EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Rins, ureteres e glândulas suprarrenais - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Rins, ureteres e glândulas suprarrenais

Os rins e os ureteres são órgãos do sistema urinário. Eles participam da formação da urina e seu transporte para a bexiga, respectivamente. A verdade é que os rins filtram cerca de 180 litros de sangue por dia, o que significa que todo o seu volume de sangue passa pelos rins cerca de 60 vezes por dia.

As glândulas suprarrenais (glândulas adrenais) repousam nos pólos superiores dos rins, mas funcionalmente fazem parte do sistema endócrino. As funções da glândula suprarrenal são muito diversas. Elas produzem hormônios esteróides que regulam uma ampla variedade de funções corporais, como pressão arterial, metabolismo e resposta ao estresse.

Fatos importantes sobre os rins, ureteres e glândulas suprarrenais
Rins  Definição: par de órgãos retroperitoneais do sistema urinário cuja função é filtrar o sangue e produzir urina
Suprimento sanguíneo: artéria renal e veia renal
Inervação: plexo renal     
  Ureteres  Definição: tubo muscular encontrado de cada lado do corpo cuja função é transportar a urina dos rins para a bexiga.
Suprimento sanguíneo: artérias renais (terço proximal), aorta abdominal, artérias gonadais e ilíacas comuns (terço médio), artérias ilíacas internas (terço distal) 
Inervação: plexo ureteral
Glândulas suprarrenais   Definição: órgãos retroperitoneais bilaterais do sistema endócrino cuja função é produzir hormônios que regulam uma variedade de funções corporais
Suprimento sanguíneo: artérias suprarrenais superior, média e inferior; veias suprarrenais
Inervação: nervos esplâncnicos toracolombares (T10-L1)

Esta página irá discutir a anatomia e a função dos rins, ureteres e glândulas suprarrenais.

Rins

Localização

Os rins são um par de órgãos retroperitoneais do sistema urinário. A localização do rim é na parede abdominal posterior ao nível das vértebras T12-L3.

Diagrama do rim com legendas

Anatomia geral

Os rins são estruturas em forma de feijão com pólos superior e inferior (extremidades), superfícies anterior e posterior, e convexidades maior e menor. A convexidade menor está voltada para o plano mediano e contém o hilo renal. Isso representa a via de passagem da artéria renal, da veia renal e do ureter. 

Estrutura do rim - diagrama

Os rins possuem duas porções: um córtex renal externo e uma medula renal interna. O córtex renal apresenta extensões segmentares chamadas de colunas renais que se projetam na medula e separam as suas pirâmides.

A medula renal consiste em 8-18 pirâmides renais. Estas últimas são compostas por numerosos néfrons. O ápice de cada pirâmide (papila renal) se abre medialmente no cálice menor, que é a primeira parte do sistema coletor urinário dentro do rim. Os cálices menores se unem para formar dois a três cálices maiores, que então se combinam para formar a pelve renal. O ureter emerge da pelve renal e deixa o rim através do hilo.

Néfron

O néfron é a unidade funcional do rim. Cada néfron é constituído por um corpúsculo renal e um túbulo renal. Com base na localização do seu corpúsculo, os néfrons podem ser néfrons corticais (corpúsculos altos no córtex) ou néfrons justamedulares (corpúsculos baixos no córtex próximo à medula).

Estrutura do néfron - diagrama

O corpúsculo renal consiste na cápsula glomerular (cápsula de Bowman) e um conjunto de capilares chamado de glomérulo. A função do corpúsculo é filtrar o sangue, enquanto o túbulo renal processa e transporta o fluido filtrado para o sistema calicial. Avançando na direção do corpúsculo para os cálices, os túbulos renais consistem no túbulo contorcido proximal, na alça do néfron (alça de Henle), no túbulo contorcido distal e no túbulo coletor.

Os túbulos coletores de néfrons adjacentes esvaziam-se em um ducto coletor, que por sua vez se esvazia no sistema calicial através da papila renal. Os túbulos renais são circundados por uma rede de capilares peritubulares, para onde substâncias úteis são reabsorvidas do filtrado.

Videoaula recomendada: Estrutura renal
Generalidades sobre a estrutura de um rim.

Funções

A principal função do rim é filtrar o sangue, eliminando os resíduos metabólicos e o excesso de água. Também devolve substâncias úteis para o sangue, como minerais e nutrientes. Através dessas ações de filtração e reabsorção, os rins regulam os níveis de minerais, eletrólitos e todo o perfil bioquímico do corpo.

Ao produzir a urina, os rins também regulam a quantidade de fluido corporal, interferindo significativamente na pressão arterial.

Para aprender mais sobre o rim e os néfrons, confira estes materiais de estudo.

Ureteres

Os ureteres são tubos musculares bilaterais com cerca de 25 cm de comprimento, que ligam os rins à bexiga. São estruturas parcialmente retroperitoneais encontradas na parede abdominal posterior e no interior da pelve. Cada ureter cursa inferiormente a partir da pelve renal (junção ureteropélvica), cruza a bifurcação da artéria ilíaca comum e entra na bexiga urinária (junção ureterovesical). Essas junções são constrições fisiológicas frequentemente obstruídas por pedras renais (cálculos renais).

Rins e ureteres - diagrama

A função do ureter envolve impulsionar a urina para baixo, através da contração e do relaxamento da musculatura lisa de sua parede (peristaltismo). Isso propele a urina para longe do rim em direção à bexiga.

