezes, apesar dos seus melhores esforços, encontrar um lugar para estudar medicina pode parecer impossível. Se você tem certeza de que a medicina é a carreira que deseja, então não desista! Você sempre pode começar de novo e se candidatar a uma nova vaga de graduação. Uma carreira em um campo alinhado à medicina também é uma opção, como o secretário de um médico, um cientista de saúde ou um cientista biomédico. Às vezes você pode não saber que você gosta de algo até explorar outras opções!

Além da sua carreira acadêmica, é imperativo que você desenvolva uma boa variedade de atividades extracurriculares e passatempos. Isso pode ser realizado praticando esportes para sua equipe escolar ou equipe local. Pode ser também um trabalho de caridade ou voluntário. Qualquer coisa que envolva comunicação com uma variedade de pessoas e um grande número de pessoas do público geral servirá, por exemplo, trabalhar como caixa em uma loja ou um barista em uma cafeteria. Isso irá melhorar as suas habilidades de comunicação e você irá se acostumar a falar com uma variedade de estranhos com facilidade. É sobre isso que é a medicina. Falar com pessoas que você não conhece muito bem e fazê-los sentir-se confortáveis ​​e tranquilizados o suficiente para discutir suas preocupações com a saúde.

Todas as oportunidades na escola ou fora da escola que assumem responsabilidades de liderança são altamente recomendadas. O mesmo conselho é encorajado para atividades de trabalho em equipe. Pratique esportes em uma equipe, trabalhe em uma equipe no seu emprego, cante em um coral ou participe de uma orquestra. Todos estes são exemplos de coisas que demonstrarão se as suas habilidades funcionam bem em uma estrutura de trabalho em equipe coesa, e demonstrarão suas habilidades de liderança quando forem necessárias.

Se você optar por obter um diploma de bacharel antes de se inscrever para estudar medicina (como é o sistema compulsório nos EUA), você terá um caminho diferente para o seu diploma. No Reino Unido, isto ocorre sob a forma de graduação. Esta é um curso acelerado de quatro anos que comprime os anos pré-clínicos em um. Seu primeiro ano será muito mais estressante do que o de uma graduação. Espera-se, basicamente, que você aprenda anos de conhecimento de graduação em um ano.

As vagas em cursos de graduação são compreensivelmente disputadas, com muitos estudantes escolhendo a medicina em uma fase posterior. As motivações para a escolha da medicina em uma fase posterior da vida variam, e cada candidato será único. O emprego anterior também terá uma influência significativa na prática na escola de medicina, com experiência nas áreas de trabalho em equipe, liderança, organização e outros possuindo extrema importância.

Como entrar na medicina e ser bem sucedido na entrevista serão temas discutidos em outros artigos, então a seguir será discutido mais sobre como será o tempo que você passará na faculdade de medicina.

Os anos pré-clínicos

Os anos iniciais da escola de medicina são dedicados a aprender a fisiologia subjacente ao corpo humano e o seu funcionamento normal. Os ensinamentos aos quais você estará exposto irão ensinar-lhe o funcionamento normal do corpo e seus sistemas, e também irão apresentá-lo à função anormal do corpo humano. Provavelmente irá cobrir as principais doenças que afetam a população humana, ou seja, diabetes, insuficiência cardíaca, infartos do miocárdio (ataques cardíacos), acidentes vasculares cerebrais, infecções de tórax, infecções do trato urinário, etc. A maioria dos ensinamentos que você receberá possuem foco geral nos tópicos discutidos acima.

É provável que o foco principal de suas provas seja sobre seu conhecimento nessas áreas de conhecimento acadêmico. O lado clínico do seu conhecimento (história clínica do paciente e exames) será algo que estará em seus estágios iniciais. Este não é o caso de todas as universidades, algumas das quais podem dar maior ênfase à sua perspicácia clínica em um estágio anterior. A chave é saber o que funciona para você. Se você é um aprendiz visual, então use esse fato, mas não se limite a isso. Leia slides de aulas, desenhe diagramas e faça um brainstorming de tópicos. Aprenda com outros alunos visuais.

Se você é um aprendiz auditivo, então, ouvir gravações de leitura pode ser útil para você. Outro ponto que eu faria, é não negligenciar os recursos on-line. A Internet tem milhões de sites dedicados a oferecer informações de alta qualidade sobre fisiologia, anatomia e condições clínicas. Você pode usar o YouTube, Google e qualquer outro mecanismo de busca ou plataforma online para solidificar a sua compreensão com fontes respeitáveis. Essa é a chave para ser bem sucedido na escola de medicina: compreensão. A memorização também desempenha um papel fundamental, e há algumas coisas que você simplesmente terá que memorizar antes de compreender. Por exemplo, o plexo braquial; você precisa memorizar todo o nome dos ramos e sua localização relativa antes de saber que parte do braço cada ramo irá inervar. Não há substituto para o entendimento de um tópico. Se você entender algo, você pode aplicar esses princípios a qualquer tópico. Você será mais capaz de pensar por si mesmo e responder a perguntas que exigem que você pense lateralmente (fora da caixa) durante suas provas.

