EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Os 12 Nervos Cranianos - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.073.628 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Os 12 Nervos Cranianos

Existem doze nervos cranianos que inervam a cabeça, pescoço e órgãos internos. Aqui você pode encontrar uma lista estruturada dos nervos em ordem numérica, que inclui a sua posição, saída do crânio, as estruturas que cada nervo inerva e se trata-se de um nervo motor ou sensitivo.

Nervo craniano I: O nervo olfativo (olfatório)

Emerge dos bulbos olfatórios esquerdo e direito, deixando o crânio através da placa cribriforme (crivosa) e terminando no teto da cavidade nasal, esse nervo controla as fibras do nervo olfativo (olfatório), que registram o olfato.

Fatos importantes sobre o nervo olfativo
Componente Aferente somático especial
Origem Recetores olfativos na mucosa nasal
Conecções centrais Bolbo olfativo; Substância perfurada anterior; Córtex piriforme
Relações importantes Buracos da lâmina crivosa
Função Olfato

Nervo olfativo (olfatório) - vista medial

Videoaula recomendada: Nervos cranianos
Generalidades sobre os 12 nervos cranianos.

Nervo craniano II: O nervo óptico

Emerge dos lados esquerdo e direito do quiasma óptico, deixando o crânio através do canal óptico e terminando no olho, esse nervo governa as funções ocular e sensitiva.

Fatos importantes sobre o nervo ótico
Componente  Aferente somático especial
Origem Células ganglionares da retina
Conecções centrais Núcleo geniculado lateral; Área pré-tectal do mesencéfalo
Relações importantes Canal óptico
Função Visão

Nervo óptico - vista superior

Nervo craniano III: O nervo oculomotor

O nervo oculomotor emerge da margem superior mesial dos lados esquerdo e direito da ponte, deixando o crânio através da fissura orbitária superior, e terminando nos músculos do olho: ciliar, esfíncter da pupila e todos os músculos extrínsecos do olho, exceto: oblíquo superior e reto lateral. Esse nervo é responsável pela inervação motora dos músculos extrínsecos do olho previamente mencionados, e permitem que o olho se mova no interior da órbita.

Fatos importantes sobre o nervo oculomotor
Componente  Eferente somático geral
Origem Núcleo oculomotor
Conecções centrais Áreas corticais visuais; Fascículo longitudinal medial
Relações importantes Fissura orbitária superior
Função Inervação motora do reto medial, reto inferior, reto superior, oblíquo inferior e elevador da pálpebra superior
Componente Eferente visceral geral
Origem Núcleo de Edinger-Westphal
Conecções centrais Áreas corticais visuais; Fascículo longitudinal medial
Relações importantes Fissura orbitária superior
Função Inervação parassimpática do esfíncter da pupila e músculo ciliar, através do gânglio ciliar

Nervo oculomotor - vista lateral esquerda

Nervo craniano IV: O nervo troclear

Emerge da margem superior lateral dos lados esquerdo e direito da ponte, deixando o crânio através da fissura orbitária superior, e terminando no músculo oblíquo superior do olho, esse nervo é responsável pela função motora da abdução, depressão e rotação interna do olho.

Fatos importantes sobre o nervo troclear
Componente Eferente somático geral
Origem Núcleo troclear
Conecções centrais Áreas corticais visuais; Fascículo longitudinal medial
Relações importantes Fissura orbitária superior
Função Inervação motora do oblíquo superior

Nervo troclear - vista superior

Nervo craniano V: O nervo trigêmeo

Emerge da margem superior lateral dos lados esquerdo e direito da ponte, esse nervo se ramifica em três: nervos V/I oftálmico, V/II maxilar e V/III mandibular. Esses ramos deixam o crânio através da fissura orbitária superior (V/I), do forame redondo (V/II) e do forame oval (V/III). Esse nervo governa a inervação sensitiva da face, seios paranasais e dentes.

Fatos importantes sobre o nervo trigêmeo - divisão oftâlmica (V1)
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio trigeminal (semilunar)
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigêmeo
Relações importantes Fissura orbitária superior
Função Inervação sensitiva do 1/3 superior da face e escalpe
Fatos importantes sobre o nervo trigêmeo - divisão maxilar (V2)
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio trigeminal (semilunar)
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigêmeo
Relações importantes Buraco redondo
Função Inervação sensitiva do 1/3 médio da face
Fatos importantes sobre o nervo trigêmeo - divisão mandibular (V3)
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio trigeminal (semilunar)
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigêmeo
Relações importantes Buraco oval
Função Inervação sensitiva do 1/3 inferior da face
Componente Aferente somático geral
Origem Porção mesencefálica do núcleo sensitivo do trigémeo
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigémeo; Cerebelo
Relações importantes Buraco redondo
Função Proprioceção dos músculos da mastigação e articulação temporomandibular
Componente Eferente visceral especial
Origem Núcleo motor do trigémeo
Conecções centrais Giro (circuvolução) pré-central
Relações importantes Buraco redondo
Função Inervação motora dos músculos da mastigação (masseter, temporal, pterigoide medial, pterigoide lateral) e tensor do tímpano

Nervo trigêmeo - vista lateral esquerda

Nervo craniano VI: O nervo abducente

Emerge da margem inferior medial dos lados direito e esquerdo da ponte e pirâmides esquerda e direita, esse nervo deixa o crânio através da fissura orbitária superior, e inerva o músculo reto lateral do olho, que retrai o olho no interior da órbita.

