EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Articulação do Cotovelo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.084.116 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Articulação do Cotovelo

A articulação do cotovelo é uma articulação sinovial encontrada no membro superior entre o braço e o antebraço. É o ponto de articulação de três ossos: o úmero do braço e o rádio e a ulna do antebraço.

A articulação do cotovelo é classificada estruturalmente como uma articulação sinovial. Também é classificado estruturalmente como uma articulação composta, pois há duas articulações na articulação. As articulações sinoviais, também chamadas de diartroses, são articulações móveis livres. As superfícies articulares dos ossos nessas articulações são separadas umas das outras por uma camada de cartilagem hialina. O movimento suave nessas articulações é proporcionado por um líquido sinovial altamente viscoso, que atua como lubrificante.

Uma cápsula fibrosa envolve a articulação e é revestida internamente por uma membrana sinovial. As articulações sinoviais podem ser categorizadas com base na função. A articulação do cotovelo é funcionalmente uma articulação em dobradiça, permitindo o movimento em apenas um plano (uniaxial).

Fatos Importantes sobre a Articulação do Cotovelo
Tipo Articulação em dobradiça
Ossos Úmero, rádio, ulna
Ligamentos Ligamento colateral ulnar, ligamento colateral radial, ligamento anular, ligamento quadrado
Suprimento sanguíneo Proximal à articulação do cotovelo - artéria colateral ulnar, artéria colateral radial, artéria colateral média
Distal à articulação do cotovelo - artéria recorrente radial, artéria recorrente ulnar
Movimentos

Flexão - músculos bíceps braquial, braquial, braquiorradial

Extensão - músculo tríceps braquial

Clínica Fraturas, epicondilite, artrite, venopunção

Articulações

Videoaula recomendada: Articulação do cotovelo
Ossos, ligamentos e inervação da articulação do cotovelo.
  • A articulação umeroulnar é o ponto de contato entre o úmero e a ulna. Ela possui um único eixo, e é portanto uma articulação sinovial em dobradiça que simplesmente se abre e fecha. As superfícies articulares podem ser encontradas entre a tróclea do úmero e a incisura troclear da ulna.
  • A articulação umeroradial é o ponto de contato entre o úmero e o rádio. Ela também é uma articulação uniaxial sinovial em dobradiça, que articula o capítulo do úmero à cabeça do rádio.
  • A articulação radioulnar possui uma distinção proximal e distal, devido ao fato de ser constituída de duas articulações separadas, nas extremidades proximal e distal dos ossos. Somente a parte proximal será discutida neste artigo, uma vez que é a articulação que é encapsulada pelo tecido sinovial do cotovelo, enquanto a articulação radioulnar distal pode ser encontrada no ponto mais distal da região do antebraço, e não é parte da articulação composta discutida aqui. Como as outras articulações, a articulação radioulnar proximal também é uniaxial, mas funciona como uma articulação em pivô. Suas superfícies articulares são a cabeça do rádio e a incisura radial da ulna.

Ligamentos

Existem vários ligamentos que ajudam a reforçar a articulação do cotovelo. Esses incluem os ligamentos colaterais do rádio e da ulna, bem como o ligamento anular:

  • O ligamento colateral ulnar é um ligamento triangular que possui uma banda anterior, uma posterior e uma oblíqua. Ele se estende do epicôndilo medial ao processo coronoide e o olécrano.
  • O ligamento colateral radial cursa entre o epicôndilo lateral, o ligamento anular e as margens anterior e posterior da incisura radial da ulna.
  • O ligamento anular possui a forma de um forte círculo fibroso que cursa desde a margem da incisura radial da ulna, envolvendo a cabeça do rádio. Sua função é manter a posição da cabeça do rádio durante a pronação e a supinação.

Suprimento sanguíneo e inervação

As articulações umeroulnar e umeroradial possuem o mesmo suprimento sanguíneo e inervação, uma vez que elas estão tão próximas uma da outra: 

  • Ao redor do cotovelo existe uma anastomose arterial entre a artéria braquial, a artéria radial e a artéria ulnar, e essa anastomose fornece dois terços do suprimento sanguíneo do cotovelo.
  • O nervo musculocutâneo, o nervo radial e o nervo ulnar contribuem com fibras para a inervação das articulações umeroulnar e umeroradial.

A articulação radioulnar proximal possui seu próprio suprimento sanguíneo e sua própria inervação, devido ao fato de que, apesar de se encontrar no interior da cápsula sinovial, ela encontra-se ligeiramente afastada das articulações mencionadas previamente: 

  • Seu suprimento sanguíneo surge das artérias interósseas anterior e posterior.
  • O nervo musculocutâneo, o nervo mediano e o nervo ulnar participam da inervação desta articulação.

