EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Espaços anatômicos da região peitoral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Espaços anatômicos da região peitoral

Um espaço anatômico pode ser informalmente definido como qualquer espaço que não é completamente ocupado por tecido. Existem vários espaços anatômicos na cintura peitoral/escapular que agem como vias de passagem para estruturas neurovasculares que atravessam o membro superior.

Os mais importantes são:

  • O forame supraescapular
  • O espaço quadrangular
  • O espaço triangular
  • O intervalo triangular
Fatos Importantes
Forame supraescapular Limite superior: ligamento escapular transverso superior
Limite inferior: incisura supraescapular
Conteúdo: nervo supraescapular (abaixo do ligamento), artéria supraescapular (acima do ligamento)
Espaço quadrangular Limite superior: músculo subescapular
Limite inferior: músculo redondo maior
Limite lateral: colo cirúrgico do úmero
Limite medial: cabeça longa do músculo tríceps braquial
Conteúdo: nervo axilar, artéria umeral circunflexa posterior 
Espaço triangular Limite inferior: borda superior do músculo redondo maior
Limite superior: borda inferior do músculo redondo menor
Limite lateral: borda medial da cabeça longa do músculo tríceps braquial
Conteúdo: artéria escapular circunflexa
Intervalo triangular Limite lateral: diáfise do úmero
Limite medial: borda lateral da cabeça longa do músculo tríceps braquial
Conteúdo: artéria braquial profunda, nervo radial
Clínica Traumatismos, compressões, Síndrome do espaço quadrangular (SEQ)

Anatomia 

Este artigo irá discutir a anatomia e o conteúdo dos espaços anatômicos da região peitoral.

Finalmente, múltiplas patologias-Traumatismos, compressões e a Síndrome do espaço quadrangular (SEQ) serão abordadas.

Videoaula recomendada: Regiões do membro superior
Regiões do membro superior observadas em vistas anterior e posterior.

Forame supraescapular

O forame supraescapular situa-se na borda lateral da escápula. Ele é limitado superiormente pelo ligamento escapular transverso superior e inferiormente pela incisura supraescapular.

O forame é a via de passagem para o nervo supraescapular (que cursa abaixo do ligamento), se originando do tronco superior do plexo braquial.

A artéria supraescapular cursa adjacente ao nervo, acima do ligamento.

Espaço quadrangular

Localizado na axila, o espaço quadrangular é limitado superiormente pelo músculo subescapular (pelo músculo redondo menor, quando visto posteriormente), inferiormente pelo músculo redondo maior, lateralmente pelo colo cirúrgico do úmero e medialmente pela cabeça longa do músculo tríceps braquial.

O nervo axilar e a artéria umeral circunflexa posterior cursam posteriormente através do espaço quadrangular para ganhar acesso à divisão posterior da cintura peitoral/escapular, onde ambos inervam o deltóide.

Espaço triangular (superior)

O espaço triangular (superior) age como um conduto entre o compartimento axilar anterior e o segmento escapular posterior. A borda superior do músculo redondo maior forma a borda inferior do espaço. A borda inferior do músculo redondo menor forma a borda superior do espaço, quando visto posteriormente; mas quando visto anteriormente, a borda superior do espaço é formada pela borda inferior do subescapular. Finalmente, o espaço é limitado lateralmente pela borda medial da cabeça longa do músculo tríceps braquial.

A artéria escapular circunflexa passa através deste espaço para se unir às anastomoses escapulares.
 

Intervalo triangular (espaço triangular inferior)

Em um sentido técnico, o intervalo triangular encontra-se fora da axila, uma vez que ele se situa abaixo da borda inferior do músculo redondo maior (o limite inferior da axila). Assim, esse espaço age como trajeto entre as divisões anterior e posterior do braço, bem como entre a parte posterior do braço e a axila. Ele é limitado lateralmente pela diáfise do úmero, e medialmente pela borda lateral da cabeça longa do músculo tríceps braquial.

A artéria braquial profunda e o nervo radial passam através deste espaço para entrarem no braço.

Nota Clínica

As patologias mais comuns associadas com esses espaços são resultado da compressão causada por trauma, hiperplasia ou hipertrofia. Compressão do nervo supraescapular resulta em paralisia dos músculos supraespinhal e infraespinhal. O supraespinhal também é comumente lesionado durante o nascimento, juntamente com os nervos axilar e musculocutâneo, produzindo um defeito conhecido como paralisia de Erb.

A compressão neurovascular do espaço quadrangular pode resultar em síndrome do espaço quadrangular (SEQ). Essa é uma condição incomum que afeta atletas. Existem quatro sinais típicos que são associados com a SEQ. Eles são:

  • Dor mal localizada no ombro
  • Parestesia não associada a dermátomos
  • Angiografia positiva revelando uma artéria umeral circunflexa posterior enquanto o ombro afetado é abduzido ou rodado externamente
  • Discreto ponto de dor na área do espaço quadrangular

Espaços anatômicos da região peitoral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Dale, R.: Quadrilateral space syndrome. Athletic therApy todAy, (2009), p.45.
  • Drake, R., Vogl, W., Mitchell, A. and Gray, H.: Gray's Anatomy for Students. 3rd ed. Philadelphia: Elsevier/Churchill Livingstone, (2005), p.638-639.
  • Sinnatamby, C. and Last, R.: Last's Anatomy. 12th ed. Edinburgh: Churchill Livingstone/Elsevier, (2011), pp.55, 95.
  • Wheeless, III, C.: Erb's Palsy - Wheeless' Textbook of Orthopaedics. [online] Wheelessonline.com, (2012), [Accessed 21 May. 2014].
  • Wheeless, III, C.: Suprascapular Nerve - Wheeless' Textbook of Orthopaedics. [online] Wheelessonline.com, (2013), Available at: [Accessed 21 May. 2014].

Autor and Layout:

  • Lorenzo A. Crumbie
  • Catarina Chaves

Ilustrações:

  • Nervo supraescapular - vista posterior - Yousun Koh
  • Nervo axilar - vista posterior - Yousun Koh
  • Artéria circunflexa umeral posterior - vista posterior - Yousun Koh
  • Artéria circunflexa escapular - vista posterior - Yousun Koh
  • Artéria braquial profunda - vista posterior - Yousun Koh
  • Nervo radial - vista posterior - Yousun Koh
  • Incisura supraescapular - vista posterior - Yousun Koh
  • Artéria supraescapular - vista anterior - Yousun Koh
  • Nervo axilar - vista anterior - Yousun Koh
  • Artéria circunflexa umeral posterior - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo deltoide - vista anterior - Yousun Koh

Tradução para o português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 4 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 2 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!