Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Escápula - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Escápula

A escápula, também conhecida como omoplata, é um osso triangular, achatado, localizado na parte posterior do tronco, sobre a superfície posterior das costelas 2 a 7. A escápula, juntamente com a clavícula e o manúbrio do esterno, constituem a cintura escapular (ombro), que conecta o membro superior do esqueleto apendicular ao esqueleto axial.

A escápula é um osso importante, uma vez que fornece ponto de inserção para vários músculos do braço e do ombro. Ela se articula também com o úmero e com a clavícula, formando a articulação glenoumeral (ombro) e a articulação acromioclavicular, respectivamente. No entanto, a escápula movimenta-se livremente através da parede torácica posterior (articulação escapulotorácica), visto que o aspecto medial da escápula não está diretamente conectado ao esqueleto axial, mas conectado ao tórax e à coluna vertebral por músculos. Isso permite que o braço se movimente juntamente com a escápula, proporcionando uma grande amplitude de movimento e mobilidade para o membro superior em comparação com o membro inferior.

Informações importantes
Bordas Superior, lateral e medial
Ângulos Lateral, superior e inferior
Superfícies Anterior: fossa subescapular
Posterior:
fossa supraespinal, espinha, fossa infraespinal
Processos Coracoide, acrômio
Músculos que se originam da escápula Deltoide, supraespinal, infraespinal, tríceps braquial (cabeça longa), redondo menor, redondo maior, grande dorsal, coracobraquial, bíceps braquial, subescapular, músculos omo-hióideos
Músculos que se inserem na escápula Trapézio, levantador da escápula, romboide maior, romboide menor, serrátil anterior, músculo peitoral menor
Vascularização Artérias supraescapular, circunflexa posterior do úmero, circunflexa da escápula, cervicais transversais
Relações clínicas Disfunção escapulotorácica, instabilidade escapulotorácica, displasia escapular, síndrome do ressalto da escápula, fraturas

Todos os marcos anatômicos importantes da escápula, juntamente com as condições clínicas que podem afetá-la, serão descritos neste artigo.

Conteúdo
  1. Marcos ósseos
    1. Bordas e ângulos
    2. Superfícies
    3. Processos
  2. Suprimento sanguíneo
  3. Músculos
    1. Músculos que se originam na escápula
    2. Músculos que se inserem na escápula
    3. Mnemônico
  4. Notas clínicas
    1. Disfunção escapulotorácica
    2. Displasia escapular
    3. Síndrome do ressalto da escápula
    4. Fraturas
  5. Bibliografia
+ Mostrar todo

Marcos ósseos

Bordas e ângulos

Como qualquer triângulo, a escápula é composta por três bordas: superior, lateral e medial. A borda superior é a borda mais curta e mais fina das três. A borda medial é fina e cursa paralela à coluna vertebral e, portanto, é frequentemente chamada de borda vertebral. A borda lateral é frequentemente chamada de borda axilar, pois cursa superolateralmente, em direção ao ápice da axila. É a mais espessa e mais forte das três bordas, servindo como local de inserção muscular. A cavidade glenoidal também se localiza ao longo dessa borda. Ela é uma fossa rasa que se articula com a cabeça do úmero, formando a articulação glenoumeral.

A escápula também tem três ângulos. A borda superior se encontra com a borda lateral no ângulo lateral e com a borda medial no ângulo superior. O terceiro ângulo é o ângulo inferior, onde as bordas medial e lateral se encontram.

Superfícies

A escápula tem duas superfícies; na face anterior encontramos a superfície costal, lisa e de formato côncavo. Ela é principalmente representada pela fossa subescapular. Na parte posterior da escápula está a superfície posterior, convexa e irregular, que tem uma crista óssea saliente (espinha da escápula) que a separa em duas divisões: a fossa supraespinal, superior, e a fossa infraespinal, inferior, maior do que a superior.

Processos

Além da espinha, a escápula possui mais dois processos ósseos: o processo coracoide e o acrômio. O processo coracoide é uma curvatura em forma de bico que se projeta anterolateralmente a partir da borda superior.

A cavidade glenoide está localizada inferiormente ao processo coracoide. Superiormente, encontra-se a parte lateral da clavícula e, medial ao processo coracoide, temos a incisura supraescapular (para a passagem do nervo supraescapular), que conecta a base do processo coracoide à borda superior da escápula. O processo coracoide serve como local de inserção de vários músculos e ligamentos.

Os ligamentos do processo coracoide são:

  • Ligamento coracoumeral - para o tubérculo maior do úmero
  • Ligamento coracoclavicular - para a clavícula
  • Ligamento coracoacromial - para o acrômio

O acrômio é uma extensão lateral palpável e alargada da espinha da escápula, que se projeta anterolateralmente. Ele se curva sobre a articulação glenoumeral e se articula com a extremidade acromial lateral da clavícula para formar a articulação sinovial acromioclavicular. Essa articulação é sustentada pelo ligamento acromioclavicular, que se liga ao acrômio em uma extremidade e à clavícula na outra.

