EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Anatomia da cabeça e do pescoço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Anatomia da cabeça e do pescoço

Cabeça e pescoço - vista anterior

A cabeça e o pescoço são dois exemplos de casamentos anatômicos perfeitos entre forma e função, combinado com uma pitada de complexidade. A cabeça é resiliente o suficiente para suportar um peso de 5 quilogramas, 24 horas por dia, no entanto móvel o suficiente para girar em todas as direções. Por outro lado, a cabeça é durável o suficiente para proteger o frágil cérebro, e possui um desenho intrincado que facilita a passagem da complexa rede neurovascular.

Nesta página nós vamos aprender sobre vários aspectos anatômicos da cabeça e do pescoço, tais como o crânio, os olhos, os dentes, nariz, ouvidos e o próprio pescoço. Além disso nós vamos também cobrir os vasos sanguíneos e nervos mais importantes de cada região.

Anatomia do crânio

O crânio é uma cápsula óssea forte, que forma e repousa na cabeça e pescoço, respectivamente e envolve o cérebro. Ele consistem em duas partes principais: o neurocrânio (calota craniana) e o viscerocrânio (esqueleto facial). O neurocrânio é a parte que envolve o cérebro e é formada de duas partes; a base do crânio, que suporta o cérebro; e a calvária (calota craniana), que fica sobre a base, cobrindo o cérebro. O viscerocrânio suporta principalmente os músculos faciais e uma variedade de estruturas anatômicas.

Estruturas do crânio nomeadas - vista anterior

Como você pode observar no diagrama acima, existem vários ossos cranianos. Na verdade eles são vinte e três, alguns deles são pareados:

  • Osso etmoide
  • Osso frontal
  • Concha nasal inferior
  • Ossos lacrimais
  • Mandíbula
  • Ossos maxilares
  • Ossos nasais
  • Osso occipital
  • Ossos palatinos
  • Ossos parietais
  • Osso esfenoide
  • Ossos temporais
  • Vômer
  • Ossos zigomáticos

Para tornar o crânio uma estrutura fechada e resistente, estes ossos se conectam através de articulações chamadas suturas. Existem várias suturas, cada uma nomeada de acordo com os ossos que a formam. As mais importantes são a coronal, a sagital, a escamosa, a lambdoide e a palatina, juntamente com o lambda, o bregma e o pterion, que são pontos de referência.

Assista aos vídeos abaixo e leia o artigo para aprender mais sobre os ossos do crânio e como eles se encaixam.

Anatomia do nariz

O nariz é uma estrutura que situa-se no meio da face, e permite que você sinta odores e respire. Ele é composto dos ossos e cartilagens nasais, e possui duas aberturas chamadas narinas.

Posteriormente ao nariz está a cavidade nasal. Existem duas cavidades no total, separadas por um septo nasal. Cada cavidade contém três estruturas parecidas com conchas, que são adequadamente nomeadas conchas nasais, e drenam as aberturas nasais (meatos) e os vários seios paranasais localizados na sua cabeça e pescoço.

Assista às videoaulas a seguir para aprender mais detalhes sobre as paredes e estruturas das cavidades nasais.

As principais artérias que suprem o nariz são as artérias facial, esfenopalatina, palatina maior e oftálmica. Já os principais nervos são o olfatório (NC I), o oftálmico (NC V1) e o maxilar (NC V2), os dois últimos ramos do nervo trigêmeo (NC V).

Anatomia do olho

Adjacente ao nariz existem duas estruturas anatômicas chamadas de olhos. Cada um consiste de um globo ocular, suspenso no interior de uma cavidade óssea no interior do crânio, chamada de órbita. O globo ocular propriamente dito é uma estrutura anatômica intrincada e extremamente complexa, que é responsável pela visão. Resumidamente, ele consiste de três camadas envolvendo dois compartimentos gelatinosos nos quais uma lente é suspensa. A entrada é feita pela pupila, que é um buraco central preto controlado pela íris. A pupila permite que a luz entre no olho e atinja a retina, o que em última instância permite que você veja.

Existem ainda vários anexos do olho que essencialmente protegem o globo ocular, bem como auxiliam na sua movimentação e na execução de suas funções. Estes são as pálpebras, a conjuntiva, o aparelho lacrimal e os sete músculos extrínsecos do olho. Assista à videoaula em baixo e faça o teste sobre o aparelho lacrimal para aprender mais sobre estas estruturas.

A principal artéria suprindo o olho é a artéria oftálmica, enquanto os principais nervos são os nervos cranianos óptico (NC II), o oculomotor (NC III), o troclear (NC IV), o trigêmeo (NC V) e o abducente (NC VI). Eles alcançam o olho através de três orifícios localizados na parede posterior da órbita.

Anatomia da orelha

As orelhas são encontradas de cada um dos lados da cabeça. Na verdade, a única parte visível é a aurícula e a abertura do canal auditivo (canal auditivo externo), por que sua intrincada anatomia fica escondida no interior do crânio. A orelha consiste em três regiões principais.

  • Orelha externa - recebe o som
  • Orelha média - transmite o som para a orelha interna através da membrana timpânica e três ossículos (bigorna, martelo e estribo)
  • Orelha interna - transforma o som em impulsos nervosos através da cóclea, e mantém o equilíbrio através dos canais semicirculares

A anatomia da orelha não termina por aqui. Além do mencionado acima, existem outras estruturas que envolvem a orelha e ajudam em sua função. Estas são a tuba de Eustáquio, o tegmen timpânico e o labirinto. A última estrutura também ajuda a manter o equilíbrio geral do corpo.

