EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Fáscia clavipeitoral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.108.039 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Fáscia clavipeitoral

A fáscia clavipeitoral é uma estrutura de tecido conectivo (conjuntivo) espessa e bilateral, posterior ao músculo peitoral maior.

Uma fáscia é um tecido conectivo (conjuntivo) fibroso que pode ser encontrado ao longo do corpo. Elas envolvem estruturas neurovasculares, órgãos e músculos, para reduzir a fricção entre as estruturas adjacentes, bem como para protegê-las de abrasões. As fáscias ao longo do corpo podem ser divididas em três grupos:

  • fáscia superficial – como a fáscia de Camper, ou a parede abdominal anterior
  • fáscia profunda – como a fáscia clavipeitoral da região peitoral
  • fáscia visceral (ou parietal) – como a membrana pleural dos pulmões
Fatos importantes sobre a fáscia clavipeitoral
Limites

Superior - Clavícula

Medial - Articulações costocondrais

Súpero-lateral - Processo (apófise) coracoide

Componentes

Membrana costocoracoide, Ligamento costocoracoide, Ligamento suspensor da axila

Função

Deslizamento do músculo peitoral maior sobre o peitoral menor

Tensão no assoalho da axila

Limites

A fáscia clavipeitoral estende-se superiormente desde a clavícula, medialmente das articulações costocondrais e súpero-lateralmente do processo (apófise) coracoide.

A fáscia converge na região da axila, onde ela age como estrutura protetora das estruturas neurovasculares da axila.

Região axilar - vista ventral

Componentes

Apesar de ser uma única bainha fibrosa contínua, a fáscia clavipeitoral foi subdividida em diferentes segmentos. Na parte mais superficial, onde lateralmente ela se prende ao processo (apófise) coracoide e medialmente se funde com as duas membranas intercostais externas superiores, ela é chamada de membrana costocoracoide. Nesse nível a fáscia se divide e envolve o músculo subclávio (algumas vezes chamada de fáscia do subclávio), se prendendo às bordas do sulco subclávio.

Músculo subclávio - vista ventral

A bainha se une novamente na borda inferior do músculo subclávio, e forma um espessamento bem definido chamado de ligamento costocoracoide – estendendo-se entre o processo (apófise) coracoide e a primeira articulação costocondral.

A fáscia continua frouxa inferiormente, até que se divide novamente na borda superior do músculo peitoral menor, envolvendo-o. No nível inferior do músculo peitoral menor, as fibras se unem novamente. Como visto no ligamento costocoracoide, a fáscia se espessa e se torna o ligamento suspensor da axila. Ali o ligamento suspensor da axila é preso à fáscia axilar que forma o assoalho da axila.

Músculo peitoral menor - vista ventral

Função

O principal papel de qualquer fáscia é permitir movimentos suaves das estruturas adjacentes umas sobre as outras. A fáscia clavipeitoral não é diferente, permitindo o deslizamento do músculo peitoral maior sobre o músculo peitoral menor. Além disso, os ligamentos suspensores da axila exercem tensão no assoalho da axila, resultando em uma concavidade característica comumente chamada de fossa axilar, vista quando o braço apresenta-se em abdução.

Localizada inferiormente ao ligamento costocoracoide, medialmente ao processo (apófise) coracoide e superiormente ao peitoral menor (na substância da membrana costocoracoide) está uma abertura através da qual duas estruturas entram e duas estruturas deixam o compartimento profundo da cintura peitoral. A veia cefálica entra do braço e se junta à veia axilar, enquanto os vasos linfáticos dos linfonodos (gânglios linfáticos) infraclaviculares passam através do hiato para se juntar aos linfonodos (gânglios linfáticos) apicais da axila.

Veia cefálica - vista ventral

O nervo peitoral lateral (ramo da corda lateral do plexo braquial) e a artéria tóraco-acromial (ou seus ramos – acromial, deltoide, peitoral e clavicular; ramos da primeira parte da artéria axilar) deixam o compartimento profundo da cintura peitoral em direção aos seus respectivos músculos.

Nervo peitoral lateral - vista ventral

Nota clínica

A fáscia clavipeitoral é comumente ressecada ou excisada durante artroplastia do ombro (o processo de substituir a articulação do ombro). Uma complicação comum de tal procedimento é a imobilidade articular. Um fator responsável é o fato de que a verdadeira fáscia clavipeitoral foi substituída por tecido fibrótico. A remoção desse e outros tecidos cicatriciais é essencial para se lidar com essa complicação.

Fáscia clavipeitoral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.108.039 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Cofield, Robert H, and John W Sperling. Revision and Complex Shoulder Arthroplasty. 1st ed. Philadelphia: Wolters Kluwer / Lippincott William & Wilkins, 2010. Print.
  • Hansen, John T, and Frank H Netter. Netter's Atlas of Human Anatomy. 6th ed. Philadelphia, Penn.: Sanders Elsevier, 2014. Print.
  • Sinnatamby, Chummy S, and R. J Last. Last's Anatomy. 12th ed. Edinburgh: Churchill Livingstone/Elsevier, 2011. Print.

Autores e Layout:

  • Lorenzo A. Crumbie
  • Catarina Chaves

Ilustrações:

  • 1.ª galeria: Região axilar - Irina Münstermann
  • 1.ª galeria: Triângulo clavipeitoral - Irina Münstermann
  • Região axilar - vista ventral - Irina Münstermann
  • Músculo subclávio – vista ventral - Yousun Koh
  • Músculo peitoral menor - vista ventral - Yousun Koh
  • Veia cefálica - vista ventral - Samantha Zimmerman
  • Nervo peitoral lateral - vista ventral - Yousun Koh

Tradução para o português e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Rafael Vieira
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 3 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 2 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!