EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Giro angular - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Giro angular

O giro angular é uma região do lobo parietal inferior, na região anterior e lateral do lobo occipital. Além de ser uma região precisa do córtex, funciona na integração e conexão de numerosas regiões vizinhas. 

Lesões do giro angular podem gerar uma gama de sintomas, todas demonstradas por suas várias conexões e interações.

Neste artigo, a anatomia, função integrativa, e relevância clínica do giro angular serão discutidas.

Fatos Importantes
Anatomia

Região em forma de ferradura do lobo parietal inferior

Localizado posteriormente ao giro supramarginal

Conhecida como área de Brodmann 39

Os dois giros angulares são conectados através do corpo caloso

Suprimento sanguíneo: artéria cerebral média

Funções Cognição espacial
Processo de linguagem 
Atenção
Processamento numérico 
Evocação de memória 
Cognição social 
Resolução de conflitos 
Conexões Pré-frontal ipsilateral
Frontais inferior e superior
Opercular
Clínica Lesão do giro angular

Anatomia

O giro angular é uma região em forma de ferradura do lobo parietal inferior.  Está localizado posteriormente ao giro supramarginal, a segunda área que forma o lobo parietal inferior. Esta região é conhecida como área de Brodmann 39

Videoaula recomendada: Vistas laterais do cérebro
Estruturas observadas em vistas laterais do cérebro.

Os dois giros angulares são conectados através do corpo caloso (um calibroso trato de substância branca que conecta os dois hemisférios cerebrais na linha média), mais precisamente através do seu istmo e da região dorsal do esplênio (a região mais posterior do corpo do corpo caloso). Ficam localizados entre os lobos parietal, occipital e temporal. Assim sendo, desempenham um papel fundamental na integração, processamento e conexão destas diferentes áreas funcionais. 

O suprimento sanguíneo para o giro angular é proveniente da artéria cerebral média; um ramo primário da artéria carótida interna

Funções

O giro angular está envolvido no (a): 

  • Cognição espacial
  • Processo de linguagem 
  • Atenção
  • Processamento numérico 
  • Evocação de memória 
  • Cognição social 
  • Resolução de conflitos 

É a região do cérebro que está associada a funções complexas relacionadas à linguagem (ex. leitura, escrita), e ao processo de dar sentido ao significado e conteúdo das palavras escritas.  

Conexões

O giro angular forma uma série de conexões com áreas vizinhas do córtex cerebral, sendo elas as regiões:

  • Pré-frontal ipsilateral
  • Frontais inferior e superior
  • Opercular

Essas regiões estão envolvidas na atenção e no cálculo. O giro frontal superior é uma região essencial para coisas simples como a autoconsciência e o riso. Como não é um giro distinto do córtex cerebral (como são os giros frontais médio e inferior), é mais precisamente descrito como uma região. O giro angular também faz conexões com o giro para-hipocampal e o hipocampo. Essas conexões levam ao funcionamento do giro angular nas áreas de memória e de orientação espacial.

Também estabelece conexões com o giro supramarginal, que se encontra imediatamente anterior a ele. O giro supramarginal está envolvido no processamento de algumas modalidades sensoriais, a saber: proprioceptiva, auditiva, visual e somatosensorial. Adicionalmente, ele se conecta ao núcleo caudado, um dos núcleos dos gânglios da base que está envolvido na alça cognitiva do cérebro. 

O fascículo longitudinal superior forma uma faixa de tratos de substância branca que conecta as áreas anterior e posterior do córtex. Ele é formado por três feixes separados, e ainda um outro feixe que se destaca, denominado fascículo arqueado; este, por sua vez, conecta as áreas de Wernicke e de Broca. Ele conecta o giro angular ao córtex pré-frontal e ao córtex frontal inferior.

Nota Clínica

Lesão do giro angular

Uma lesão no giro angular pode resultar em problemas com aritmética, assim como na escrita, na diferenciação da esquerda e da direita, e na capacidade de distinguir os dedos de uma pessoa. Esta síndrome é chamada de síndrome de Gerstmann, e também pode se manifestar decorrente de danos no giro fusiforme.

Danos ao giro angular também poderiam resultar em mudanças comportamentais. Uma atividade reduzida no giro angular é observada em pacientes disléxicos, o que pode ser compreendido, uma vez que a dislexia é uma doença na qual o paciente apresenta dificuldade em ortografia, leitura e escrita.

Giro angular - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter, MD. (2010). Atlas of Human Anatomy, 5th Edition. Philadelphia, Pennsylvania: Elsevier Saunders.
  • Chummy S.Sinnatamby. (2011). Last’s Anatomy Regional and Applied, 12th Edition. London: Churchill Livingstone Elsevier.
  • Richard L. Drake, A. Wayne Vogl, Adam. W.M. Mitchell. (2009). Gray’s Anatomy for Students, 2nd Edition. London: Churchill Livingstone Elsevier.
  • Dr Dayu Gai et al. Angular gyrus. Retrieved from http://radiopaedia.org/articles/angular-gyrus.
  • Mohamed L. Seghier. (2013). The Angular Gyrus, Multiple Functions and Multiple Subdivisions. Neuroscientist, 19(1): 43–61. Retrieved from https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1073858412440596.
  • Michael S. Gazzaniga. (2004). The Cognitive Neuroscience, 3rd Edition. Cambridge, MA: The MIT Press. 

Artigo, revisão e layout original:

  • Shahab Shahid
  • Francesca Salvador
  • Adrian Rad

Ilustrações:

  • Giro angular - vista lateral-esquerda - Paul Kim
  • Giro angular - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Corpo caloso - vista sagital - Paul Kim
  • Artéria cerebral média - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Giro Parahipocampal - vista inferior - Paul Kim
  • Giro Parahipocampal - vista sagital - Paul Kim
  • Hipocampo - vista superior - Paul Kim
  • Giro supramarginal - vista lateral-esquerda - Paul Kim
  • Núcleo caudado - vista posterior - Paul Kim

Tradução para o portugês, revisão e layout:

  • Rafaela Ervilha Linhares
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 1 artigo

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!