As artérias mais importantes que suprem a orelha são as artérias carótida externa, maxilar e basilar, enquanto os principais nervos são os nervos cranianos facial (NC VII) e vestibulococlear (NC VIII).

Anatomia da boca

Outra importante estrutura facial da cabeça que é claramente visível, e também claramente audível, é a boca. Denominada anatomicamente de cavidade oral, é o primeiro componente do sistema digestivo, e possui um papel fundamental na digestão mecânica e mistura dos alimentos. Ela consiste em duas partes principais: o vestíbulo, encontrado entre os dentes e os lábios e a cavidade oral própria, localizada posteriormente, que é o que todos pensam quando eles ouvem a palavra 'boca'. A última contém várias estruturas importantes:

  • Dentes
  • Língua
  • Teto da boca (palatos duro e mole)
  • Úvula
  • Tonsilas
  • Abertura para a orofaringe e arcos adjacentes

Como você pode imaginar, a estrutura mais complexa e volumosa encontrada no interior da cavidade oral é a língua. Ela toma parte em quase todas as funções da boca, desde a mastigação e mistura dos alimentos até a deglutição. Além disso, ela consiste em dois grupos de músculos que permitem que ela se mova em qualquer direção no interior da boca, e assuma várias formas, conforme necessário.

Assista às seguintes videoaulas para aprender tudo sobre a língua.

As principais artérias suprindo a cavidade oral são as artérias palatina descendente, facial, lingual e maxilar. Já os principais nervos são os nervos cranianos maxilar (NC V2), mandibular (NC V3), vago (NC X), hipoglosso (NC XII) e facial (NC VII). Confira a seguinte videoaula e os artigos para aprender mais sobre as estruturas neurovasulares da cavidade oral.

Anatomia do dente

Apesar de os dentes serem parte da cavidade oral, sua anatomia complexa nos obriga a reservar uma seção específica para eles. Ao longo da vida humana existem dois grupos de dentes: os decíduos, que se destacam em torno de seis anos de idade; e os permanentes, que permanecem com você para o resto da sua vida. A cavidade oral de um humano adulto contém trinta e dois dentes, organizados em duas arcadas, cada uma contendo dezesseis dentes.

Seu papel é puramente a mastigação e digestão mecânica dos alimentos. Existem quatro tipos de dentes:

  • Incisivos
  • Caninos
  • Pré-molares
  • Molares

Se você abrir a sua boca em frente a um espelho, a parte visível de cada dente é a coroa, que é composta de um material resistente e calcificado. A coroa é coberta pelo esmalte, e contém a pulpa em seu interior. Cada dente é ancorado à gengiva através de suas raízes dentárias, que pode variar em número, dependendo do tipo de dente.
Os dentes recebem seu suprimento sanguíneo da artéria maxilar, enquanto a sua inervação é fornecida pelos nervos cranianos maxilar (NC V2) e mandibular (NC V3). Dê uma olhada nos seguintes recursos para estudar toda a anatomia dos dentes.

Anatomia do pescoço

Se você pensa que as estruturas anteriores eram complexas, aguarde até você ver o pescoço. Esta estrutura é suficientemente forte para suportar a cabeça, mas também móvel o suficiente para girar em várias direções. Por fora, o pescoço é dividido em triângulos, cada um contendo músculos específicos, vasos e nervos. Por outro lado, o pescoço também possui uma divisão interna na forma de compartimentos, que são delimitados por várias camadas da fáscia cervical.

Utilize os seguintes recursos para aprender tudo sobre os triângulos e compartimentos do pescoço e teste os seus conhecimentos sobre eles.

O ponto de ancoragem do pescoço é o osso hioide, que situa-se no nível do 'pomo de Adão' (maçã da Adão ou proeminência laríngea), nos homens. A maioria dos músculos do pescoço se insere no hioide, separando-os em dois grupos: os músculos supra-hióideos e os músculos infra-hióideos. Entretanto, outros músculos também fazem parte do pescoço.

O pescoço abriga ainda quatro grandes estruturas profundas; dois órgãos e dois tubos ou passagens. Eles são nomeados assim:

As duas glândulas são responsáveis pela homeostase endócrina normal do corpo. A faringe é uma passagem muscular para alimentos e ar, conectando as cavidades nasais e oral com o esôfago e a laringe. A última é mais comumente conhecida como caixa vocal, e consiste em várias cartilagens, membranas, ligamentos e músculos. Ela é responsável pela fala.

Estude os seguintes recursos para aprender mais sobre cada uma destas estruturas:

As quatro principais artérias que cursam através do pescoço e/ou o suprem são as artérias carótida comum, carótida externa, carótida interna e facial, juntamente com o tronco tireocervical. O plexo cervical é a principal estrutura nervosa que cursa e inerva o pescoço.Por fim, responda ao teste global em baixo, criado para testar os seus conhecimentos sobre a anatomia da cabeça e do pescoço. Este teste centra-se especificamente nos ossos, músculos (incluindo as suas origens, inserções, inervação e função), artérias, veias e nervos da mão, de forma a consolidar os temas abordados anteriormente nesta página sobre a anatomia da cabeça e do pescoço. 

Videoaulas relacionadas

Testes relacionados

Anatomia da cabeça e do pescoço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Artigo e Revisão:

  • Adrian Rad
  • Nicola McLaren

Tradução para português e Layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 16 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 11 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.