Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Uretra

Uretra masculina e feminina
Uretra masculina e feminina

A uretra é um tubo muscular que se estende desde a bexiga até o óstio externo da uretra. Em ambos os sexos, sua função é transportar a urina para o exterior do corpo. Além disso, nos homens, ela também é a via de saída do sêmen.

Parte do trajeto da uretra masculina é dentro do pênis e por isso ela é notavelmente maior do que a uretra feminina. Ela é dividida em quatro partes, de acordo com as regiões penianas que atravessa: uretra intramural (pré-prostática), prostática, membranácea (membranosa ou intermediária) e esponjosa (peniana). Nas mulheres a uretra não possui essa classificação.

Este artigo explicará a anatomia, a função e a histologia básica da uretra feminina e da uretra masculina.

Informações importantes sobre a uretra
Definição e função É um tubo membranoso que transporta a urina da bexiga até o exterior do corpo
Uretra masculina Partes:
Intramural (pré-prostática)
Prostática
Membranácea (membranosa ou intermediária)
Esponjosa (peniana)
Uretra feminina Mais curta que a masculina (~4cm)
Esfincter uretral interno Só existe nos homens
Sua função é evitar o refluxo de sêmen para a bexiga durante a ejaculação
Esfíncter uretral externo Masculino:
Complexo muscular formado por: (1) revestimento circular de músculo liso que envolve a uretra proximal membranosa, (2) músculo profundo transverso do períneo, (3) músculo compressor da uretra

Feminino:

Complexo muscular formado por: (1) revestimento circular de músculo liso que envolve a uretra (2) músculo compressor da uretra (3) esfíncter uretrovaginal
Conteúdo
  1. Uretra masculina
    1. Uretra pré-prostática
    2. Uretra prostática
    3. Uretra membranácea
    4. Uretra esponjosa (peniana)
    5. Inervação, vascularização e vasos linfáticos
    6. Histologia
  2. Uretra feminina
  3. Referências
+ Mostrar todo

Uretra masculina

A uretra masculina é um órgão urinário pélvico que funciona principalmente como um conduto que transporta a urina da bexiga urinária até o exterior. Na extremidade superior da bexiga encontramos um par de tubos musculares com 25-30 cm de comprimento, os ureteres, que por sua vez conectam os rins à bexiga.

A uretra masculina é um conduto muscular de 18-22 cm de comprimento que transporta urina da bexiga urinária até o exterior do corpo. Ela se estende desde o óstio interno da uretra, na bexiga, até o óstio externo da uretra, localizado na extremidade da glande do pênis. A uretra também fornece uma saída para o sêmen (esperma) e para as secreções glandulares durante a ejaculação. Ao contrário do que acontece nos homens, a uretra nas mulheres é muito mais curta e não faz parte do sistema reprodutor.

Portanto, nos homens, a uretra é parte tanto do sistema urinário quanto do sistema reprodutor. Enquanto a uretra nos homens cursa ao longo do pênis, nas mulheres ela é muito curta, e não forma parte do sistema reprodutor.

Quando o pênis está em seu estado flácido (não ereto), a uretra apresenta uma dupla curvatura. As partes da uretra masculina são:

  • Porção intramural (pré-prostática)
  • Uretra prostática
  • Uretra membranácea (membranosa ou intermediária)
  • Uretra esponjosa (peniana)
Informações importantes sobre a uretra masculina
Partes Porções pré-prostática, prostática, membranácea e esponjosa
Histologia Epitélio de transição e escamoso estratificado
Irrigação arterial Ramos prostáticos das artérias vesical inferior e retais médias
Drenagem venosa Veia dorsal do pênis e veias pudendas
Inervação Plexo prostático

Uretra pré-prostática

A porção inicial da uretra masculina passa através da musculatura vesical (colo da bexiga), logo abaixo do óstio interno da uretra, e é conhecida como uretra pré-prostática ou porção intramural da uretra. Teoricamente ela possui 0,5-1,5 cm de comprimento, mas seu tamanho varia de acordo com o volume da bexiga.

Uretra prostática

A uretra prostática é a parte da uretra que passa dentro da próstata. Ela possui 3-4 cm de comprimento e se estende desde a base da bexiga, onde acaba a porção pré-prostática, até a porção membranosa da uretra.

