EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Gengiva - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Gengiva

A gengiva é encontrada na cavidade oral ou boca dos seres humanos.

Ela consiste de tecido mucoso que recobre as apófises alveolares da maxila e da mandíbula, e terminam no colo de cada dente.

Ao contrário da restante mucosa oral, que possui muitas glândulas salivares acessórias, a gengiva não possui submucosa nem glândulas.

A gengivite é uma complicação patológica comum, formada por bactérias, que pode ser evitada adotando uma rotina regular de higiene oral.

Fatos importantes
Tipos Gengiva marginal (móvel): tecido gengival que envolve o colo dos dentes, possui cerca de 1,5mm de largura
Gengiva fixa: tecido gengival entre a gengiva móvel e a gengiva alveolar, possui 4 a 5 mm de largura
Histologia Epitélio oral -> epitélio pavimentoso estratificado queratinizado,cobre as superfícies oral e gengival vestibular
Epitélio sulcular -> contínuo com o epitélio oral e reveste o sulco gengival
Epitélio juncional -> reveste a junção dento-epitelial
Nota clínica Gengivite

Esse artigo irá destacar os dois tipos principais de gengiva, a composição histológica do órgão e as principais transformações patológicas dos tecidos gengivais.

Tipos

Existem dois tipos de gengiva que são claramente reconhecíveis, e são conhecidos como gengiva marginal, que é móvel e gengiva fixa.

Gengiva marginal

Colo do dente (verde) - vista anterior

A gengiva marginal é uma faixa de 1,5 mm de tecido gengival que envolve o colo dos dentes, e é conhecida por esse nome devido ao fato de que a parede interna forma a parede gengival do sulco. Isso significa que quando um dispositivo é colocado na margem gengival de uma boca saudável, ele pode ser inserido até três milímetros no sulco formado entre o dente e a mucosa, devido ao fato de que o tecido mole é móvel.

A gengiva está em íntimo contato com os dentes. Para conhecer melhor a anatomia deles, confira o material a seguir.

Gengiva fixa

A gengiva fixa é o tecido gengival que encontra-se entre a gengiva móvel e a gengiva alveolar. Possui quatro a cinco milímetros de largura e não é removível das estruturas subjacentes sem causar danos.

Histologia

O epitélio gengival envolve a superfície externa da gengiva, incluindo as áreas móveis e fixas, bem como o sulco gengival e o epitélio juncional. Ele é dividido em três secções maiores, conhecidas como:

  • epitélio oral
  • epitélio sulcular
  • epitélio juncional

Você sabia que se usar diferentes ferramentas de aprendizagem vai fixar muito melhor tudo o que você estudar? 

O epitélio oral é constituído de epitélio escamoso estratificado queratinizado e cobre as superfícies oral e gengival vestibular. Ele é limitado pela junção mucogengival e a margem gengival, e também se funde com o epitélio do palato nos limites do mesmo.

Epitélio escamoso estratificado queratinizado (verde) - lâmina histológica

O epitélio sulcular é contínuo com o epitélio oral e reveste o sulco gengival. No fundo do sulco gengival e em seu ápice, o epitélio juncional reveste a junção dentoepitelial.

Gengiva - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!