Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Corpo caloso

Corpo caloso
Corpo caloso

O corpo caloso é um grande trato de substância branca que liga os dois hemisférios do cérebro. É uma parte estrutural e funcional incrivelmente importante do cérebro. Está relacionada à percepção de profundidade espacial, além de permitir que os dois lados do nosso cérebro se comuniquem.

O corpo caloso recebe o nome da língua latina, cujo termo “corpus callosum” significa “corpo duro”. É a maior estrutura de substância branca no cérebro, tanto em termos de tamanho (700 milímetros quadrados em secção transversal no plano sagital mediano) quanto em termos de número de projeções axonais (200 milhões) entre os dois hemisférios.

Neste artigo vamos discutir a anatomia macroscópica e funcional do corpo caloso, bem como a relevância clínica desta estrutura.

Informações importantes sobre o corpo caloso
Partes Rostro
Joelho
Tronco
Esplênio
Função Grande trato da substância branca que liga os dois hemisférios do cérebro
Relações anatômicas Superior: fissura inter-hemisférica
Superoloteral:
giro do cíngulo
Anterior e inferior:
fórnix
Vascularização Anastomoses entre:
- Ramo da artéria comunicante anterior (artéria calosa mediana, também conhecida como artéria mediana do corpo caloso) e/ou artéria subcalosa
- Artéria pericalosa (parte distal da artéria cerebral anterior)
- Artéria pericalosa posterior (geralmente um ramo da artéria cerebral posterior)
Nota clínica Agenesia do corpo caloso
Estereopsia/visão binocular
Síndrome de impacto do corpo caloso
Síndrome de desconexão
Conteúdo
  1. Anatomia e partes
  2. Função
  3. Relações anatômicas
  4. Vascularização
  5. Nota clínica
  6. Resumo
  7. Referências
+ Mostrar todo

Anatomia e partes

Corpo caloso

O corpo caloso é dividido em quatro partes: rostro, joelho, tronco e esplênio:

  • O rostro é contínuo com a lâmina terminal e conecta as regiões orbitais dos lobos frontais.
  • O joelho é a curva anterior do corpo caloso, e o fórceps menor é um trato de substância branca que projeta fibras do joelho para ambos os hemisférios cerebrais, ligando os lobos frontais.
  • O tronco forma a longa parte central do corpo caloso, e as suas fibras passam através da coroa radiada para alcançar a superfície dos hemisférios cerebrais.
  • O esplênio afunila-se na parte posterior, com as fibras do fórceps maior projetando-se para ligar os dois lobos occipitais.

As fibras de substância branca que se projetam a partir do tronco e as fibras do esplênio não incluídas no fórceps maior são conhecidas como tapetum, e formam o teto dos ventrículos laterais. De um modo geral, existem dois tipos de conexões: homotópicas e heterotópicas.

Conexões homotópicas ligam regiões semelhantes dos lados direito e esquerdo do cérebro, enquanto conexões heterotópicas ligam áreas distintas dos hemisférios cerebrais.

Função

A principal função do corpo caloso é a comunicação entre os dois hemisférios. As diferentes partes do corpo caloso conectam áreas semelhantes de cada hemisfério. Por exemplo, o rostro e o joelho conectam os lobos frontais dos hemisférios direito e esquerdo, enquanto que o tronco e o esplênio conectam os lobos temporais dos hemisférios cerebrais, bem como seus lobos occipitais. Desta forma, áreas semelhantes estão interconectadas e se comunicam de tal forma que há uma harmonização das suas funções.

Além de sua importância na comunicação, supõe-se que o corpo caloso desempenhe um papel primordial na cognição. Evidências recentes sugerem que o enfraquecimento da sua integridade contribui para um declínio da função cognitiva em idosos. Por outro lado, o aumento da espessura do corpo caloso no desenvolvimento típico da infância está relacionado à inteligência, à velocidade de processamento e às habilidades de resolução de problemas.

Aprender tudo sobre o sistema nervoso pode parecer assustador. Por isso preparamos uma apostila de exercícios para você. Não deixe de conferir e descubra uma maneira fácil e divertida de entender este tema confuso!

Relações anatômicas

Superiormente ao corpo do corpo caloso encontra-se a fissura inter-hemisférica, na qual situa-se a foice do cérebro, bem como os vasos cerebrais anteriores. O aspecto superior do corpo caloso é coberto por uma fina camada de tecido glial, conhecida como indusium griseum, sobre a qual há uma ou duas faixas de substância cinzenta de cada lado da linha média, conhecidas como estrias longitudinais.

O giro do cíngulo é um componente do sistema límbico situado superior e lateralmente ao corpo caloso. O sulco caloso separa estas duas estruturas. A parte anterior do corpo caloso (rostro, joelho e tronco) fixa-se inferiormente ao fórnix pelo septo pelúcido, enquanto o esplênio se fixa inferiormente aos pilares e à comissura do fórnix.

Aprenda a identificar o corpo caloso e outras estruturas de uma vista medial do cérebro:

Vascularização

A vascularização do corpo caloso é rica e fortalecida por anastomoses, o que significa que a área raramente é afetada por infartos.

A artéria cerebral anterior é dividida didaticamente em segmentos. O primeiro segmento (segmento A1 ou pré-comunicante) está localizado entre a origem da artéria, na bifurcação carotídea, e o ponto onde se origina a artéria comunicante anterior. Os demais segmentos dessa artéria (A2 a A5) são conhecidos em conjunto como artéria pericalosa.

A grande maioria do suprimento sanguíneo para o corpo caloso provém de ramos calosos da artéria pericalosa, cujo curso segue a margem externa do corpo caloso, primeiro na área subcalosa, e depois no sulco do corpo caloso e no sulco do cíngulo.

Artéria pericalosa

A artéria pericalosa posterior geralmente é um ramo da artéria cerebral posterior, mas sua origem é variável. Ela se bifurca em um ramo inferior e outro superior, que irrigam a parte inferior e superior do esplênio do corpo caloso, respectivamente. O ramo superior geralmente se anastomosa com a artéria pericalosa.

Na maioria dos indivíduos, o corpo caloso também recebe vascularização da artéria comunicante anterior, através da artéria calosa mediana (também conhecida como artéria mediana do corpo caloso) ou da artéria subcalosa. A artéria subcalosa irriga parte do hipotálamo, além do rostro e joelho do corpo caloso.

A artéria calosa mediana é muito semelhante à artéria subcalosa, mas tem um trajeto mais longo para alcançar o tronco do corpo caloso.

Agora que você já estudou sobre o corpo caloso, que tal aprofundar os seus conhecimentos e aprender sobre estruturas vistas a partir da vista medial do cérebro? Aprenda mais com os nossos testes abaixo.

Corpo caloso - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!