Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Drenagem linfática da parede posterior do abdome e da pelve - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Drenagem linfática da parede posterior do abdome e da pelve

Objetivos de aprendizado

Após completar esta unidade de estudo você deverá ser capaz de:

1. Reconhecer a distribuição dos vasos linfáticos posteriores do abdome e da pelve e como são nomeados de acordo com as artérias e veias associadas a eles.
2. Nomear os principais grupos de linfonodos da parede posterior do abdome e da pelve.
3. Descrever o trajeto de drenagem linfática dessas regiões.

Navegue pelo atlas

Existem vários grupos de linfonodos localizados na parede posterior do abdome e da pelve. A maioria desses grupos é nomeada de acordo com sua posição anatômica em relação à aorta/veia cava inferior e seus ramos/tributárias.

O principal grupo de linfonodos dessa região é formado pelos linfonodos lombares, compostos pelos linfonodos lombares direitos (cavais), lombares intermédios e lombares esquerdos (aórticos). Essas estruturas recebem linfa de órgãos abdominais e também dos linfonodos ilíacos comuns, internos e externos, que drenam os órgãos pélvicos.

A linfa é então drenada para os seguintes troncos linfáticos:

  • Tronco linfático lombar esquerdo: drena os linfonodos lombares esquerdos.
  • Tronco linfático lombar direito: drena os linfonodos lombares direitos e lombares intermédios.
  • Tronco linfático intestinal: drena os linfonodos celíacos, mesentéricos superiores e frênicos.
  • Cisterna do quilo: recebe linfa dos troncos mencionados acima (direta ou indiretamente) e em última instância drena toda a linfa do abdome posterior e da pelve.

Veja as imagens abaixo para entender a drenagem linfática da parede abdominal posterior e da pelve:

Nossa galeria do atlas pode te ajudar a visualizar todas as estruturas que você já aprendeu:

Teste seus conhecimentos

Faça o teste abaixo para avaliar os seus conhecimentos sobre os linfonodos da parede abdominal posterior e da pelve:

Para um teste mais abrangente sobre a drenagem linfática do abdome e da pelve, experimente o nosso teste personalizável:

Resumo

Informações importantes
Troncos principais Cisterna do quilo: em última instância drena a maior parte da linfa da parede abdominal posterior, pelve e membros inferiores
Tronco linfático intestinal
: drena os linfonodos frênicos, celíacos, mesentéricos superiores e alguns mesentéricos inferiores
Tronco linfático lombar esquerdo
: drena os linfonodos lombares esquerdos (pode receber o tronco linfático intestinal)
Tronco linfático lombar direito
: drena os linfonodos lombares direitos e lombares intermédios
Principais grupos de linfonodos abdominais Linfonodos frênicos: drenam a superfície inferior do diafragma, a parte abdominal do esôfago e as glândulas suprarrenais
Linfonodos celíacos
: drenam estômago, duodeno, pâncreas, fígado, baço e omento maior
Linfonodos mesentéricos superiores
: drenam jejuno, íleo, ceco, apêndice cecal e cólons ascendente e transverso
Linfonodos mesentéricos inferiores:
drenam regiões irrigadas pela artéria mesentérica inferior
Linfonodos lombares esquerdos/direitos:
drenam diretamente os rins, parte abdominal superior dos ureteres, gônadas e também recebem eferentes do trato gastrointestinal
Principais grupos de linfonodos da parede pélvica Linfonodos ilíacos comuns, internos e externos: drenam a pelve e os membros inferiores

Muito bem!

Artigos relacionados

Continue aprendendo

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!