EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo tibial posterior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo tibial posterior

O tibial posterior é o músculo mais central e mais profundo dos músculos localizados na parte posterior da perna. Juntamente com os músculos poplíteo, flexor longo do hálux e flexor longo dos dedos, forma o grupo profundo dos músculos do compartimento posterior da perna.

Esses músculos estão localizados posteriormente à tíbia, à fíbula e à membrana interóssea. O tibial posterior fica escondido, à primeira vista, pelos grandes músculos superficiais da perna: o gastrocnêmio e o sóleo. Ele cruza a articulação do tornozelo para se inserir na superfície plantar do . Como resultado, ajuda na flexão plantar do pé na articulação do tornozelo. É também um sinergista do tibial anterior na inversão do pé.

Fatos importantes sobre o Músculo tibial posterior
Origem Superfície posterior da tíbia, superfície posterior da fíbula (perôneo) e membrana interóssea
Inserção Tuberosidade do osso navicular, todos os ossos cuneiformes, osso cuboide, bases dos ossos metatarsais 2-4
Ações Articulação talocrural: Flexão plantar do pé
Articulação subtalar: inversão do pé
Sustenta o arco longitudinal medial do pé
Inervação Nervo tibial (L4, L5)
Vascularização Ramos da artéria tibial posterior

Este artigo discutirá a anatomia e a função do músculo tibial posterior.

Origem e inserção

O músculo tibial posterior se estende entre os ossos da perna e do pé. Próximo à sua origem, o músculo é composto por duas partes: medial e lateral. A porção medial se origina nos dois terços superiores da superfície posterior da tíbia, inferiormente à linha solear, e na superfície posterior da membrana interóssea da perna. A parte lateral se origina nos dois terços superiores da superfície posterior da fíbula (perôneo). As duas partes se tornam um músculo único, que segue em direção ao pé. No tornozelo, o tendão do tibial posterior passa posteriormente ao maléolo medial da tíbia. Ele continua na parte medial do pé, passando pelo túnel do tarso, profundamente ao retináculo flexor do tornozelo.

Neste ponto, o tendão do tibial posterior divide-se em duas inserções: superficial e lateral. A maior delas, a divisão superficial, insere-se na superfície plantar dos ossos tarsais do pé, principalmente na tuberosidade do osso navicular e no osso cuneiforme medial. A menor divisão e mais profunda se insere nos ossos cuneiformes médio e lateral, no osso cuboide e nas bases do segundo, terceiro e quarto metatarsos.

Relações

O tibial posterior é o músculo mais central e mais profundo dos músculos do compartimento posterior da perna. Está localizado posteriormente à tíbia, fíbula (perôneo) e membrana interóssea da perna. Esta última separa o tibial posterior dos músculos anteriores da perna. O ventre do músculo é sobreposto pelos músculos flexor longo do hálux e flexor longo dos dedos. Além disso, o gastrocnêmio, o sóleo e o tendão do plantar são superficiais ao tibial posterior. Próximo ao tornozelo, o tendão do tibial posterior é cruzado pelo tendão do flexor longo dos dedos e se posiciona medialmente a ele enquanto ambos passam pelo túnel do tarso.

Existe um mnemônico útil para lembrar a ordem das estruturas que passam através do túnel do tarso (de anterior para posterior):

Tiago Foi Aventureiro Viajando Na Flórida..

Tibial posterior
Flexor longo dos dedos
Artéria tibial posterior
Veia tibial posterior
Nervo tibial
Flexor longo do hálux

O tibial posterior também está relacionado a algumas importantes estruturas neurovasculares. Por exemplo, fica anterior à artéria tibial posterior, que emite um ramo chamado de artéria fibular (peroneal). A artéria fibular desce entre a fíbula e o tibial posterior. A artéria tibial anterior segue entre as partes medial e lateral do músculo, próximo aos seus pontos de origem. O nervo tibial segue sobre o tibial posterior durante a maior parte do seu trajeto.

Inervação

O tibial posterior é inervado pelo nervo tibial, que deriva dos nervos espinhais L4 e L5. O nervo tibial é o maior dos dois ramos do nervo ciático.

Vascularização

O fornecimento de sangue para o músculo tibial posterior é feito através de ramos da artéria tibial posterior, uma ramificação da artéria poplítea. Esses ramos incluem as artérias fibular e plantar medial. A rede arterial maleolar medial também contribui para o suprimento sanguíneo do tendão do músculo. O tibial posterior é drenado pelas veias tibiais posteriores, que então drenam na veia poplítea.

Função

O músculo tibial posterior gera movimentos em duas articulações diferentes, descritas a seguir:

  • Flexão plantar do pé na articulação talocrural (tornozelo)
  • Inversão do pé na articulação subtalar

Através de sua ação na articulação do tornozelo, o tibial posterior ajuda os outros flexores do pé, que são mais potentes, a elevar o calcanhar quando o pé está apoiado no chão. Isso facilita a deambulação, a corrida e vários exercícios físicos, tais como elevações da panturrilha. Além disso, a contração do tibial posterior aproxima a tíbia da fíbula. Isso aproxima os maléolos durante a flexão plantar, melhorando a sua aderência no tálus e sustentando o tornozelo. A inversão do pé também tem várias funções importantes. Através dessa ação, o tibial posterior promove uma resistência à tendência do corpo de oscilar lateralmente ao ficar de pé em uma só perna, facilitando assim o equilíbrio.

Esse músculo também desempenha um papel na sustentação, elevando, tensionando e reforçando o arco longitudinal medial do pé. Essa ação ajuda a distribuir o peso corporal quando o pé está apoiado no chão.

Músculo tibial posterior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!