Fatos importantes sobre o nervo abducente
Componente Eferente somático geral
Origem Núcleo abducente
Conecções centrais Áreas corticais visuais; Fascículo longitudinal medial
Relações importantes Fissura orbitária superior
Função Inervação motora do reto lateral

Nervo abducente - vista superior

Nervo craniano VII: O nervo facial

Emerge da margem inferior lateral dos lados esquerdo e direito da ponte e das olivas esquerda e direita, esse nervo deixa o crânio através do meato acústico interno. Ele inerva os músculos da face com fibras motoras e emite fibras sensitivas do paladar para os dois terços anteriores da língua.

Fatos importantes sobre o nervo facial
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio geniculado
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigémeo; Cerebelo
Relações importantes Meato acústico interno
Função Inervação sensitiva da membrana timpânica, meato acústico externo e pele relacionada; Proprioceção dos músculos da face
Componente Aferente visceral especial
Origem Gãnglio geniculado
Conecções centrais Núcleo solitário
Relações importantes Meato acústico interno
Função Paladar dos 2/3 anteriores da língua
Componente Eferente visceral geral
Origem Núcleo salivatório superior
Conecções centrais Áreas olfativas; Núcleo solitário
Relações importantes Meato acústico interno
Função Inervação parassimpática da glândula lacrimal e mucosas orais e nasal (através do gânglio pterigopalatino) e das glândulas submandibular e sublingual (através do gânglio submandibular)
Componente Eferente visceral especial
Origem Núcleo facial
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central
Relações importantes Meato acústico interno
Função Inervação motora dos músculos da face, estapédio, ventre posterior do digástrico e estilo-hioideu

Nervo facial - vista lateral esquerda

Nervo craniano VIII: O nervo vestibulococlear

Emerge da margem inferior lateral dos lados esquerdo e direito da ponte e do cerebelo, deixando o crânio através do meato acústico interno, esse nervo único contém fibras vestibulares e cocleares. As fibras cocleares terminam na cóclea, e as fibras vestibulares terminam na ampola do vestíbulo. Elas fornecem inervação sensitiva ao ouvido interno.

Fatos importantes sobre o nervo vestibulococlear - divisão vestibular
Componente Aferente somático especial
Origem Gânglio vestibular
Conecções centrais Núcleo vestibular; Cerebelo
Relações importantes Meato acústico interno
Função Sensação de equilíbrio e movimento
Fatos importantes sobre o nervo vestibulococlear - divisão coclear
Componente Aferente somático especial
Origem Gânglio espiral
Conecções centrais Núcleos cocleares
Relações importantes Meato acústico interno
Função Audição

Nervo vestibulococlear - vista anterior

Nervo craniano IX: O nervo glossofaríngeo

Emerge entre as olivas e o cerebelo, e deixa o crânio através do forame jugular. Ele fornece a sensação do paladar para o terço posterior da língua, inervação sensitiva para as tonsilas, faringe e ouvido médio, e fibras motoras para o músculo estilofaríngeo e a glândula parótida.

Fatos importantes sobre o nervo glossofaríngeo
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio glossofaríngeo
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigémeo
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação sensitiva do 1/3 posterior da língua, orofaringe e ouvido médio
Componente Aferente visceral geral
Origem Gânglio glossofaríngeo
Conecções centrais Núcleo solitário
Relações importantes  Buraco jugular
Função Informação do corpo carotídeo (quimiorrecetor) e seio carotídeo (barorrecetor)
Componente Aferente visceral especial
Origem Gânglio glossofaríngeo
Conecções centrais Núcleo solitário
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação do 1/3 posterior da língua
Componente Aferente visceral geral
Origem Núcleo salivatório inferior
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação parassimpática da glândula parótida (através do gânglio ótico)
Componente Aferente visceral especial
Origem Núcleo ambíguo
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação motora do estilofaríngeo

Nervo glossofaríngeo - vista posterior

Nervo craniano X: O nervo vago

Emerge entre as olivas e o cerebelo, deixando o crânio através do forame jugular. Ele fornece a inervação motora para o coração, pulmões, palato, faringe, laringe, traqueia, brônquios e trato gastrointestinal. Ele fornece ainda inervação sensitiva para o coração, pulmões, traqueia, brônquios, laringe, faringe, trato gastrointestinal e ouvido externo.

