EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Glândula sublingual - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Glândula sublingual

As glândulas sublinguais são as menores dos três pares de glândulas salivares maiores, uma vez que as glândulas salivares são divididas em maiores e menores. As glândulas maiores são massas de tecido secretor com um único ducto que conecta as glândulas exócrinas com a cavidade oral, enquanto as glândulas menores são glândulas exócrinas individuais que secretam direto na cavidade oral, através de seus próprios ductos individuais que são parte de sua composição. É assim que as glândulas sublinguais, apesar de serem classificadas como glândulas maiores, entram em ambas as categorias. Elas são coletivos de massas teciduais exócrinas, mas elas possuem muitos ductos que se abrem na área em que estão situadas.

Fatos importantes sobre as glândulas sublinguais
Limites Mandíbula (anterior e inferior), músculo genioglosso (posterior e inferior) e língua (superior).
Histologia Glândulas tubuloacinares ramificadas, com predomínio de células mucosas tubulares secretórias.
Inervação Cordão timpânico (nervo facial - NC VII)
Vascularização Artéria lingual -> artéria sublingual
Artéria facial -> artéria submentoniana
Drenagem linfática Linfonodos submandibulares

Este artigo irá descrever a anatomia das glândulas sublinguais, com sua vascularização, inervação e drenagem linfática, assim como aspectos sobre sua histologia e suas correlações clínicas. 

Limites

As glândulas sublinguais repousam bilateralmente no assoalho da boca e no interior das pregas linguais. Elas são limitadas pela mandíbula anterior e inferiormente, e pelo músculo genioglosso, posterior e inferiormente. São cobertas superiormente pela língua. Numerosos ductos podem ser vistos secretando saliva ao longo da margem das pregas sublinguais.

Aprenda mais sobre a glândula sublingual e outras glândulas salivares utilizando os recursos a seguir:

Histologia

Ao contrário das glândulas parótidas, as glândulas sublinguais secretam somente saliva mucinosa, o que corresponde a cerca de 3% a 4% de toda a produção salivar.

Glândula sublingual - histologia

Inervação

O suprimento nervoso da glândula sublingual reflete o da glândula submandibular. Ele ocorre através do cordão timpânico, que carrega fibras que se originam no nervo facial (NC VII) e são classificadas como fibras secretomotoras.

Estudar anatomia pode ser complexo e extenuante. Aprenda sobre a anatomia interativa e como usá-la para aprender de forma rápida e fácil!

Vascularização

Existem dois suprimentos arteriais separados que contribuem para a vascularização da glândula sublingual, que têm sua drenagem venosa através das veias correspondentes. O primeiro é o da artéria lingual, que se ramifica para a artéria sublingual.

O segundo é o da artéria facial, que dá origem à artéria submentoniana.

Drenagem linfática

Os linfonodos submandibulares são responsáveis pela drenagem linfática da região das glândulas sublinguais.

Vamos praticar? Verifique nossos testes sobre as glândulas salivares e estruturas à sua volta:

Glândula sublingual - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!