EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Sangue - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Sangue

O sangue totaliza cerca de 8% do peso corporal humano. Ele contém eritrócitos, leucócitos, trombócitos (plaquetas) e plasma. Através do sistema cardiovascular, o sangue consegue chegar a todas as partes do corpo humano.

A percentagem em volume de todas as células sanguíneas no sangue total é de aproximadamente 45% em adultos (hematócrito). O restante consiste de plasma líquido (exemplo: água, proteínas plasmáticas, eletrólitos, etc.).

O sangue é composto por:

  • Células
  • Fragmentos de células
  • Solução aquosa (plasma)
Fatos importantes sobre o sangue
Funções Transporta gases (oxigénio, dióxido de carbono, azoto), nutrientes e hormonas
Ajuda na manutenção da homeostasia ácido-base
Mantém a temperatura corporal constante
Trombogénese e trombólise
Eritrócitos São células redondas e bicôncavas sem núcleo, transportam oxigénio ligado aos seus grupos heme
Leucócitos Neutrófilos, eosinófilos, basófilos, linfócitos (B, T) e monócitos
Plaquetas Derivam de megacariócitos e são responsáveis pela homeostasia
Nota clínica Anemia, leucemia

Neste artigo iremos abordar as principais funções e a composição do sangue, no final incluiremos uma breve nota clínica sobre a anemia e a leucemia.

Função

Mensageiro e Remoção de Resíduos

O sangue é o principal meio de transporte no corpo humano. Ele transporta gases (oxigênio, dióxido de carbono, nitrogênio (azotot), etc.), bem como nutrientes (metabolismo) e produtos finais do metabolismo celular. O sangue possui, portanto, a função de assegurar a troca de substâncias. Ele supre os tecidos com gases sanguíneos e nutrientes e em troca transporta os produtos finais (exemplo: dióxido de carbono, ureia, ácido úrico, creatinina, etc.). para os órgãos de eliminação (pulmões, fígado, rins). Além disso, ele transporta mensageiros químicos como hormônios (hormonas) aos seus órgãos alvo.

Equilíbrio Ácido-Base

O equilíbrio ácido-base é regulado no sangue através da difusão de gases entre os alvéolos e o sangue nos pulmões (difusão alveolar), oxigênio se difunde dos alvéolos para o sangue graças ao gradiente de concentração. Ele é levado pelas proteínas carregadoras de hemoglobina (heme = contém ferro, globina = proteína). De forma contrária, dióxido de carbono se difunde do sangue para os alvéolos devido a sua maior concentração no sangue, e é então expirado.

Videoaula recomendada: Sangue
Aparência microscópica do sangue.

Fornecimento de Oxigênio e Remoção de Dióxido de Carbono

O sangue transporta o oxigênio dos alvéolos para as células mais remotas do corpo. Por possuir maior pressão gasosa no plasma (em relação às células), ele se difunde aos tecidos.

O dióxido de carbono se difunde das células para o sangue em função de sua maior pressão gasosa nos tecidos. Ali ocorre uma reação química e é formado ácido carbônico (CO2 + H2O à H2CO3), que se dissocia em íon (ião)  hidrogênio (H+) e bicarbonato (HCO3-). Assim o produto final do metabolismo, dióxido de carbono, é transportado na forma de ácido carbônico (ou então íons (iões) hidrogênio e bicarbonato). Nos pulmões a reação é revertida e o dióxido de carbono é exalado.

Em suma, o sangue regula a homeostase ácido-base através das trocas gasosas. O sangue é ainda responsável pela homeostase, ou seja, equilíbrio da água entre os capilares sanguíneos e os espaços intracelular e extracelular. Ele mantém ainda uma temperatura corporal constante.

Coagulação

Fatores de coagulação (proteínas) encontram-se dissolvidas no sangue e param sangramentos após uma complexa (tipo cascata) ativação de fatores de coagulação que envolve a lesão dos vasos sanguíneos, levando finalmente à produção de trombos (trombogênese). Simultaneamente, fibrinogênio e fibrina previnem o desenvolvimento patológico de coágulos nos vasos sanguíneos. A coagulação sanguínea e a fibrinólise influenciam-se uma à outra e mantêm um equilíbrio sensível.

Aprenda mais sobre a medula óssea e os vasos sanguíneos com as videoaulas e os testes em baixo.

Componentes Celulares do Sangue

Eritrócitos

A função dos eritrócitos é o transporte do oxigênio dos pulmões para os tecidos, através da ligação do oxigênio aos grupos heme contendo ferro na hemoglobina. Os eritrócitos são arredondados e possuem uma forma bicôncava, uma vez que não possuem núcleo. Um eritrócito possui um diâmetro de 8 a 10 µm. Um adulto sadio (são) possui cerca de 5 milhões/µL de eritrócitos. Os antígenos (antigénios) dos grupos sanguíneos são expressos na membrana superficial dos eritrócitos.