Suprimento sanguíneo

Várias artérias se anastomosam para irrigar a região escapular posterior:

  • Artéria supraescapular - ramo do tronco tireocervical, que por sua vez se origina da artéria subclávia. Corre ao longo do nervo supraescapular e irriga principalmente os músculos supraespinal e infraespinal.
  • Artéria circunflexa posterior do úmero - ramo da artéria axilar; supre a articulação glenoumeral.
  • Artéria circunflexa da escápula - origina-se da artéria subescapular, que por sua vez é um ramo da artéria axilar.
  • Artéria cervical transversa - ramo do tronco tireocervical, que cursa ao longo da margem medial da escápula.

Aprenda tudo sobre a anatomia da escápula com nossa unidade de estudos sobre a escápula:

Músculos

Devido à grande área de superfície da escápula, há um grande número de músculos inseridos (17 no total) que conectam a escápula à parede torácica e permitem sua movimentação. Esses músculos estão resumidos a seguir e são divididos nos músculos que se originam ou se inserem na escápula. Quatro desses músculos formam o manguito rotador, que cobre a cápsula do ombro (subescapular, infraespinal, redondo menor e supraespinal).

Músculos que se originam na escápula

  • Músculo deltoide - se origina inferiormente ao longo da espinha da escápula até o acrômio (e terço lateral da clavícula). Suas ações incluem flexão e rotação medial (fibras anteriores), abdução (fibras médias), extensão e rotação lateral (fibras posteriores) da articulação do ombro. É inervado pelo nervo axilar.
  • Músculo supraespinal - origina-se da fossa supraespinal. É responsável pela abdução da articulação do ombro e é inervado pelo nervo supraescapular.
  • Músculo infraespinal - origina-se da fossa infraespinal. Sua ação envolve a rotação lateral da articulação do ombro. Também é inervado pelo nervo supraescapular.
  • Músculo tríceps braquial (cabeça longa) - sua origem é o tubérculo infraglenoidal, localizado na borda lateral, inferior à cavidade glenoidal. É responsável pela extensão do cotovelo e é inervado pelo nervo radial.
  • Músculo redondo menor - origina-se da borda lateral da superfície posterior. Sua ação consiste na rotação lateral da articulação do ombro. É inervado pelo nervo axilar.
  • Músculo redondo maior - suas origens são a superfície posterior do ângulo inferior e a parte inferior da borda lateral da escápula. Sua função é realizar a adução e rotação medial da articulação do ombro. É inervado pelo nervo subescapular.
  • Músculo latíssimo do dorso - origina-se do ângulo inferior da escápula. Executa uma variedade de ações, como adução, extensão e rotação medial da articulação do ombro. Recebe sua inervação através do nervo toracodorsal.
  • Músculo coracobraquial - sua origem é o processo coracoide. Suas ações incluem adução e flexão na articulação do ombro. É inervado pelo nervo musculocutâneo.
  • Músculo bíceps braquial (cabeças longa e curta) - a cabeça longa origina-se do tubérculo supraglenoidal, enquanto a cabeça curta se origina do processo coracoide. Este músculo é responsável pela flexão do cotovelo. É inervado pelo nervo musculocutâneo.
  • Músculo subescapular - origina-se da fossa subescapular. Realiza adução e rotação medial da articulação do ombro. Sua inervação é feita pelo nervo subescapular.
  • Músculo omo-hióideo - sua origem é a borda superior (adjacente à incisura supraescapular) e causa depressão do osso hioide. É inervado pela alça cervical (do plexo cervical).

Músculos que se inserem na escápula

  • Músculo trapézio - se insere superiormente ao longo da coluna, no acrômio e na clavícula. Suas ações incluem a elevação e rotação da escápula durante a abdução do úmero além de 90 graus. É inervado pelo nervo acessório.
  • Músculo levantador da escápula - Se insere no ângulo superior e na borda medial da escápula (superior à espinha escapular). Sua função é elevar a escápula. É inervado por ramos de C3-C5.
  • Músculo romboide maior - sua inserção é a borda medial da escápula (inferior à espinha escapular). Este músculo realiza elevação e retração da escápula e é inervado pelo nervo escapular dorsal.
  • Músculo romboide menor - se insere acima da espinha escapular. Ele realiza ações como elevação e retração da escápula. É inervado através do nervo escapular dorsal.
  • Músculo serrátil anterior - sua inserção é ao longo da borda medial, do ângulo superior ao inferior. Este músculo protrai e gira a escápula. É inervado pelo nervo torácico longo.
  • Músculo peitoral menor - se insere no processo coracoide. Suas ações consistem na protração e depressão da escápula. O músculo é inervado pelo nervo peitoral medial.

Mnemônico

Destes músculos, alguns retraem e outros protraem, ou projetam a escápula para frente, e há uma maneira muito fácil de lembrar qual é a ação de cada músculo!

PRotração - Peitoral menor e seRRátil anterior

ReTRação - Romboide e fibras horizontais e inferiores do Trapézio

Solidifique seu conhecimento com nosso teste:

Escápula - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!