Fatos importantes sobre o nervo vago
Componente Aferente somático geral
Origem Gânglio superior (jugular)
Conecções centrais Núcleo sensitivo do trigémeo
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação sensitiva da faringe, laringe, traqueia, esófago, parte da orelha, e meato acústico externo
Componente Aferente visceral geral
Origem Gânglio inferior (nodoso)
Conecções centrais Núcleo solitário
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação sensitiva das vísceras do tórax e abdómen; informação da crossa da aorta (barorrecetor) e corpos aórticos (quimiorrecetores)
Componente Eferente visceral geral
Origem Núcleo motor dorsal do vago
Conecções centrais Núcleo solitário; Hipotálamo
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação parassimpática das glândulas e músculo liso da faringe, laringe e vísceras torácicas e abdominais
Componente

Eferente visceral especial

Origem Núcleo ambíguo
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central; Núcleos sensitivos do tronco cerebral
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação motora dos músculos estriados da faringe, laringe e esófago

Nervo vago - vista lateral esquerda

Nervo craniano XI: O nervo acessório

Emerge entre o fascículo cuneiforme e o fascículo lateral, e deixa o crânio através do forame jugular. Esse nervo fornece a inervação motora para os músculos esternocleidomastoideo e trapézio.

Fatos importantes sobre o nervo acessório - raiz craniana
Componente Eferente visceral especial
Origem Núcleo ambíguo
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central; Núcleos sensitivos do tronco cerebral
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação motora do palato mole e músculos intrínsecos da laringe (distribuído pelo vago)
Nota A existência desta raiz é controversa. É possível que a inervação para os músculos do palato mole e laringe seja exclusiva do nervo vago.
Fatos importantes sobre o nervo acessório - raiz espinhal
Componente Eferente visceral especial
Origem C1-C5
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central
Relações importantes Buraco jugular
Função Inervação motora do esternocleidomastoideu e trapézio

Nervo acessório - vista lateral direita

Nervo craniano XII: O nervo hipoglosso

Emerge entre os fascículos grácil e cuneiforme, deixando o crânio através do canal hipoglosso. Ele fornece a inervação motora da língua, exceto o palatoglosso, que é inervado pelo nervo vago (NC X). Ele ainda fornece fibras de C1-3 para os músculos infra-hióideos.

Fatos importantes sobre o nervo hipoglosso
Componente Eferente somática geral
Origem Núcleo hipoglosso
Conecções centrais Giro (circunvolução) pré-central
Relações importantes Canal do hipoglosso
Função Inervação motora dos músculos da língua, exceto palatoglosso

Nervo hipoglosso - vista lateral esquerda

Mnemônicas

Lembrar-se da ordem dos nervos cranianos pode ser difícil. Aqui fica uma mnemônica que pode ajudar: "O Objeto de Ouro Tinha Teias de Aranha Fazendo a Vassoura Girar Varrendo o Armário Horripilante".

  • O - Olfativo
  • Objeto - Óptico
  • Ouro - Oculomotor
  • Tinha - Troclear
  • Teias - Trigêmeo
  • Aranha - Abducente
  • Fazendo - Facial
  • Vassoura - Vestibulococlear
  • Girar - Glossofaríngeo
  • Varrendo - Vago
  • Armário - Acessório
  • Horripilante - Hipoglosso

Uma forma rápida de se lembrar se os nervos cranianos são sensitivos (S), motores (M) ou os dois (D) é através desta mnemônica: "Samanta Saiu Molhada do Mercado às Duas da Manhã Dizendo "Sonhe Desejando a Madrugada Maldita!".

  • S – olfativo
  • S – óptico
  • M – oculomotor
  • M – troclear
  • D – trigêmeo
  • M – abducente
  • D – facial
  • S – vestibulococlear
  • D – glossofaríngeo
  • D – vago
  • M – accessorio
  • M – hipoglosso

Os 12 Nervos Cranianos - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.073.628 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter (urban and Fischer), Atlas of Human Anatomy, 4th Edition, Saunders, 2006, Plates 12 and 13.

Autor:

  • Dr. Alexandra Sierosławska

Ilustrações:

  • 1.ª galeria: todas as ilustrações - Paul Kim
  • Nervo olfativo (olfatório) - vista medial - Begoña Rodriguez
  • Nervo óptico - vista superior - Yousun Koh
  • Nervo oculomotor - vista lateral esquerda - Youson Koh
  • Nervo troclear - vista superior - Yousun Koh
  • Nervo trigêmeo - vista lateral esquerda - Paul Kim
  • Nervo abducente - vista superior - Yousun Koh
  • Nervo facial - vista lateral esquerda - Yousun Koh
  • Nervo vestibulococlear - vista anterior - Paul Kim
  • Nervo glossofaríngeo - vista posterior - Yousun Koh
  • Nervo vago - vista lateral esquerda - Paul Kim
  • Nervo acessório - vista lateral direita - Paul Kim
  • Nervo hipoglosso - vista lateral esquerda - Paul Kim

Tradução para o português e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Rafael Vieira
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 15 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.