EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Manguito Rotador / Coifa dos Rotadores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Manguito Rotador / Coifa dos Rotadores

No corpo humano, a coifa dos rotadores/manguito rotador é uma unidade funcional anatômica localizada na extremidade superior.

As suas funções relacionam-se com a articulação gleno-umeral, na qual os músculos da coifa/manguito funcionam como agonistas de movimentos e estabilização da articulação.

As lesões na coifa dos rotadores/manguito rotador interferem com a função da articulação glenoumeral, e levam à incapacidade de realizar os movimentos associados a esta articulação.

Fatos importantes
Músculo subescapular

Origem: Fossa subescapular

Inserção: Tubérculo menor do úmero
Função: Rotação medial (interna) do ombro

Músculo redondo menor

Origem: Bordo lateral da escápula (omoplata)

Inserção: Tubérculo maior do úmero
Função: Rotação lateral (externa) do ombro

Músculo supraespinhoso (supraespinhal)

Origem: Fossa supraespinhosa (supraespinhal)

Inserção: Tubérculo maior do úmero
Função: Abdução do ombro superior a 60º

Músculo infraespinhoso (infraespinhal)

Origem: Fossa infraespinhosa (infraespinhal)

Inserção: Tubérculo maior do úmero
Função: Rotação lateral (externa) do ombro

Função geral da coifa/manguito Estabilização e centralização da cabeça do úmero na articulação glenoumeral durante os movimentos do ombro.

Origens e inserções

Todos esses músculos se originam da escápula e se inserem no úmero.

Músculo subescapular

O músculo subescapular é muito importante para a rotação medial (interna) do úmero. Ele surge da fossa subescapular e se insere no tubérculo menor do úmero.

Músculo subscapular - vista anterior

Músculo redondo menor

O músculo redondo menor se origina da borda lateral da escápula (omoplata) e se insere no tubérculo maior do úmero.

Músculo redondo menor - vista posterior

 

Músculo supraespinhoso (supraespinhal)

O músculo supraespinhoso (supraespinhal) possui sua origem na fossa supraespinhosa (supraespinhal) e se insere no tubérculo maior do úmero – similar ao músculo redondo menor.

Músculo supraespinhoso - vista posterior

Músculo infraespinhoso (infraespinhal)

O quarto músculo do manguito rotador/coifa dos rotadores é o músculo infra-espinhal. Ele se origina da fossa infraespinhosa (infraespinhal) da escápula (omoplata) e também se insere no tubérculo maior.

Músculo infraespinhoso - vista posterior

Aprofunde os seus conhecimentos sobre a coifa dos rotadores com a videoaula e o teste em baixo.

Funções da coifa dos rotadores/manguito rotador

A principal função da coifa dos rotadores/manguito rotador é estabilizar e centralizar a cabeça umeral no soquete articular, a cavidade glenóide. Além disso, os músculos seguram a cápsula articular, prevenindo um pinçamento durante movimentos do ombro.

Certamente a coifa dos rotadores/manguito rotador – como o nome sugere – possui um grande papel na rotação medial (interna) e lateral (externa) do braço na articulação do ombro. Todos os músculos mencionados acima apresentam diferentes funções.

O músculo subescapular é um poderoso rotador medial (interno) que também suporta o braço durante a abdução e adução. Ao contrário, a função do músculo redondo menor consiste primariamente na rotação lateral (externa), e ainda parcialmente na retroversão e adução. O músculo supraespinhoso (supraespinhal) realiza abdução do ombro, especialmente abdução acima de 60 graus. Finalmente, o músculo infraespinhoso (infraespinhal) é um forte rotador lateral (externo) e adicionalmente colabora tanto com a abdução quanto com a adução.

Aprenda mais sobre a função de três dos músculos da coifa dos rotadores com as videoaulas seguintes.

Nota clínica

Ao avaliar as patologias da coifa dos rotadores/manguito rotador – assim como em todas as articulações – é necessário diferenciar entre lesões degenerativas e traumáticas. Aqui estão dois exemplos:

Síndrome do impacto subacromial

Um exemplo de uma doença degenerativa da coifa dos rotadores/manguito rotador é a síndrome do impacto subacromial. Nela o tendão do músculo supraespinhoso (supraespinhal) é pinçado no acrômio (acrómio). Esse processo é comumente causado por um tendão espessado ou uma inflamação da bursa (bolsa) suprajacente, levando a um alargamento, consequentemente comprimindo o espaço subacromial. Outra possível causa para o impacto é um esporão ósseo subacromial, resultando no estreitamento do nervo com dor. Um teste de Neer positivo quando se eleva o ombro acima de 120 graus é característico de síndrome do  impacto.

Ruptura da coifa dos rotadores/manguito rotador

A ruptura da coifa dos rotadores/manguito rotador é um exemplo de lesão traumática, na qual ocorre a ruptura de um ou mais tendões até o ponto de uma ruptura completa dos músculos da coifa dos rotadores/manguito rotador. Frequentemente essas rupturas são precedidas por alterações degenerativas do manguito rotador/coifa dos rotadores. O tratamento pode ser de natureza conservadora ou cirúrgica (ex.: fixação transóssea), dependendo da gravidade da ruptura e da idade do paciente.

Apesar de a coifa dos rotadores/manguito rotador ser constituída somente de quatro músculos, ele possui um papel essencial na estabilidade e mobilidade da articulação mais flexível do corpo humano: o ombro.

Manguito Rotador / Coifa dos Rotadores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Benninghoff/Drenckhahn: Anatomie, Band 1, 16. Auflage, Urban & Fischer Verlag (2003)
  • Berchtold: Chirurgie, 6. Auflage, Elsevier Verlag (2008)
  • Rössler H., Rüther W. [Hrsg.]: Orthopädie und Unfallchirurgie, 19. Auflage, Elsevier Verlag (2005)

Ilustrações

  • 1.ª galeria: Subscapularis muscle (Musculus subscapularis) - Yousun Koh
  • 1.ª galeria: Teres minor muscle (Musculus teres minor) - Yousun Koh
  • 1.ª galeria: Supraspinatus muscle (Musculus supraspinatus) - Yousun Koh
  • 1.ª galeria: Infraspinatus muscle (Musculus infraspinatus) - Yousun Koh
  • Músculo subscapular - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo redondo menor - vista posterior - Yousun Koh
  • Músculo supraespinhoso - vista posterior - Yousun Koh
  • Músculo infraespinhoso - vista posterior - Yousun Koh
  • 2.ª galeria: Rotação medial do braço - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Rotação lateral do braço - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Adução do braço - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Abdução do braço - Paul Kim

Autor & Layout:

  • Christopher A. Becker
  • Achudhan Karunaharamoorthy

Ilustração:

  • Manguito rotador - Yousun Koh

Tradução para português e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Rafael Vieira
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 10 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 2 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!