EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo esterno-tireóideo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo esterno-tireóideo

O esterno-tireóideo é um par de músculos em forma de alça localizados no trígono cervical muscular. Faz parte de um grupo de músculos chamados de músculos infra-hióideos. Existem quatro desses músculos que são agrupados em uma camada superficial e uma profunda.

A camada superficial inclui o esterno-hióideo e omo-hióideo, enquanto a camada profunda é composta pelo esterno-tireóideo e pelo tireo-hioideo. Os músculos infra-hióideos também fazem parte de um grupo maior chamado de músculos extrínsecos da laringe. Estes músculos ajudam a estabilizar o osso hióide e são importantes para a fala e para a deglutição.

Fatos importantes sobre o músculo esterno-tireóideo
Origem Superfície posterior do manúbrio do esterno, cartilagem costal da primeira costela
Inserção Linha oblíqua da cartilagem tireoide
Ação Rebaixa a laringe
Inervação Ramos anteriores de C1-C3 (através da alça cervical)
Vascularização Artérias tireoidea superior e lingual

Este artigo discutirá a anatomia e o suprimento neurovascular do músculo esterno-tireóideo.

Origem e inserção

O músculo esterno-tireóideo é comparativamente mais largo e mais curto do que os outros músculos infra-hióideos. Origina-se na borda posterior da cartilagem costal da primeira costela, assim como na superfície posterior do manúbrio do esterno.

Na sua origem, o músculo faz contato com o esterno-tireóideo contralateral. No entanto, as fibras, que são orientadas verticalmente, divergem à medida que seguem superiormente para se inserir na linha oblíqua da cartilagem tireoide. Aqui, o músculo delineia o limite superior da glândula tireoide. Assim, juntamente com o músculo esterno-hióideo, ajuda a limitar a extensão craniana de uma glândula tireoide aumentada.Tenha uma visão geral dos músculos infra-hióideos e de outros músculos da região cervical anterior revendo a unidade de estudo abaixo.

Relações

O músculo esterno-tireóideo tem inúmeras relações anatômicas importantes com as estruturas neurovasculares e glandulares do pescoço. É cruzado anteriormente pelas fibras oblíquas do esterno-hióideo e pelo ventre superior do omo-hióideo. Em ambos os lados do pescoço, o músculo é anterior ao lobo lateral da glândula tireoide.

O músculo se encontra anteriormente ao tronco braquiocefálico à direita e à artéria carótida comum e à veia braquiocefálica à esquerda. Também é anterior ao nervo laríngeo externo e à artéria tireoidea superior. A parte cervical da traqueia e o músculo constritor da faringe são cruzados pelo músculo esterno-tireóideo.

Inervação

Os ramos anteriores dos três primeiros nervos espinhais cervicais (C1-C3) fornecem inervação motora para o músculo esterno-tireóideo por meio da alça cervical.

Vascularização

O sangue é fornecido ao músculo esterno-tireóideo por ramos das artérias lingual e tireoidea superior.

Funções

Juntamente com os outros músculos infra-hióideos, o músculo esterno-tireóideo traciona o osso hióide e a laringe para baixo, para suas posições de repouso. Esse processo reabre a entrada da laringe após a deglutição, para que a respiração possa retomar. Esse movimento para baixo também é importante para cantar notas graves.

Quando age sozinho, o músculo esterno-tireóideo afasta a lâmina da cartilagem tireóide do osso hióide, abrindo assim a entrada da laringe. Isso é particularmente benéfico durante a inspiração forçada, para que o ar entre nas vias aéreas inferiores.

Nota clínica

O músculo esterno-tireóideo pode ser seccionado durante a tireoidectomia (remoção de uma glândula tireoide doente). Isso permite que o cirurgião tenha acesso ao pedículo superior da glândula. Até o momento, não há evidências que comprovem qualquer relação entre a secção desse músculo e resultados funcionais adversos no pós-operatório.

Músculo esterno-tireóideo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Henry, L., Solomon, N., Howard, R., Gurevich-Uvena, J., Horst, L., & Coppit, G. et al. (2008). The Functional Impact on Voice of Sternothyroid Muscle Division During Thyroidectomy. Annals Of Surgical Oncology, 15(7), 2027-2033. doi: 10.1245/s10434-008-9936-8.
  • Moore, K., Agur, A., & Dalley, A. (2006). Clinically oriented anatomy (5ª Edição). Philadelphia: LippincottWilliams&Wilkins.
  • Moore, K., Agur, A., & Dalley, A. (2006). Clinically oriented anatomy (5ª Edição). Philadelphia: LippincottWilliams&Wilkins.
  • Netter, F. (2014). Atlas of Human Anatomy (6ª Edição). Philadelphia, PA: Saunders.
  • Palastanga, N., & Soames, R. (2012). Anatomy and human movement (6ª Edição). Edinburgh: Churchill Livingstone.
  • Standring, S., & Gray, H. (2008). Gray's anatomy (42ª Edição). Edinburgh: Churchill Livingstone/Elsevier.

Ilustrações:

  • Músculo esterno-tireóideo - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo esterno-tireóideo - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Músculo esterno-tireóideo - vista lateral-esquerda - Paul Kim

Tradução, Revisão, Layout:

  • Rafaela Ervilha Linhares
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!