Os anos clínicos

Os anos posteriores da escola de medicina envolvem a aprendizagem da ciência clínica e da medicina da maneira que pensamos tradicionalmente, isto é, sintomas, investigações, exames e tratamento. Espera-se que você aprenda uma grande quantidade de informações e esta será certamente a parte mais desafiadora da escola de medicina. Estes anos de faculdade de medicina são em grande parte constituídos por estágios hospitalares regulares e contato clínico com os pacientes. Os alunos serão encorajados a participar do tratamento dos pacientes (obter uma história clínica completa, formular um plano de diagnóstico e tratamento, etc.). Isso é incrivelmente benéfico, pois cada paciente oferece outra oportunidade de aprendizagem. Isso pode ser na forma de uma doença que você não conhece, ou uma medicação da qual ainda não ouviu falar. Ao interagir com os pacientes, suas habilidades de comunicação irão atingir uma alta qualidade. Isso irá prepará-lo para suas provas, onde é provável que você seja convidado a obter um histórico clínico de um paciente e formular uma compreensão de sua condição.

Os pacientes são a fonte eterna do conhecimento clínico, então não tente aprender tudo de seus livros didáticos. Você obviamente precisará ler tanto amplamente quanto completamente, além de observar como as doenças afetam os pacientes todos os dias. Faça um esforço para ver como essas condições são tratadas em enfermarias e clínicas hospitalares.

Outro ponto é a importância da curiosidade intelectual. Você irá aprender com as experiências que você conquistar. É muito fácil seguir uma ala de um hospital e não aprender nada, ou sentar-se em uma clínica por quatro horas e aprender pouco. Se você fizer perguntas, mostrar interesse e se comportar profissionalmente, é realmente incrível o quanto você pode aprender no período de poucas horas.

Uma técnica que você é encorajado a usar durante a faculdade de medicina é ler sobre as doenças que você observa nos pacientes que você encontra na ala ou na clínica. Isso tem o efeito de cimentar seu conhecimento, e ao invés de aprender os fatos vazios sobre uma doença, você poderá associar a informação a uma pessoa. Esta informação, portanto, torna-se mais fácil de lembrar e utilizar.

Nos últimos anos clínicos, seu foco deve ser o aperfeiçoamento das habilidades que você já desenvolveu. Você pode saber os passos de um exame cardiovascular, mas você conhece a sequência precisa? Você pode colocar o paciente à vontade enquanto faz o exame? Estes são pontos de refinamento que irão melhorar as suas notas nas provas e separá-lo da maior parte do seus colegas do ano letivo. Não negligencie suas habilidades clínicas. Trabalhe em seus níveis de conhecimento e na sua capacidade de se comunicar e estabelecer uma boa história. Ambos são necessários para se tornar um bom médico, então trabalhe em ambos igualmente.

Pós-graduação

Alguns médicos optam por dar um passo além, como um mestrado ou um doutorado. Isto é particularmente benéfico se eles estão buscando uma carreira acadêmica. Também é positivo se você considera uma carreira em cirurgia ou medicina hospitalar. Pode dar-lhe a vantagem em uma determinada área quando você se candidata a um emprego competitivo. Esta certamente não é uma parte obrigatória na carreira de um médico, e as opções vão se tornar muito mais tangíveis uma vez que você se qualifique.

Destaques

Tornar-se um médico é a ambição de uma vida, e ela exige anos de trabalho árduo e dedicação. A medicina é muito mais do que ser inteligente. Você precisa visualizar e praticar medicina como uma ciência e uma arte.

Antes de frequentar a faculdade de medicina, você precisa ser dotado de capacidade acadêmica e ter notas fortes, especialmente em disciplinas científicas. Se seus resultados não são satisfatórios, você pode passar um ano em certas universidades durante as quais você é preparado nas matérias científicas. Alternativamente, você pode obter um diploma e fazer medicina depois disso, como graduado. 

Além da sua carreira acadêmica, é imperativo que você desenvolva uma boa variedade de atividades extracurriculares e passatempos. Todas as oportunidades na escola ou fora da escola que assumem responsabilidades de liderança são altamente recomendadas. O mesmo conselho é encorajado para atividades de trabalho em equipe. Falar em pessoas que você não conhece muito bem e fazê-los sentir-se confortáveis ​​e tranquilizados o suficiente para discutir suas preocupações com a saúde. Portanto, melhorar essas áreas através de atividades extracurriculares é uma necessidade. 

A própria faculdade de medicina é dividida em anos pré-clínicos e clínicos. Na primeira fase, você aprende sobre o funcionamento normal e anormal do corpo humano. É principalmente teórico, então o entender em vez de memorizar é essencial. Na segunda etapa, você é colocado em hospitais onde você tem contato clínico com pacientes. Você começa a melhorar suas habilidades de comunicação ainda mais e colocar todos os conhecimentos previamente aprendidos em prática.

Mostrar referências

Artigo, revisão e layout:

  • Shahab Shahid
  • Francesca Salvador
  • Adrian Rad

Ilustrações:

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.