Lâmina histológica - Eritrócitos

Leucócitos

Ao contrário dos eritrócitos maduros, os leucócitos possuem um núcleo. Diferentes tipos de leucócitos podem ser encontrados no sangue: 

  • Granulócitos 
    • Neutrófilos (bastonetes e segmentados)
    • Eosinófilos
    • Basófilos
  • Linfócitos
  • Monócitos

A concentração normal de leucócitos varia de 4.000 a 10.000 por µL, dependendo da idade e estado de saúde. Tanto os leucócitos como os eritrócitos são descendentes de células-tronco hematopoiéticas pluripotentes da medula óssea.

A função primária dos leucócitos é a defesa imunológica. Especialmente os linfócitos (25 a 40% dos leucócitos) são responsáveis pela resposta imune adaptativa, a defesa específica contra germes patogênicos. Os linfócitos B produzem anticorpos, enquanto os linfócitos T medeiam a produção de anticorpos e a resposta imune celular direta.

Os monócitos (4 a 8% dos leucócitos) possuem a tarefa de fagocitose (ou seja, remover materiais externos, bactérias, etc.) através da produção de radicais livres de oxigênio extremamente reativos, que são capazes de penetrar e destruir as paredes bacterianas. Os monócitos podem se diferenciar em macrófagos fixos ao tecido conjuntivo (histiócitos) ou em macrófagos livres.

Plaquetas

As plaquetas (trombócitos) são outro tipo de células sanguíneas. Elas derivam dos megacariócitos (células gigantes da medula óssea). Sua função é manter a hemostasia quando ocorre dano nos vasos sanguíneos (fechamento de feridas). As plaquetas aderem à parede vascular dos vasos sanguíneos danificados e reagem com a fibrina, formando um coágulo sólido em 1 a 3 minutos (tempo de sangramento). A faixa fisiológica das plaquetas é de 150.000 – 400.000/µL.

Lâmina histológica - plaquetas (verde)

Aprofunde os seus conhecimentos sobre a composição microscópica do sangue com os testes em baixo.

Nota cliníca

Como um tecido líquido o sangue pode – assim como todos os outros tecidos – ser sujeito de processos malignos. Estas são as desordens do sistema hematopoiético. De uma ampla gama de distúrbios hematológicos a anemia e a leucemia são mencionados e discutidos a seguir como exemplo.

Anemia

Definição

Queda da concentração de hemoglobina no sangue abaixo do nível normal.
A faixa normal da hemoglobina nos homens é de 14 a 18 g/dl, em mulheres 12 a 16 g/dl. Uma anemia ocorre em conjunto com uma redução nos eritrócitos no sangue (eritropenia). Os principais sintomas são cansaço leve, falta de ar (dispneia) e cefaleia. A anemia pode ser adquirida ou hereditária. Anemia adquirida pode decorrer de perda sanguínea (anemia hemorrágica), hemólise, desordens do sistema de formação sanguínea, doenças renais, tumores, etc. Anemia hereditária pode ser causada por formas anormais de hemoglobina (hemoglobinopatias).

Tratamento

Suplementação de ferro ou vitamina B12/B6, transfusão de hemácias em perda sanguínea severa.

Leucemia

Definição

A leucemia (conhecida como “câncer sanguíneo”) é uma desordem do sistema de formação sanguínea. Ela é caracterizada por uma superprodução de leucócitos imaturos (mielócitos, mieloblastos). Essas células se espalham na medula óssea, suprimindo a produção de células sanguíneas normais. O sangue demonstra um típico “desvio à esquerda˜, que significa que as células precursoras de leucócitos são detectáveis no sangue periférico (contagem diferencial de células sanguíneas). Essas células não são encontradas usualmente no sangue periférico de pessoas saudáveis.

Devido a desordens da hematopoiese, o sangue demonstra além do aumento de leucócitos uma queda dos eritrócitos (anemia).

Sintomas de leucemia são fadiga, mal estar geral, aumento da susceptibilidade a infecções, aumento de linfonodos, etc.

Tratamento

Drogas citostáticas, transplante alogênico de células tronco (doador de medula óssea), radioterapia.

Sangue - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Benninghoff/Drenckhahn: Anatomie, Band 2, 16. Auflage (2004)
  • Silbernagl/Despopoulos: Taschenatlas Physiologie, 7. Auflage, Thieme Verlag (2007)
  • Hick: Intensivkurs Physiologie, 6. Auflage, Elsevier Verlag (2009)
  • Koolmann/Röhm: Taschenatlas der Biochemie, 3. Auflage, Thieme Verlag (2003)
  • Löffler/Petrides: Biochemie und Pathobiochemie, 8. Auflage, Springer Verlag (2007)
  • Herold: Innere Medizin, Auflage 2010

Ilustrações: 

  • Lâmina histológica - sangue
  • Lâmina histológica - esfregaço sanguíneo
  • Lâmina histológica - eritrócitos
  • Lâmina histológica - linfócitos
  • Lâmina histológica - trombócito
  • Lâmina histológica - neutrófilos
  • Lâmina histológica - eosinófilos
  • Lâmina histológica - basófilos
  • Lâmina histológica - linfócitos
  • Lâmina histológica - monócitos

Autor & Layout:

  • Christopher A. Becker
  • Achudhan Karunaharamoorthy

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.