EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo cricoaritenóideo posterior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo cricoaritenóideo posterior

Músculo cricoaritenóideo posterior (Musculus cricoarytenoideus posterior)

O músculo cricoaritenóideo posterior é um músculo pareado que pertence ao grupo de músculos intrínsecos da laringe. Juntamente com os outros músculos desse grupo, ele tem o papel de ajustar o comprimento e a tensão das cordas vocais, modulando assim o processo de fonação.

O cricoaritenóideo posterior é o único músculo laríngeo com capacidade de abrir as pregas vocais verdadeiras, motivo pelo qual é considerado o principal músculo respiratório da laringe.

Fatos importantes sobre o músculo cricoaritenóideo posterior
Origem Superfície posterior da lâmina cricoide
Inserção Processo muscular da cartilagem aritenóidea
Ação Faz abdução e aumenta o comprimento das pregas vocais, abre a glote
Inervação Nervo laríngeo inferior (do nervo laríngeo recorrente - NC X)
Irrigação sanguínea Ramos laríngeos das artérias tireóideas superior e inferior

Origem e inserção

O músculo cricoaritenóideo posterior se origina na superfície posterior da lâmina da cartilagem cricoide. A partir desta ampla inserção, as fibras musculares convergem em direção a uma inserção mais estreita na superfície superoposterior do processo muscular da cartilagem aritenoide. Ao fazer isso, as fibras superiores seguem horizontalmente, as fibras do meio passam obliquamente e as fibras inferiores seguem um trajeto mais vertical.

Relações

O músculo cricoaritenóideo posterior cobre a maior parte da superfície posterior da cartilagem cricoide. Está localizado inferiormente aos músculos aritenóideos oblíquo e transverso e posteriormente ao seu antagonista, o músculo cricoaritenóideo lateral, com o qual compartilha o mesmo ponto de inserção. Os ramos do nervo laríngeo recorrente seguem do lado posterior do músculo cricoaritenóideo posterior.

Inervação

Como a maioria dos músculos intrínsecos da laringe, o músculo cricoaritenóideo posterior é inervado pelo nervo laríngeo inferior. O nervo laríngeo inferior é o ramo terminal do nervo laríngeo recorrente, que conduz informações do nervo vago (NC X).

Irrigação sanguínea

O músculo cricoaritenóideo posterior é suprido pelos ramos laríngeos das artérias tireóideas superior e inferior. Estas, por sua vez, são ramos das artérias carótida externa e subclávia, respectivamente.

O sangue venoso é primeiramente drenado para as veias laríngeas superior e inferior, que então desembocam na veia jugular interna.

Função

Ação do músculo cricoaritenóideo posterior

O músculo cricoaritenóideo posterior é o único músculo da laringe que faz a abdução das cordas vocais e, portanto, abre a rima da glote. É um músculo antagonista do músculo cricoaritenóideo lateral, que atua protegendo as vias aéreas ao fechar a glote.

A contração do músculo cricoaritenóideo posterior gira as cartilagens aritenoides lateralmente e as traciona posterolateralmente. Isso separa as cordas vocais e auxilia os outros músculos intrínsecos no alongamento das cordas vocais, permitindo assim a passagem do ar durante a inspiração e a expiração. Essa ação faz com que o músculo cricoaritenóideo posterior seja o músculo mais importante da laringe para a respiração. Devido ao fato de este ser o único músculo que abre a glote, a paralisia desse músculo pode levar à asfixia e à morte.

Em contrapartida, o papel do músculo cricoaritenóideo posterior na fonação ainda não está totalmente estabelecido. Alguns dados disponíveis na literatura indicam que esse músculo participa da produção de sons não vocais (por exemplo, para fonação de algumas letras que não requerem a vibração das cordas vocais).

Confira nossos materiais de estudo sobre a laringe e, em seguida, teste seu conhecimento sobre as cordas vocais.


 

Notas Clínicas

O prejuízo na função do músculo cricoaritenóideo posterior geralmente ocorre devido a lesão do nervo laríngeo recorrente. Na maioria das vezes, esta lesão ocorre durante as cirurgias de tireoidectomia (remoção da glândula tireóide), ou devido a doenças nos órgãos vizinhos, que comprimem ou infiltram o nervo (por exemplo, tumores brônquicos ou bócio da glândula tireóide).

Os sintomas típicos da disfunção unilateral do nervo laríngeo recorrente são a rouquidão e a redução da resistência vocal, devido à perda de função da maioria dos músculos intrínsecos. A disfunção bilateral desse nervo causa paralisia do músculo cricoaritenóideo posterior, que pode ser uma condição ameaçadora à vida devido a uma possível asfixia. O diagnóstico geralmente é feito através do exame físico, da laringoscopia e de uma eletromiografia da laringe.

Músculo cricoaritenóideo posterior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7th ed.). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Putz, R., Pabst, R. (2001). Sobotta atlas of human anatomy, Vol.1 (13th English ed.). Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Berry, D., Chhetri D. K., & Neubauer, J. (2013). The role of the posterior cricoarytenoid muscle in phonation. The Journal of the Acoustical Society of America 134:5, 4203-4203.
  • Standring, S. (2016). Gray's Anatomy (41tst ed.). Edinburgh: Elsevier Churchill Livingstone.
  • Netter, F. (2014). Atlas of Human Anatomy (6th ed.). Philadelphia, PA: Saunders.

Aurtor, revicão e layout:

  • Roberto Grujičić
  • Nicola McLaren
  • Abdulmalek Albakkar

Ilustrações:

  • Músculo cricoaritenóideo posterior (Musculus cricoarytenoideus posterior) - Paul Kim
  • Ação do músculo cricoaritenóideo posterior - Paul Kim

Tradução para o português e revisão:

  • Rafaela Ervilha Linhares
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!