Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Pálpebras e aparelho lacrimal - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Pálpebras e aparelho lacrimal

Objetivos de aprendizagem

Ao completar esta unidade de estudo você será capaz de:

  1. Identificar os vários componentes das pálpebras e nomear suas funções.
  2. Descrever a localização anatômica das estruturas que pertencem ao aparelho lacrimal e compreender o trajeto que o fluido lacrimal percorre.

Assista às videoaulas

O olho é um importante órgão sensitivo, que nos permite perceber e enxergar o mundo ao nosso redor. As estruturas acessórias ao olho são igualmente importantes, já que elas o mantêm lubrificado e protegido contra o ambiente. As pálpebras são pregas finas e elásticas de pele que cobrem a superfície anterior do globo ocular. Com a ajuda dos cílios que se localizam nas suas margens, elas previnem a entrada de partículas e de corpos estranhos no olho, bem como a sua exposição excessiva à luz. Várias glândulas estão localizadas nas pálpebras e produzem secreções essenciais para a lubrificação e proteção dos olhos: as glândulas ciliares (de Moll) produzem uma substância rica em lipídeos que dá estabilidade ao filme lacrimal, as glândulas sebáceas (de Zeis) produzem sebo para os folículos pilosos dos cílios e as glândulas tarsais (de Meibomius) secretam uma substância que cria uma camada oleosa na superfície do globo ocular, prevenindo a evaporação do filme lacrimal. 

O aparelho lacrimal é responsável pela produção, movimentação e drenagem do fluido lacrimal. A glândula lacrimal é quem produz esse fluido, que forma a camada aquosa do filme lacrimal. Ela é dividida em duas partes: uma orbital superior e uma palpebral inferior. As secreções aquosas da glândula lacrimal chegam ao olho através dos ductos excretores, depois se movimentam na superfície ocular para lubrificá-la e são drenadas por várias estruturas no canto medial do olho. Quando nós choramos e produzimos um excesso desse fluido, ele não é mais drenado de maneira adequada e escorre em forma de lágrimas. Siga todo esse trajeto na nossa videoaula!

Teste seus conhecimentos

Você tem um olho detalhista para identificar as estruturas deste tópico? Avalie no teste abaixo:

Quer desafiar seus conhecimentos a respeito de todo o conteúdo da órbita? Experimente o teste a seguir, que você pode personalizar escolhendo os assuntos de sua preferência.

Navegue pelo atlas

Dê mais uma olhada nas estruturas que formam as pálpebras na galeria a seguir.

Revise todas as estruturas do aparelho lacrimal na galeria abaixo.

Resumo

Informações importantes sobre as pálpebras
Função Protege os olhos de poeira e outras partículas estranhas, de lesões, da luz excessiva, mantêm a superfície da córnea lubrificada
Camadas De superficial para profundo: pele e cílios, tecido subcutâneo, músculo esquelético (músculo orbicular do olho/levantador da pálpebra superior), placa tarsal, conjuntiva palpebral
Secreções das pálpebras Glândulas ciliares (de Moll): secretam uma substância de base lipídica, previne a evaporação do filme lacrimal
Glândulas sebáceas (de Zeis):
secretam sebo para os folículos pilosos dos cílios
Glândulas tarsais (de Meibomius):
secretam uma substância sebácea que forma uma camada oleosa na superfície anterior do globo ocular, prevenindo a evaporação do filme lacrimal
Informações importantes sobre o aparelho lacrimal
Função Produção, movimentação e drenagem do fluido lacrimal
Componentes Produção do fluido lacrimal: glândula lacrimal
Excreção:
6-12 ductos excretores da glândula lacrimal
Drenagem:
através da carúncula lacrimal, papilas lacrimais, canalículo lacrimal, saco lacrimal, ducto nasolacrimal, abertura do ducto nasolacrimal → meato nasal inferior

Muito bem!

Artigos relacionados

Continue aprendendo 

Agora que você é especialista nas pálpebras e no aparelho lacrimal, aprimore ainda mais seu conhecimento sobre a anatomia microscópica dessas estruturas nas unidades de estudo a seguir.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!