Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo aritenóideo oblíquo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo aritenóideo oblíquo

Músculo aritenóideo oblíquo (musculus arytenoideus obliquus)

O aritenóideo oblíquo é um músculo intrínseco pareado da laringe. Ele é encontrado na porção anterior da laringe, cranial à borda superior da cartilagem cricoide. É o mais superficial dos músculos aritenóideos, sendo que o músculo aritenóideo transverso está localizado abaixo dele. 

Os músculos intrínsecos da laringe são agrupados de acordo com sua função principal. Dessa maneira, o músculo aritenóideo oblíquo, juntamente com os músculos aritenóideo transverso e cricoaritenóideos posterior e lateral formam o conjunto de músculos que alteram a posição das pregas vocais (adução e abdução), ajustando assim as dimensões da rima glótica. O aritenóideo oblíquo também age junto com o aritenóideo transverso e o ariepiglótico para formar o esfíncter do introito laríngeo, prevenindo que comida ou líquidos passem para o trato respiratório.

Neste artigo nós vamos explorar a anatomia, inserções, relações, inervação e ação do músculo aritenóideo oblíquo.

Key facts about oblique arytenoid muscle
Origem Processo muscular da cartilagem aritenoide
Inserção Ápice da cartilagem aritenoide contralateral
Ação Aduz as cartilagens aritenoides,
Age como um esfíncter do introito laríngeo
Inervação Nervo laríngeo recorrente (nervo vago - NC X)
Vascularização Artérias tireoideas superior e inferior
Conteúdo
  1. Origem e inserção
  2. Relações
  3. Inervação
  4. Vascularização
  5. Função
  6. Bibliografia
+ Mostrar todo

Origem e inserção

O aritenóideo oblíquo origina-se da porção posterior do processo muscular da cartilagem aritenoide. Ele se estende supero-obliquamente em direção à sua inserção, o pólo superior da cartilagem aritenoide contralateral. Ao longo do seu trajeto, o músculo aritenóideo oblíquo cruza seu par do lado oposto, formando a letra “X”.

Relações

Existem dois músculos localizados na porção posterior da laringe: o aritenóideo oblíquo e o aritenóideo transverso, sendo o oblíquo o mais superficial dentre os dois. Alguns autores consideram que estes dois músculos são, na verdade, duas partes de um músculo só, e o denominam de músculo aritenóideo ou interaritenóideo.

Além de se inserirem no ápice da cartilagem aritenoide contralateral, algumas fibras do músculo aritenóideo oblíquo continuam ao redor do ápice aritenóideo e se prolongam até a prega ariepiglótica, formando o músculo ariepiglótico.

Inervação

O aritenóideo oblíquo é inervado pelo nervo laríngeo recorrente, um ramo do nervo vago (NC X).

Vascularização

O músculo aritenóideo oblíquo recebe seu suprimento arterial de ramos laríngeos das artérias tireoideas superior e inferior, ramos da artéria carótida externa e do tronco tireocervical, respectivamente. Seu sangue venoso é drenado nas veias laríngeas superior e inferior, tributárias da veia jugular interna.

Função

O músculo aritenóideo oblíquo aduz as cartilagens aritenoides, trazendo-as para perto do tubérculo da epiglote e, através de suas fibras prolongadas, aduz as pregas ariepiglóticas. Sendo assim, este músculo funciona como um adutor das pregas vocais, fechando a porção posterior da rima glótica e estreitando o introito laríngeo.

Quando em combinação com o aritenóideo transverso e o ariepiglótico, o aritenóideo oblíquo age como um esfíncter do introito laríngeo. Essa ação reflexa resulta em um fechamento da rima glótica, um mecanismo protetor que previne a aspiração durante a deglutição ou a tosse.

Quando o aritenóideo oblíquo age junto com outros adutores das cordas vocais (aritenóideo transverso, cricoaritenóideo lateral e tireoaritenóideo) e com os tensores da prega vocal (cricotireoideo, tireoaritenóideo e vocal), as pregas vocais se aproximam (tensão adutiva) e a rima glótica é fechada. O ar expirado é empurrado contra a rima glótica estreitada, o que causa vibrações nos ligamentos vocais tensionados e produz a fonação.

Em contraste, quando as cordas vocais estão aduzidas, mas os músculos aritenóideos oblíquo e transverso estão relaxados, as cartilagens aritenoides estão espaçadas e isso permite que o ar passe pela rima glótica sem causar nenhuma vibração significativa das pregas vocais. Este é o mecanismo do sussurro, quando a respiração é modificada em forma de voz na ausência de tom.

Músculo aritenóideo oblíquo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!