Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Canal inguinal

Objetivos de aprendizagem

Após completar esta unidade de estudo, você será capaz de:

  1. Descrever a anatomia do canal inguinal.
  2. Identificar o conteúdo do canal inguinal/cordão espermático.
  3. Definir as camadas da parede abdominal anterior, bem como a sua contribuição para a formação do cordão espermático.

Assista à videoaula

O canal inguinal é um canal tubular oblíquo que conecta a pelve e o períneo. Ele se origina no anel inguinal profundo, atravessa a parede abdominal e termina no anel inguinal superficial, próximo ao tubérculo púbico.

Durante a vida fetal, o canal inguinal permite a descida fisiológica dos testículos até o escroto nos homens. Na vida adulta, também nos homens, o canal inguinal serve como um conduto para o cordão espermático e para o nervo ilioinguinal. Nas mulheres, o canal inguinal é menos proeminente devido à ausência do cordão espermático. Entretanto, ele dá passagem para o ligamento redondo do útero e para o nervo ilioinguinal.

O canal inguinal é o ponto mais fraco da parede toracoabdominal e, sendo assim, é um local frequente de herniações (hérnias inguinais), especialmente nos homens, devido à descida dos testículos.

Assista à videoaula a seguir para aprender mais sobre a anatomia do canal inguinal.

Teste seus conhecimentos

Você está pronto para transformar o conhecimento que você acabou de adquirir em memória? Para isso, complete o teste abaixo:

Se quiser se desafiar ainda mais, experimente nosso teste personalizado, que você pode adaptar e mudar de acordo com suas preferências.

Navegue pelo atlas

Dê uma olhada mais de perto em cada uma dessas estruturas na galeria a seguir:

Informações importantes sobre o canal inguinal
Definição Canal orientado obliquamente que passa através de várias camadas musculoaponeuróticas da parede abdominal e transmite o cordão espermático (homens) / ligamento redondo (mulheres)
Limites Teto: músculos oblíquo interno e transverso do abdome
Parede anterior:
aponeurose dos músculos oblíquos interno e externo do abdome
Assoalho:
ligamentos inguinal e lacunar
Parede posterior:
fáscia transversal e foice inguinal (tendão conjunto dos músculos oblíquo interno e transverso do abdome)
Conteúdo Homens: cordão espermático (artérias testicular/cremastérica, artéria do ducto deferente, plexo venoso pampiniforme, nervo ilioinguinal, remo genital do nervo genitofemoral e ducto deferente)
Mulheres:
ligamento redondo, nervo ilioinguinal

Muito bem!

Artigos relacionados

Continue aprendendo

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!