EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculos do braço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculos do braço

Os músculos do braço atuam nas articulações do cotovelo e do ombro para gerar os vários movimentos do antebraço. Cinco músculos do braço desempenham um papel nesses movimentos: bíceps (bicípite)  braquial, braquial, coracobraquial, tríceps (tricípite) braquial e ancôneo. Os três primeiros estão envolvidos principalmente na flexão do antebraço, portanto são chamados de flexores. Eles ocupam o compartimento anterior ou flexor do braço. O tríceps (tricípite) braquial está envolvido principalmente na extensão do antebraço, tornando-o um músculo extensor. Está localizado no compartimento posterior ou extensor do braço. O ancôneo não está fisicamente localizado no braço, mas está intimamente relacionado ao tríceps (tricípite) em termos de função. Além do seu envolvimento primário nos movimentos do antebraço, alguns desses cinco músculos também ajudam na adução, flexão, extensão e abdução do braço.

No entanto, o que é o "braço"? É todo o membro superior, do ombro até a ponta dos dedos, certo? Errado! Em termos de anatomia macroscópica, o "braço" refere-se à porção entre as articulações do ombro e cotovelo. É o arcabouço do braço e suas principais funções incluem o movimento do antebraço, a transmissão de movimento e a passagem de estruturas neurovasculares ao longo do membro superior.

Fatos importantes sobre os músculos do braço
Músculos Flexores: bíceps (bicípite) braquial, braquial, coracobraquial
Extensores: tríceps (tricípite) braquial, ancôneo
Inervação Flexores: nervo musculocutâneo, exceto o músculo braquial que também é inervado pelo nervo radial
Extensores: nervo radial
Funções Funções primárias: flexão e extensão do antebraço
Funções secundárias: adução, flexão, extensão e abdução do braço

Neste artigo, exploraremos os músculos do braço, incluindo suas inserções, inervação e ações.

Antes de mergulhar nos detalhes específicos de cada músculo, aqui está um diagrama legendado com a visão geral dos músculos do braço para você se orientar:

Diagrama dos músculos do braço

Bíceps (bicípite) braquial

O bíceps (bicípite) braquial é o músculo mais superficial do compartimento anterior do braço. Portanto, é facilmente palpável e claramente visível como uma protuberância redonda quando você flexiona o antebraço contra uma resistência.

O músculo consiste em duas cabeças, longa e curta.

A cabeça longa se origina do tubérculo supraglenoideo da escápula.

A cabeça curta se origina do processo coracoide da escápula.

As duas cabeças se fundem distalmente, terminando em um tendão único do bíceps (bicípite) que se insere na tuberosidade radial.

Como você pode ver pelos pontos de inserção, o bíceps (bicípite) braquial atravessa as articulações do ombro e cotovelo, agindo assim em ambas. No entanto, ele move o antebraço ao redor da articulação do cotovelo principalmente ao tracionar o rádio. Durante a contração, causa flexão e supinação do antebraço, com força máxima quando o antebraço está próximo de 90 graus. Esse músculo também é um flexor fraco do braço, agindo na articulação do ombro. O bíceps (bicípite) braquial é inervado pelo nervo musculocutâneo (C5-C6).

Fatos importantes sobre o músculo bíceps braquial
Origem Cabeça longa: tubérculo supraglenoideo da escápula
Cabeça curta: processo coracoide da escápula
Inserção Tuberosidade radial do rádio
Inervação Nervo musculocutâneo (C5- C6)
Função Articulação do cotovelo: flexão e supinação do antebraço
Articulação do ombro: flexão fraca do braço

Braquial

O próximo na lista dos músculos do braço é o braquial. Encontra-se profundamente no compartimento anterior do braço, abaixo do bíceps (bicípite) braquial.

O músculo se origina na metade inferior da superfície anterior do úmero. Distalmente, ele se insere na tuberosidade e no processo coronoide da ulna.

Evidentemente, o braquial atua apenas na articulação do cotovelo. Durante a contração, ele flexiona o antebraço tracionando a ulna. O braquial é o flexor mais potente do antebraço, independentemente da posição do antebraço. É inervado pelos nervos musculocutâneo e radial (C5-C7).

