Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Mesentério

O mesentério é uma lâmina dupla de peritônio situado na cavidade abdominal. Ele consiste na continuação dos peritônios visceral e parietal com as membranas serosas que se aderem, de forma que o mesotélio externo possa secretar líquido seroso dentro da cavidade peritoneal. Isso diminui o atrito entre as superfícies viscerais adjacentes e permite a movimentação dos órgãos durante a digestão.

O mesentério fixa o intestino à parede abdominal, é um reservatório de tecido adiposo e permite que vasos sanguíneos, linfáticos (por meio da fáscia de Toldt) e os nervos cheguem ao intestino.

Este artigo discutirá os aspectos anatômicos e funcionais de todos os compartimentos do mesentério

Informações importantes sobre o mesentério
Função Acumular tecido adiposo, conter vasos e nervos, fixar o intestino à parede abdominal
Estrutura Mesentério do intestino delgado: intestino delgado (jejuno e íleo) → parede posterior (contém a artéria mesentérica superior, o plexo nervoso autônomo, vasos linfáticos e tecido adiposo)
Mesocólon transverso:
cólon transverso → parede posterior (artéria cólica média)
Mesocólon sigmoide:
cólon sigmoide → parede pélvica (artérias sigmóideas, artéria retal superior)
Mesoapêndice:
mesentério do íleo → apêndice (artéria apendicular)
Notas clínicas Fibromatose mesentérica, volvo intestinal
Conteúdo
  1. Visão geral
  2. Mesentério do intestino delgado
  3. Mesocólon transverso
  4. Mesocólon sigmoide
  5. Notas clínicas
    1. Fibromatose mesentérica
    2. Volvo intestinal
  6. Referências
+ Mostrar todo

Visão geral

Preparamos uma videoaula completa para te ajudar a aprender sobre o mesentério:

Entre as camadas do peritônio existe uma fina camada de tecido conjuntivo que proporciona uma via de passagem para os vasos linfáticos, nervos, artérias e veias no seu caminho até às vísceras, permitindo a comunicação entre a parede abdominal e os órgãos internos. O mesentério é importante, pois sustenta e suspende os órgãos nos seus respectivos lugares, mantendo-os fixos à parede abdominal posterior.

Os órgãos que se encontram totalmente suspensos na cavidade (ou seja, cobertos por peritônio visceral) são conhecidos como órgãos intraperitoneais, como é o caso do fígado, do íleo e do estômago), enquanto aqueles que se encontram posteriormente ao peritônio e têm somente sua superfície anterior revestida por peritônio visceral são conhecidos como órgãos retroperitoneais. Os órgãos retroperitoneais incluem a porção distal do duodeno, a aorta abdominal e o pâncreas.

É importante mencionar que alguns autores reservam o termo intraperitoneal para as poucas estruturas que se encontram dentro da cavidade peritoneal, ou seja, entre os folhetos visceral e parietal do peritônio. Esses autores classificam os órgãos intraperitoneais como peritonizados.

O mesentério armazena tecido adiposo, que funciona como uma camada de proteção física. Existem pregas especiais do peritônio chamadas de omento maior e omento menor, derivadas do mesentério dorsal e ventral, respectivamente.

Na cavidade abdominal completamente formada, o mesentério se expande dorsalmente e conecta os órgãos abdominais à parede posterior. No caso dos intestinos, a borda conectada ao mesentério é chamada de borda mesentérica, enquanto a borda livre é chamada de borda antimesentérica. Isso é importante do ponto de vista clínico, pois como as artérias que irrigam o intestino chegam através do mesentério, a borda antimesentérica é mais propensa a sofrer infartos e danos por isquemia (redução do fluxo sanguíneo).

Podemos dividir o mesentério em três, considerando os órgãos que eles sustentam na cavidade abdominal:

Aprenda tudo sobre o mesentério aqui:

Mesentério do intestino delgado

O mesentério do intestino delgado (também chamado simplesmente de mesentério) é longo e largo. Ele tem forma de leque, envolve o jejuno e o íleo e os conecta à parede abdominal posterior.

Superiormente, o mesentério do intestino delgado se encontra aderido ao final do duodeno/início do jejuno (junção duodenojejunal), bem na altura (esquerda) da segunda vértebra lombar. Ele segue em direção oblíqua descendente para finalmente se aderir ao final do íleo/início do ceco (junção ileocecal), na altura da articulação sacroilíaca direita.

Os nervos e vasos mesentéricos e os vasos linfáticos que suprem o jejuno e o íleo passam entre as camadas do peritônio que formam o mesentério do intestino delgado.

Mesocólon transverso

O mesocólon transverso está aderido ao cólon transverso e o conecta à parede posterior. Ele se origina da parede posterior ao nível da cabeça e do corpo do pâncreas, e segue para envolver o cólon transverso. O mesocólon transverso também divide a cavidade abdominal nos compartimentos supracólico e infracólico (superior e inferior ao mesocólon transverso, respectivamente).

O compartimento supracólico contém os seguintes órgãos:

  • Estômago
  • Fígado
  • Baço

O compartimento infracólico contém os seguintes órgãos:

O compartimento infracólico é subdividido, pelo mesentério do intestino delgado, nos espaços infracólicos direito e esquerdo. Há uma comunicação livre entre os compartimentos supracólico e infracólico através dos sulcos paracólicos.

As estruturas encontradas entre as camadas do peritônio são vasos sanguíneos, nervos e vasos linfáticos responsáveis pelo suprimento do cólon transverso. O mesocólon transverso também é contínuo com o omento maior.

Mesocólon sigmoide

O mesocólon sigmoide é uma união em forma de V invertido do cólon sigmoide do intestino grosso com a parede abdominal. O vértice do V se encontra no ponto de bifurcação entre os ramos interno e externo da artéria ilíaca comum. A descida em forma de V do ramo esquerdo do mesocólon sigmoide atravessa a pelve, terminando anteriormente ao nível da terceira vértebra sacral.

As estruturas que atravessam as camadas do peritônio são os nervos e vasos linfáticos associados ao cólon sigmoide, bem como a artéria sigmóidea e os vasos retais superiores.

Reforce seus conhecimentos com o teste a seguir:

Mesentério - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!