Para aprender mais detalhes sobre o ureter, leia o material de estudo a seguir e, em seguida, faça o teste para fixar o conteúdo!

Glândulas suprarrenais

As glândulas suprarrenais (adrenais) são órgãos retroperitoneais bilaterais do sistema endócrino. Elas ficam no pólo superior dos rins, dos quais são separadas por uma fina camada de gordura. Cada glândula possui duas partes distintas - córtex adrenal e medula adrenal.

Córtex adrenal

O córtex adrenal é a parte externa da glândula adrenal. É subdividido em três camadas, todas secretando diferentes tipos de hormônios esteróides:

  • A zona glomerulosa produz mineralocorticoides, como a aldosterona. Eles regulam o equilíbrio de eletrólitos e água no corpo.
  • A zona fasciculada sintetiza glicocorticoides, como o cortisol, que coordena a resposta às situações de estresse.
  • A zona reticular produz andrógenos adrenais. Eles regulam o desenvolvimento e função sexuais.

Hormônios da glândula suprarrenal

Medula adrenal

A medula adrenal é a parte central da glândula suprarrenal e consiste nas células cromafins. Elas liberam dois tipos de catecolaminas na corrente sanguínea: epinefrina (adrenalina) e norepinefrina (noradrenalina).

Esses hormônios ativam a resposta de luta ou fuga, que é uma reação fisiológica a situações de estresse ou perigo, como um ataque de urso ou uma prova de anatomia. Eles aumentam a atividade cardíaca e a pressão sanguínea, dilatam os bronquíolos e aumentam o fluxo sanguíneo para os músculos.

Vasos sanguíneos

Rins e ureteres

Cada rim e ureter é suprido por sua respectiva artéria renal, que surge da aorta abdominal, logo abaixo da artéria mesentérica superior.

Suprimento sanguíneo do rim - diagrama

A artéria renal entra no hilo do rim e se divide em uma série de vasos menores. Eles eventualmente terminam como arteríolas aferentes, que transportam sangue para o glomérulo renal para filtração. O sangue filtrado deixa o glomérulo através da arteríola eferente, que se torna a veia interlobular. O sangue venoso do rim é transportado pela veia renal que drena para a veia cava inferior.

Os ureteres recebem suprimento de sangue de três fontes:

  • Terço superior das artérias renais
  • Terço médio da aorta abdominal, artérias gonadais e artérias ilíacas comuns
  • Terço inferior das artérias ilíacas internas

O sangue venoso dos ureteres é drenado para as respectivas veias renais e gonadais.

Para aprender mais sobre a complexa rede neurovascular do rim, dê uma olhada nos seguintes recursos.

Glândulas suprarrenais

As glândulas suprarrenais recebem suprimento arterial de três fontes:

  • Artéria frênica inferior - várias artérias suprarrenais superiores
  • Aorta abdominal - várias artérias suprarrenais médias
  • Artéria renal - uma artéria suprarrenal inferior

O sangue venoso das glândulas suprarrenais esquerda e direita drena para as suas respectivas veias suprarrenais. A veia suprarrenal direita é uma tributária direta da veia cava inferior, enquanto a veia suprarrenal esquerda drena primeiramente para a veia renal.

Inervação

Rins e ureteres

Os rins recebem inervação autonômica do plexo renal. As aferências simpáticas são fornecidas pelos nervos esplâncnicos toracolombares (T10-L1). As aferências parassimpáticas vêm do nervo vago (NC X).

Os ureteres recebem suprimento nervoso autonômico do plexo ureteral. Este último recebe fibras dos plexos renal, aórtico e hipogástrico (superior, inferior).

Glândulas suprarrenais 

As glândulas suprarrenais são estimuladas tanto por vias neurais quanto hormonais. Elas recebem predominantemente inervação simpática dos nervos esplâncnicos toracolombares (T10-L1). As fibras fazem sinapse diretamente nas células cromafins da medula suprarrenal, induzindo a liberação de catecolaminas. O córtex adrenal recebe estimulação hormonal da glândula pituitária (hipófise) através do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) para produzir hormônios corticotrópicos.

Para entender e visualizar claramente essas complexas vias neurais, confira o artigo e a videoaula em baixo:

Linfáticos

A linfa de cada rim é drenada para os linfonodos aórticos laterais (lombares), enquanto a glândula suprarrenal drena para os linfonodos lombares. Os ureteres são drenados pelos linfonodos ilíacos comuns, externos e internos.

Videoaulas relacionadas

Testes relacionados

Rins, ureteres e glândulas suprarrenais - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.016 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Drake, R. L., Vogl, A. W., & Mitchell, A. W. M. (2015). Gray’s Anatomy for Students (3rd ed.). Philadelphia, PA: Churchill Livingstone.
  • Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7th ed.). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.

Artigo, revisão e layout:

  • Gordana Sendić
  • Jana Vasković
  • Adrian Rad
  • Nicola McLaren

Ilustrações:

  • Diagrama do rim com legendas - Irina Münstermann
  • Estrutura do rim - diagrama - Irina Münstermann
  • Estrutura do néfron - diagrama - Paul Kim
  • Rins e ureteres - diagrama - Irina Münstermann
  • Suprimento sanguíneo do rim - diagrama - Irina Münstermann

Tradução para português e revisão:

  • Rafaela Linhares
  • Beatriz la Féria 
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 3 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.