Movimentos

As articulações umeroulnar e umeroradial são responsáveis pela flexão que ocorre em ângulos maiores que 180º, e pela extensão

A articulação radioulnar proximal e o ligamento anular permitem a pronação e a supinação com rotação da cabeça do rádio. O ângulo de carga é o ângulo formado entre o eixo longo do úmero e o eixo longo da ulna quando o membro superior encontra-se completamente estendido e supinado, na posição anatômica. O exato grau deste ângulo varia entre dez e quinze em homens e acima de quinze em mulheres.

Nota Clínica

Fraturas

Lesões comuns na articulação do cotovelo incluem fraturas das estruturas ósseas que contribuem para a articulação. Deve-se ter cuidado ao diagnosticar uma fratura da articulação do cotovelo em relação à idade do paciente. Isso ocorre porque centros secundários de ossificação em crianças e adolescentes podem ser facilmente confundidos com uma fratura em uma radiografia. Portanto, é vital que um médico saiba a idade da criança ao examinar a sua radiografia. Algumas das áreas de ossificação secundária são as seguintes:

  • Capítulo (1 ano)
  • Cabeça radial e epicôndilo medial (5 anos)
  • Tróclea (11 anos)
  • Olécrano (12 anos)

Uma fratura supracondiliana é uma fratura do úmero acima do nível dos côndilos umerais. Essa lesão ocorre mais comumente em crianças. Em tais lesões, o fragmento ósseo distal pode ser puxado posteriormente pelo músculo tríceps. Isso pode causar o arco das artérias braquiais ao alongá-las, o que pode ter efeitos adversos.

A fratura da cabeça do rádio é uma fratura comum da articulação do cotovelo. É frequentemente causada por uma queda na mão estendida e pode ter implicações graves, incluindo a perda da extensão total do antebraço na articulação do cotovelo.

Epicondilite e Artrite

A epicondilite é uma inflamação dos tecidos moles que envolvem os epicôndilos do úmero. Geralmente ocorre devido ao uso excessivo dos músculos flexores e extensores do antebraço. A dor está localizada ao redor da região epicondilar. Jogadores de tênis tipicamente adquirem epicondilite no epicôndilo lateral (origem do extensor comum), enquanto os golfistas geralmente o têm no epicôndilo medial (origem do flexor comum).

A artrite pode ocorrer na articulação do cotovelo e geralmente é mais grave no membro dominante do paciente.

Venipunção

Anterior à articulação do cotovelo é uma zona de transição entre o braço e o antebraço chamado de fossa cubital. Localizada no tecido subcutâneo acima da fossa cubital há uma veia muito superficial: a veia cubital mediana. Esta é uma veia curta conectando duas veias superficiais mais longas drenando o membro superior, as veias cefálica e basílica, juntas. A veia cubital mediana é um dos locais mais comuns de punção venosa, que coleta amostras de sangue no membro superior.

Articulação do Cotovelo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.084.116 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter, MD,: Atlas of Human Anatomy, Fifth Edition, Saunders - Elsevier, Chapter 6 Upper Limb, Subchapter 46 Elbow and Forearm, Guide Upper Limb: Elbow and Forearm, Elbow Joint, Page 225 and 226.
  • Kyung Won Chung and Harold M. Chung,: Board Review Series Gross Anatomy, 6th Edition, Wolters Kluwer - Lippincott, Williams and Wilkins, Chapter 2 Upper Limb, Bones and Joints, I Bones, D. Elbow Joint, Page 51.
  • Tim Taylor: Elbow joint. Inner body.
  • Elbow joint. Yahoo education and Gray's Anatomy.

Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska

Ilustrações:

  • Cotovelo - vista posterior - Yousun Koh
  • Cápsula articular do cotovelo - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Cápsula articular do cotovelo - vista sagital - Paul Kim
  • Ligamento colateral radial - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Ligamento colateral ulnar - vista anterior - Yousun Koh
  • Cotovelo - vista anterior - Yousun Koh
  • Cartilagem articular da tróclea e incisura troclear - vista sagital - Paul Kim

  • Articulação do cotovelo fetal - Smart in Media

  • Ligamento colateral radial - vista anterior - Yousun Koh

  • Ligamento anular do rádio - vista anterior - Yousun Koh

  • Artéria braquial profunda - vista anterior - Yousun Koh

  • Artéria radial - vista anterior - Yousun Koh

  • Artéria ulnar - vista anterior - Yousun Koh

  • Nervo musculocutâneo - vista anterior - Yousun Koh

  • Nervo radial - vista anterior - Yousun Koh

  • Nervo ulnar - vista anterior - Yousun Koh

  • Artéria interóssea anterior - vista anterior - Yousun Koh

  • Artéria interóssea posterior - vista posterior - Yousun Koh

  • Pronação do antebraço - vista anterior - Paul Kim

  • Supinação do antebraço - vista anterior - Paul Kim

Tradução para o português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 3 artigos

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.