EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Glândula Parótida - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.235.643 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Glândula Parótida

A glândula parótida, a maior das três glândulas salivares da cabeça, está localizada na região parotideomassetérica. Essa glândula com forma de pirâmide secreta saliva puramente serosa e sua contribuição forma cerca de 30% do total do débito salivar.

Este artigo descreve a maior das três glândulas salivares, descrevendo seus aspectos funcionais e anatômicos, assim como os aspectos clínicos relacionados, como tumores, Síndrome de Frey e caxumba (papeira). 

Fatos sobre a Glândula Parótida
Função Produção e secreção de saliva
Vascularização

Irrigação - Artérias maxilares e temporais superficiais

Drenagem - Veia retromandibular (ou facial posterior)

Inervação

Sensitiva - Nervo auriculotemporal

Parassimpática - Nervo glossofaríngeo, nervo petroso menor e nervo auriculotemporal

Simpática - Plexo carotídeo externo

Relevância clínica Síndrome de Frey, tumores, caxumba (papeira), fístula parotídea

Anatomia

A glândula é bilateral, pareada, e encontra-se na região pré-auricular de cada lado da face, atrás e sobre o ramo da mandíbula. Ali ela é encapsulada pela fáscia massetérica, derivada da fáscia cervical profunda. O plexo parotídeo, formado por ramos do nervo facial, passa através da glândula parótida e a divide nas partes superficial e profunda, mas não a inerva.

Glândula parótida - vista lateral direita (verde)

O ducto parotídeo (também conhecido como ducto de Stensen) drena a saliva para o interior da cavidade oral, próximo ao segundo dente molar, através da papila parotídea. Em seu curso ele cruza o masseter e perfura o bucinador. Tecidos glandulares ao longo do ducto parotídeo e repousando sobre o músculo masseter são chamados de glândulas parótidas acessórias.

Ducto Parotídeo - vista lateral direita (verde)

A parótida é limitada anteriormente pelo músculo masseter e pelo ramo da mandíbula, e superiormente pelo meato acústico externo e pelo côndilo da mandíbula, na fossa glenóide. Posterior à glândula está o processo mastóide do osso temporal e o músculo esternocleidomastóideo, e inferiormente o trato angular de Eisler pode ser encontrado. No lado medial, que não é coberto pela cápsula, o processo estilóide e o processo transverso do atlas são visíveis.

Videoaula recomendada: Glândula parótida
Anatomia, inervação e função da glândula parótida.

Vascularização

Devido à constante produção de saliva, especialmente durante as refeições, as glândulas parótidas são bem perfundidas. As artérias maxilares e temporais superficiais – dois ramos terminais da artéria carótida externa – fornecem a maioria do suprimento sanguíneo. O sangue venoso drena para a veia retromandibular (ou facial posterior), que cursa lateral à artéria carótida.

Inervação

A glândula parótida é inervada por vários nervos de diferentes origens. A inervação sensitiva é fornecida pelo nervo auriculotemporal, derivado do ramo mandibular do nervo trigêmeo. A inervação parassimpática, que estimula a produção de saliva, provém do nervo glossofaríngeo e chega ao gânglio ótico através do nervo petroso menor. Dali os neurônios parassimpáticos pós-ganglionares atingem a glândula através do nervo auriculotemporal. A glândula recebe ainda inervação simpática de fibras diretas do plexo carotídeo externo.

Notas Clínicas

A glândula parótida e as estruturas próximas podem ser objeto de diferentes patologias, como lesões de nervos, infecções, cistos, fístulas e tumores.

Na síndrome de Frey (também conhecida como síndrome auriculotemporal), fibras autonômicas do nervo auriculotemporal regeneram após parotidectomia e inervam as glândulas sudoríparas adjacentes. Os pacientes afetados tipicamente se queixam de sudorese e rubor durante as refeições.

Tumores podem ocorrer na glândula, entretanto 80% deles se mostram benignos.

A caxumba/papeira é uma infecção viral comum que afeta crianças pequenas causando febre, vômitos e um típico edema das glândulas parótidas.

Finalmente, uma fístula parotídea é uma conexão tubular entre a pele da bochecha e a glândula parótida, que pode causar uma sialocele: um cisto contendo saliva e tecido.

Glândula Parótida - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.235.643 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referencias:

  • Neil S. Norton, Ph.D. and Frank H. Netter, MD: Netter’s Head and Neck Anatomy for Dentistry, 2nd Edition, Elsevier Saunders, page 186-196.
  • Frank H. Netter: Atlas der Anatomie, 5th Edition (Bilingual Edition: English and German), Saunders, chapter 1, table 61.
  • Heinz Feneis and Wolfgang Dauber: Pocket Atlas of Human Anatomy: Based on International Nomenclature, 4th Edition, Thieme Flexibook, page 110.
  • Eugene N. Myers, Robert L. Ferris: Salivary Gland Disorders, Springer-Verlag, 2007, page 22, 112-114 

Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska

Ilustrações:

  • Glândula parótida - Paul Kim
  • Glândula parótida, corte axial - National Library of Medicine
  • Ducto parotídeo - Paul Kim
  • Artéria maxilar, artéria temporal superficial, veia retromandibular, nervo auriculotemporal e nervo glossofaríngeo - Paul Kim

Tradução para o português, revisão e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Rafaela Ervilha Linhares
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 2 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!