Em sua porção média, a uretra prostática está circundada pelo esfíncter uretral interno. Sua função é fechar a passagem até a bexiga durante a ejaculação para prevenir o refluxo de sêmen para a bexiga.

A porção posterior da uretra possui uma elevação chamada de crista uretral. Os dúctulos prostáticos se abrem de cada lado da crista, fazendo com que o fluido prostático entre na luz uretral. Os ductos ejaculatórios também se abrem na uretra prostática, transportando assim o esperma dos testículos e o fluido seminal das vesículas seminais até a uretra. Esse é um local comum de obstrução de urina nos pacientes com hipertrofia prostática benigna.

Uretra membranácea

A porção membranácea ou intermediária da uretra é a segunda porção mais curta e conecta a uretra prostática com a uretra peniana. Ela mede entre 1-1,5 cm de comprimento e está circundada pelo esfíncter uretral externo. O esfíncter uretral externo tem um papel importante no controle voluntário do fluxo urinário.

Uretra esponjosa (peniana)

A uretra esponjosa é a última e a maior porção da uretra. Ela mede aproximadamente 15 cm e é dividida em 2 partes: a uretra pendular e a uretra bulbar. A uretra pendular se estende por todo o comprimento do pênis, enquanto a uretra bulbar está localizada no bulbo do pênis. A uretra esponjosa se abre para o exterior através do meato uretral (óstio externo da uretra), uma fenda vertical localizada ligeiramente atrás da extremidade do pênis. As glândulas bulbouretrais e as glândulas uretrais (de Littré) desembocam na uretra esponjosa.

Inervação, vascularização e vasos linfáticos

  • A irrigação arterial da uretra masculina é feita por ramos prostáticos das artérias vesical inferior e retal média.
  • As veias da uretra, assim como as veias dorsais do pênis e as veias pudendas, drenam no plexo venoso prostático.
  • Os vasos linfáticos da uretra drenam principalmente nos linfonodos ilíacos internos e alguns nos ilíacos externos.
  • A uretra é inervada pelo plexo prostático. O plexo prostático inclui os nervos derivados da união do sistema simpático e parassimpático, assim como fibras viscerais aferentes. Esses nervos são referidos como “nervos mistos”, pois contém fibras aferentes e eferentes.

Encontre mais informações sobre a anatomia da bexiga urinária e da uretra masculina aqui:

Histologia

A parede da uretra é formada pelas camadas mucosa, submucosa e muscular. A uretra prostática está dentro do tecido prostático, enquanto a uretra peniana (uretra esponjosa) está dentro do tecido erétil do corpo esponjoso. A membrana mucosa uretral é formada por epitélio colunar pseudoestratificado, principalmente por epitélio de transição na porção curta, que é contínua com a bexiga urinária, e por epitélio escamoso estratificado na parte mais próxima ao óstio externo da uretra.

A camada submucosa é formada por tecido conjuntivo frouxo, enquanto a camada muscular é formada por músculo liso e é composta por uma porção longitudinal interna e uma porção circular externa. Além disso, a porção membranosa está envolta por músculo estriado, que forma o esfíncter uretral externo.

Uretra feminina

A uretra feminina é significativamente mais curta que a masculina, medindo aproximadamente 4 cm. Ela se origina no óstio interno da uretra, localizado na bexiga urinária, passa inferiormente pela sínfise púbica e se abre no óstio externo da uretra. Nas mulheres, o óstio externo se localiza anterior ao orifício vaginal, no vestíbulo da vagina.

A uretra feminina está rodeada de glândulas parauretrais, que são análogas à próstata nos homens. Elas se abrem de cada lado do óstio externo da uretra. A regulação do fluxo urinário da uretra depende do esfíncter uretral externo, encontrado no espaço perineal profundo. O esfíncter uretral externo é um complexo de fibras musculares compostas de camadas de músculo liso que revestem a uretra, assim como por um par de músculos adicionais: o compressor da uretra e o esfíncter uretrovaginal.

A irrigação da uretra feminina vem das artérias pudenda interna e vaginal, enquanto a sua drenagem venosa se dá pelas veias de mesmo nome. A inervação se origina do plexo venoso vesical, que fornece inervação visceral, e do nervo pudendo, que fornece inervação somática.

A melhor forma de consolidar o conhecimento é testá-lo. Experimente nosso teste abaixo sobre a histologia da uretra e da bexiga:

Uretra - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.
Entediado pela anatomia? Experimente Isto

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?