Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Orelha interna - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Orelha interna

Objetivos de aprendizagem

Esta unidade de estudo vai te permitir:

  1. Entender a disposição espacial das estruturas ósseas e membranosas da orelha interna.
  2. Nomear as estruturas que formam esta parte da orelha.
  3. Explicar o papel que cada estrutura anatômica possui na audição e no equilíbrio.

Navegue pelo atlas

A orelha interna é a porção mais interna da orelha, e está localizada na parte petrosa do osso temporal, entre a cavidade timpânica (orelha média), lateralmente, e o meato acústico interno, medialmente. Ela é formada por várias cavidades ósseas (labirinto ósseo), que possuem vários ductos e sacos membranosos (labirinto membranoso). 

As cavidades que formam o labirinto ósseo são o vestíbulo, a cóclea e os três canais semicirculares. Essas cavidades são preenchidas por um fluido claro chamado de perilinfa. O labirinto membranoso fica suspenso dentro do labirinto ósseo e também é preenchido por um fluido, a endolinfa. Ele é formado por três ductos semicirculares (um dentro de cada canal semicircular), pelo ducto coclear (dentro da cóclea) e por dois sacos encontrados no vestíbulo, o sáculo e o utrículo.   

A orelha interna tem duas funções principais: ela age como um transdutor, transformando a energia mecânica das ondas sonoras em impulsos neurais (parte coclear da orelha interna) e também tem importante papel na manutenção do equilíbrio (parte vestibular da orelha interna e canais semicirculares) 

Para aprender mais detalhes sobre a anatomia da orelha interna e sobre o seu papel na nossa audição e equilíbrio, analise as imagens a seguir.

As imagens da galeria do nosso atlas vão te ajudar a identificar as estruturas da orelha interna.

Teste seus conhecimentos

Você entendeu a complexa anatomia das estruturas da orelha interna Nosso teste é a ferramenta perfeita para avaliar seus conhecimentos!

Se você quiser um teste mais abrangente sobre as estruturas da orelha externa, média e interna, experimente o teste personalizado. Você sempre pode selecionar os tópicos que quiser.

Resumo 

Informações importantes
Cóclea Estrutura em forma de concha de caracol contendo perilinfa
Ductos cocleares:
ductos membranosos dentro da cóclea dividindo-a em dois espaços: a parte vestibular e parte timpânica
As estruturas da cóclea estão relacionadas com a audição
Vestíbulo Alargamento do labirinto ósseo localizado entre a cóclea e os canais semicirculares
Sáculo:
saco membranáceo menor e anterior. Comunica-se anteriormente com o ducto coclear e posteriormente com o utrículo
Utrículo:
saco membranáceo maior e posterior. Comunica-se anteriormente com o sáculo e posteriormente com os ductos semicirculares
Aqueduto vestibular:
canal ósseo que conecta o vestíbulo com a fossa craniana posterior através do osso temporal
Ducto endolinfático:
ducto membranoso dentro do aqueduto vestibular. Termina em um fundo cego chamado saco endolinfático
As estruturas do vestíbulo estão relacionadas com o equilíbrio estacionário
Canais e ductos semicirculares Canal e ducto semicirculares anteriores: orientados verticalmente. Detectam a rotação da cabeça no plano sagital
Canal e ducto semicirculares posteriores:
orientados verticalmente. Detectam a rotação da cabeça no plano coronal
Canal e ducto semicircular lateral:
orientados horizontalmente. Detectam a rotação da cabeça no plano transversal.
Nervos Nervo coclear: ramo do nervo vestibulococlear que transporta a informação auditiva da cóclea para o cérebro
Nervo vestibular:
transporta informação espacial dos canais semicirculares e vestíbulo ao cérebro
Parte superior do gânglio vestibular:
inerva o utrículo (nervo utricular), a porção anterior do sáculo, o canal semicircular anterior (nervo ampular anterior) e o canal semicircular lateral (nervo ampular lateral)
Parte inferior do gânglio vestibular:
inerva o canal semicircular posterior (nervo ampular posterior) e parte do sáculo (nervo sacular)

Muito bem!

Artigos relacionados

Continue aprendendo 

Confira nossas unidades de estudos relacionadas com a orelha!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!