EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo nasal - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo nasal

O músculo nasal é um par de músculos que cobre o dorso do nariz. Consiste em duas partes: parte alar e parte transversal. A parte alar também é chamada de dilatador das narinas, e a parte transversal também é conhecida como o compressor das narinas. Juntamente com os músculos prócero, levantador do lábio superior e da asa do nariz, e abaixador do septo nasal, o músculo nasal pertence ao grupo nasal dos músculos faciais.

Assim como todos os músculos faciais, o músculo nasal é derivado do segundo arco faríngeo e, portanto, é inervado pelo nervo facial (NC VII). Esse músculo dilata as narinas, abaixa as aletas nasais (asas da narina) lateralmente e enruga a pele nasal. Essas ações permitem o alargamento das narinas, movimento que ocorre durante a respiração e que pode ser potencializado em várias situações emocionais.

Fatos importantes sobre o Músculo nasal
Origem Parte alar: processo frontal da maxila (superiormente ao incisivo lateral)
Parte transversa: maxila (superolateralmente à fossa incisiva)
Inserção Parte alar: pele alar;
Parte transversa: funde-se com a parte contralateral do músculo no dorso do nariz
Ação Parte alar: abaixa a aleta nasal lateralmente, dilata as narinas
Parte transversa: enruga a pede do dorso do nariz
Inervação Ramo bucal do nervo facial (NC VII)
Vascularização Ramos labial superior, septal e nasal lateral da artéria facial;
Ramo infraorbital da artéria maxilar

Este artigo discutirá a anatomia e a função do músculo nasal.

Origem e inserção

Os músculos nasais são encontrados um de cada lado da linha média. Cada músculo é composto de duas partes: parte lateral ou transversa (compressor das narinas) e parte medial ou alar (dilatador das narinas).

A parte transversa cobre o dorso do nariz. Origina-se na maxila, inserindo-se superolateralmente à fossa incisiva. Suas fibras então seguem superomedialmente, expandindo-se em uma aponeurose fina na ponte nasal. Através dessa aponeurose, o músculo se insere no dorso do nariz, fundindo-se com a parte contralateral do músculo.

A parte alar compreende as narinas. Origina-se no processo frontal da maxila, logo superior ao incisivo lateral. Após um curto trajeto superior e anteriormente, insere-se na pele da asa nasal, superiormente ao crus lateral da cartilagem alar maior. Aqui, algumas fibras se fundem com a parte transversa do músculo nasal.

Relações

O músculo nasal é superficial ao osso nasal e à cartilagem nasal lateral, sendo coberto pela pele nasal. As fibras de inserção de sua parte transversa estão diretamente relacionadas à aponeurose do músculo prócero, e algumas dessas fibras podem se fundir parcialmente com esse músculo. A parte alar é lateral ao músculo abaixador do septo nasal.

Um pequeno músculo chamado de músculo dilatador nasal anterior, ou músculo ápice do nariz, liga-se à margem anterior da parte alar do músculo nasal. Várias artérias e nervos seguem sobre a superfície superior do músculo nasal, incluindo a artéria facial, ramos terminais da artéria e nervo infraorbitais e a artéria e o nervo nasais externos.

Inervação

O músculo nasal é inervado pelo ramo bucal do nervo facial (NC VII).

Vascularização

A vascularização do músculo nasal é realizada pelos ramos labial superior, septal e nasal lateral da artéria facial, e pelo ramo infraorbital da artéria maxilar.

Função

A parte transversa do músculo nasal enruga a pele do nariz e comprime a abertura nasal, daí o seu outro nome, compressor das narinas. A parte alar dilata as narinas quando traciona a asa nasal lateralmente, daí o seu nome dilatador das narinas.

Todas essas ações do músculo nasal ocorrem normalmente antes de cada inspiração, a fim de impedir o colapso da válvula nasal externa. Essa função do músculo nasal é ainda mais evidente durante a respiração forçada, quando esses movimentos se tornam mais óbvios, assim como em estados afetivos emocionais, como na raiva.

Músculo nasal - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!