Fatos importantes sobre o músculo braquial
Origem Metade inferior da superfície anterior do úmero
Inserção Tuberosidade da ulna, processo coronoide da ulna
Inervação Nervo musculocutâneo
Nervo radial (C5-C7)
Função Articulação do cotovelo: flexão do antebraço (em todas as posições)

Coracobraquial

O músculo coracobraquial também se encontra profundamente no compartimento anterior do braço, no mesmo plano que o braquial abaixo do bíceps (bicípite) braquial.

Ele se origina no processo coracoide da escápula, passa através da axila e se insere na superfície anteromedial da diáfise umeral.

Portanto, o coracobraquial atua na articulação do ombro. Durante a contração, ele flexiona e aduz o braço ao tracionar o úmero. Ele também estabiliza a articulação do ombro, impedindo o  seu deslocamento durante a sustentação de cargas pesadas, como suas sacolas de compras. O coracobraquial é inervado pelo nervo musculocutâneo (C5-C7).

Fatos importantes sobre o músculo coracobraquial
Origem Processo coracoide da escápula
Inserção Superfície anteromedial da diáfise do úmero
Inervação Nervo musculocutâneo
Função Articulação do ombro: flexão do braço, adução do braço

Muita informação de uma só vez? Consolide o seu conhecimento de maneira rápida e divertida utilizando os nossos testes.

Tríceps (tricípite) braquial

O estudo de anatomia dos músculos do braço seria incompleto sem conhecer o tríceps (tricípite) braquial, o maior músculo dessa região. É o único ocupante do compartimento posterior do braço, sendo claramente visível em formato de ferradura na parte de trás do braço, especialmente em atletas bem treinados.

Como o próprio nome sugere, o tríceps (tricípite) é composto por três cabeças: longa, lateral e medial. A cabeça longa se origina no tubérculo infraglenoideo da escápula. As cabeças lateral e medial se originam na superfície posterior do úmero, superiormente e inferiormente ao sulco radial, respectivamente. As três cabeças se fundem em um único tendão que se insere no olécrano da ulna e na fáscia do antebraço.

As inserções do tríceps (tricípite) braquial implicam no seu envolvimento em duas articulações, a do ombro e a do cotovelo. A principal função desse músculo é a extensão do antebraço através da tração da ulna, tornando-o o principal antagonista dos flexores. A cabeça medial gera a maior quantidade de força, seguida pela lateral. A cabeça longa é a parte extensora menos ativa, mas ela executa outras funções tais como a extensão do braço e a adução ao redor da articulação do ombro. O tríceps (tricípite) braquial é inervado pelo nervo radial (C6 - C8).

Fatos importantes sobre o músculo tríceps braquial
Origem Cabeça longa: tubérculo infraglenoideo da escápula
Cabeça lateral: superfície posterior do úmero (superiormente ao sulco radial)
Cabeça medial: superfície posterior do úmero (inferiormente ao sulco radial)
Inserção Olécrano da ulna e fáscia do antebraço
Inervação Nervo radial (C6 - C8)
Função Articulação do cotovelo: extensão do antebraço
Articulação do ombro: extensão do braço e adução (cabeça longa)

Preocupado com a sua próxima prova de anatomia? Aprenda mais utilizando nossa apostila de exercícios sobre os músculos do corpo humano e gabarite sua prova com facilidade!

Ancôneo

Por último, mas não menos importante, o ancôneo, que é o quinto músculo do braço. Estritamente falando ele não está localizado no compartimento posterior do braço, mas sim pósterolateralmente ao cotovelo.

O ancôneo se origina do epicôndilo lateral do úmero e se insere na superfície lateral do olécrano da ulna.

Por que o ancôneo está incluído nos músculos do braço? Como você pode ver pelas suas inserções, ele atua na articulação do cotovelo. De fato, a função desse músculo está intimamente relacionada com a do tríceps (tricípite) braquial. O ancôneo ajuda o tríceps (tricípite) participando da extensão do antebraço e evita que a cápsula articular do cotovelo seja pinçada durante esse movimento. O ancôneo é inervado pelo nervo radial (C7, C8).

Fatos importantes sobre o músculo ancôneo
Origem Epicôndilo lateral do úmero
Inserção Superfície lateral do olécrano
Inervação Nervo radial (C7, C8)
Função Articulação do cotovelo: auxilia na extensão do antebraço; estabilização da articulação do cotovelo

Aprenda mais sobre os músculos do braço com os materiais de estudo abaixo.

Músculos do braço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!