EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Íleo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.104.786 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Íleo

O intestino delgado é composto por três partes distintas, sendo a última o íleo. Na extremidade distal, o íleo é separado do intestino grosso, no qual se abre, pela válvula ileocecal (óstio ileal). O íleo em si é muito rico em folículos linfóides e está ligado à parede abdominal pelo mesentério. Seu suprimento vascular é fornecido pelas artérias ileais e sua inervação pelos plexos celíaco e mesentérico superior.

Em termos de histologia, a mucosa do íleo é constituída por epitélio colunar (cilíndrico) simples composto por enterócitos e células caliciformes. Um achado histológico característico do íleo são as placas de Peyer.

Fatos importantes
Localização

Última das três partes do intestino delgado

Entre o jejuno (intestino delgado) e o ceco (intestino grosso -> válvula ileocecal)

Vascularização Artérias: 12 artérias ileais (ramos da artéria mesentérica superior)
Veias: 12 veias ileais (para a veia mesentérica inferior)
Inervação

Simpática: plexo celíaco e plexo mesentérico superior

Parassimpática: nervo vago (X nervo craniano)

Anatomia

Está ligado à parede posterior do abdómen pelo mesentério e portanto encontra-se livre na cavidade abdominal.

Estruturas: Válvula ileocecal, pregas paralelas circulares na mucosa, folículos linfóides

Histologia

Estrutura básica: mucosa, submucosa, muscular e serosa

Achados importantes: plexo de Meissner e placas de Peyer

Função

Quebra enzimática de nutrientes, absorção da vitamina B12, gorduras e sais biliares, função imunológica

Neste artigo vamos falar sobre a anatomia, histologia e função do íleo e no final incluiremos uma breve síntese com os pontos abordados mais importantes.

Anatomia macroscópica

O íleo é a última das três partes do intestino delgado. A transição do jejuno para o íleo não é claramente demarcada. Na sua parte distal, o íleo se abre no intestino grosso.

Íleo (verde) - vista anterior

Na junção entre o íleo e o ceco encontra-se a válvula ileocecal (óstio ileal), um esfíncter funcional formado pelas camadas musculares circulares tanto do íleo quanto do ceco. Ela previne o refluxo do conteúdo rico em bactérias do intestino grosso para o intestino delgado.

Válvula íleocecal (verde) - vista anterior

O íleo compõe cerca de 3/5 da extensão total do intestino delgado (2,5 a 3,5 metros). Comparado ao jejuno as pregas paralelas circulares na mucosa (válvulas coniventes ou válvulas de Kerckring) são menos proeminentes. Em contraste ele é rico em folículos linfóides. Similarmente ao jejuno, o íleo está ligado à parede posterior do abdome (abdómen) pelo mesentério e portanto encontra-se livre na cavidade abdominal.

Cerca de 12 artérias ileais (ramos da artéria mesentérica superior) suprem o íleo com sangue arterial. Estas formam arcadas com outras artérias do intestino delgado. O sangue venoso flui das veias correspondentes para a veia mesentérica inferior

Analogamente ao jejuno tanto o plexo celíaco como o plexo mesentérico superior inervam o íleo simpaticamente, e o nervo vago (X nervo craniano) inerva-o parassimpaticamente.

Anatomia microscópica

Histologicamente, o íleo possui a mesma estrutura básica do jejuno: mucosa, submucosa, muscular e serosa. 

  • A mucosa é revestida por epitélio colunar (cilíndrico) simples (lâmina epitelial), contendo enterócitos e células caliciformes. Subjacente encontra-se uma camada de tecido conectivo (conjuntivo) (lâmina própria) e uma camada muscular (lâmina muscular da mucosa). Comparado ao resto do intestino delgado as pregas circulares são relativamente planas e as vilosidades relativamente curtas. 
  • A submucosa contém vasos sanguíneos, linfonodos (gânglios linfáticos) e o plexo de Meissner
  • A muscular consiste de uma camada circular interna e uma camada longitudinal externa
  • O íleo é inteiramente coberto por serosa externamente. Ela é constituída por epitélio escamoso (pavimentoso) simples e por uma camada de tecido conectivo (conjuntivo) subjacente (lâmina própria da serosa).

Lâmina histológica - íleo

Um achado característico do íleo são as placas de Peyer situadas na mucosa. Essas são uma importante parte do tecido linfático associado ao intestino ou GALT (do inglês gut-associated lymphoid tissue). Uma placa possui cerca de 2 a 5 centímetros de extensão e consiste em cerca de 300 folículos linfóides agregados e tecido parafolicular linfóide. O abaulamento em forma de domo sobre cada folículo é chamado de domo folicular. Células M (micropregas) são encontradas no epitélio do domo, que são contadas dentre as células epiteliais associadas aos folículos ou FAE (do inglês follicle-associated epithelial cells). Sua função é capturar antígenos (antigénios) do lúmen intestinal e transportá-los às células apresentadoras de antígenos (antigénios) (APC).

Função

Principais tarefas do íleo:

  • quebra enzimática de nutrientes
  • absorção da vitamina B12 (com fator intrínseco do estômago), gorduras (especialmente ácidos graxos (gordos) e glicerol) e sais biliares
  • função imunológica (acesso e transferência de antígenos  (antigénios))

Destaques

Anatomia:

O íleo é a última das três partes do intestino delgado. A transição do jejuno para o íleo não é claramente demarcada. Na sua parte distal, o íleo se abre no intestino grosso. Na junção entre o íleo e o ceco, encontra-se a válvula ileocecal (óstio ileal). O íleo está ligado à parede posterior do abdome (abdómen) pelo mesentério.

A sua vascularização arterial é através das artérias ileais, enquanto a inervação é fornecida pelos plexos celíaco e mesentérico superior (simpática), juntamente com o nervo vago (parassimpática).

Histologia:

Histologicamente, o íleo tem a mesma estrutura básica do jejuno:

  • mucosa, revestida por epitélio colunar (cilíndrico)  simples e contendo placas de Peyer
  • lâmina própria
  • lâmina muscular da mucosa
  • submucosa, contendo vasos sanguíneos, gânglios linfáticos e o plexo de Meissner
  • muscular consistindo em camadas musculares circular interna e longitudinal externa
  • serosa, consistindo de um epitélio escamoso (pavimentoso) simples
  • (lâmina própria da serosa)

Íleo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.104.786 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • D. Drenckhahn/J. Waschke: Taschenbuch Anatomie, 1.Auflage, Urban & Fischer Verlag/Elsevier (2008), S.266-267
  • U. Welsch: Lehrbuch Histologie, 2.Auflage, Urban & Fischer Verlag/Elsevier (2006), S.378-380
  • M. Schünke/E. Schulte/U. Schumacher: Prometheus – LernAtlas der Anatomie – Innere Organe, Thieme Verlag (2009), S.224-228
  • M. Müller: Chirurgie – für Studium und Praxis 2012/13, Medizinische Verlags- und Informationsdienste (2011), S.188

Autor & Layout:

  • Achudhan Karunaharamoorthy
  • Christopher A. Becker

Ilustrações:

  • Íleo no corpo humano - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Íleo - vista anterior - Irina Münstermann
  • Íleo - lâmina histológica - Smart In Media
  • Válvula íleocecal - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Mesentério - vista anterior - Irina Münstermann
  • Artérias ileais - vista anterior - Irina Münstermann
  • Plexo mesentérico superior - vista anterior - Irina Münstermann
  • Íleo - lâmina histológica - Smart In Media
  • Placas de Peyer - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Placas de Peyer - lâmina histológica - Smart In Media

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 5 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.