EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculos serráteis posteriores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.104.786 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculos serráteis posteriores

Os músculos serráteis (serreados) posteriores são dois músculos finos e superficiais do dorso, que se encontram sobre a musculatura dorsal intrínseca. 

Fatos sobre os músculos serreados posteriores
Músculo serreado posterior superior

Origem: apófises espinhosas das vértebras C6 a T2

Inserção: segunda a quinta costelas

Inervação: nervos intercostais

Função: elevar as costelas (inspiração), estender (contração bilateral) e rodar (contração unilateral) a coluna

Músculo serreado posterior inferior

Origem: fáscia toracolombar e apófises espinhosas das vértebras torácicas inferiores e lombares superiores

Inserção: nona a décima segunda costelas

Inervação: nervos intercostais

Função: abaixar as costelas (expiração), estender (contração bilateral) e rodar (contração unilateral) a coluna

Nota clínica Síndrome escapulocostal

Este artigo descreverá todos os aspectos anatómicos importantes dos músculos serráteis (serreados) posteriores, incluindo a sua inervação e função no sistema muscular do corpo humano. No final, incluiremos uma nota clínica spbre estes músculos.

Anatomia e inervação

Ambos se originam dos processos espinhosos e se inserem nas costelas, motivo pelo qual eles também são chamados de músculos espinho-costais. Eles são:

  • Músculo serrátil (serreado) posterior superior: cursa dos processos (apófises) espinhosos das vértebras C6 a T2 caudal e lateralmente, até a segunda a quinta costelas. Esse músculo é coberto pelos rombóides e pelo trapézio.

Músculo serrátil (serreado) posterior superior (verde) - vista posterior

  • Músculo serrátil (serreado) posterior inferior: se origina da fáscia toracolombar, bem como dos processos espinhosos das vértebras torácicas inferiores e lombares superiores. Dali ele cursa cranial e lateralmente até a nona a décima segunda costelas. O latíssimo do dorso (grande dorsal) encontra-se sobre esse músculo.

Músculo serrátil (serreado) posterior inferior (verde) - vista posterior

Ambos os músculos são considerados músculos dorsais secundários, o que significa que eles migraram para o dorso no decorrer da embriogênese. Eles são inervados pelos nervos intercostais derivados dos ramos anteriores dos nervos espinhais.

Nervos intercostais (verde) - vista anterior

Função

Os músculos serráteis (serreados) posteriores contribuem para o movimento e estabilização da coluna vertebral e do tórax.

O serrátil (serreado) posterior superior eleva as costelas e assim auxilia na inspiração (músculo acessório da inspiração). Além disso, a ativação de ambos os lados estende a coluna vertebral torácica enquanto uma contração unilateral a roda para o lado oposto. 

Videoaula recomendada: Músculo serrátil (serreado) posterior superior
Origens, inserções, inervação e função do músculo serrátil (serreado) posterior superior.

Ao contrário, o serrátil (serreado) posterior inferior auxilia durante a expiração ao abaixar as costelas (músculo acessório da expiração). Esse músculo pode ainda estender (contração bilateral) e rodar (contração unilateral) da coluna.

Nota clínica

O uso desproporcional do serrátil (serreado) posterior superior e outros músculos do dorso (ex.: segurar o telefone entre a orelha e o ombro) pode resultar em uma condição conhecida como síndrome escapulocostal. Ela se caracteriza por dor e parestesia ao longo da borda medial da escápula (omoplata), com irradiação para o pescoço, tórax e extremidades superiores. Dor percebida especialmente no dedo mínimo durante a palpação do músculo é um dos sinais clássicos. 

Clinicamente a síndrome escapulocostal é facilmente confundida com uma lesão dos nervos espinhais da coluna vertebral cervical (radiculopatia cervical), que tipicamente se apresenta com parestesia, fraqueza muscular e outros déficits neurológicos (ex.: reflexos fracos ou ausentes). Como diagnósticos diferenciais devem ser considerados artrite e síndrome de ruptura do manguito rotador.

Músculos serráteis posteriores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.104.786 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • D. Drenckhahn, J. Waschke: Taschenbuch Anatomie, Urban & Fischer Verlag/Elsevier (2008), p. 134-136
  • S. Waldmann: Atlas of uncommon pain syndromes, 3rd edition, Elsevier Saunders (2013), p. 60-61
  • R. Gautschi: Manuelle Triggerpunkt-Therapie, 2nd edition, Thieme Verlag (2013), p. 280-282

Autor:

  • Achudhan Karunaharamoorthy 

Ilustrações:

  • Músculo serrátil posterior superior - vista posterior - Yousun Koh
  • Músculo serrátil posterior inferior - vista posterior - Yousun Koh
  • Nervos intercostais - vista anterior - Begoña Rodriguez

Tradução para o português e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 4 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.