EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Articulação do tornozelo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Articulação do tornozelo

A articulação do tornozelo nos humanos é a conexão entre o pé e a parte inferior da perna. O tornozelo inclui duas articulações:

  • porção articular superior: articulação tíbio-társica
  • porção articular inferior: articulação talotarsal.

Esta articulação permite a dorsiflexão e flexão plantar do pé, bem como algum grau de pronação e supinação. Uma vez que está sob grande stresse mecânico, o tornozelo é propenso a lesões que podem afetar quer os ossos quer os ligamentos da articulação.

Fatos importantes sobre a articulação do tornozelo
Articulações Tibiotársica: fíbula (perónio), tíbia, talo (astrágalo)
Talotarsal: talo (astrágalo), calcâneo, navicular
Ligamentos ligamentos talofibulares (taloperoneais) anterior e posterior, ligamento deltoide (tibiocalcaneano, tibionavicular e tibiotalar) e ligamento fibular (peroneal) colateral
Movimentos Dorsiflexão e Flexão plantar; Pronação e Supinação
Notas clínicas Entorse, fratura do tornozelo

Anatomia

Articulação tibiotársica

A porção articular superior é uma articulação em dobradiça (trocleartrose). Sua principal função é permitir a dorsiflexão e flexão plantar. A porção articular superior é composta por três ossos:

  • fíbula (perónio) (osso da panturrilha)
  • tíbia (osso da canela)
  • talo (astrágalo) (osso do tornozelo)

A tíbia e a fíbula formam o que é chamado de “mortise do tornozelo”, que consiste nos maléolos medial e lateral. Na porção distal da mortise do tornozelo observa-se a tróclea tróclea do tálus, a superfície superior do tálus. Esta permite que as superfícies articulares deslizem uma sobre a outra e assegura que as superfícies cartilaginosas se movam livremente.

Você já domina a anatomia do pé e do tornozelo? Conhece também os tipos de articualções que existem no corpo humano? Confira estes artigos que separamos para você.

Articulação talotarsal

A anatomia óssea da porção articular inferior do tornozelo é menos complexa, já que ela consiste basicamente em duas partes. Os seguintes ossos formam a porção articular inferior.

  • talo (astrágalo) (osso do tornozelo)
  • calcâneo (osso do calcanhar)
  • osso navicular

Aprender anatomia não é fácil, exige esforço e dedicação. Mas existem diferentes ferramentas e estratégias de aprendizagem que podem facilitar muito os seus estudos.  

A parte anterior da porção inferior da articulação do tornozelo articulação talocalcaneonavicular é uma articulação entre o talo (astrágalo), o calcâneo e o osso navicular. A parte posterior da porção inferior da articulação do tornozelo é uma articulação entre o talo (astrágalo) e o calcâneo e é chamada articulação subtalar.

Articulação subtalar - vista lateral direita

Função

  • A porção inferior da articulação do tornozelo permite dois movimentos: pronação e supinação do pé – graças ao fato de que o eixo que permite a pronação e supinação encontra-se em um ângulo de 30º a 40º graus em relação ao eixo vertical da perna.
  • A porção articular superior permite a dorsiflexão e flexão plantar.

Ligamentos

A anatomia dos numerosos ligamentos da articulação do tornozelo é bastante interessante. Por exemplo, a sindesmose é uma localização comum de lesões. Os ligamentos da sindesmose consistem do ligamento talofibular (taloperoneal) anterior na parte ventral e do ligamento talofibular (taloperoneal) posterior na parte dorsal da porção distal da perna.

Um importante ligamento da articulação do tornozelo é o ligamento deltoide, que é composto das partes tibiocalcâneana, tibionavicular e tibiotalar. Ele localiza-se no lado medial da articulação do tornozelo.

Na parte lateral está o ligamento fibular (peroneal) colateral (ou ligamento colateral lateral, LCL). Este ligamento possui importante papel na restrição da supinação na porção inferior da articulação do tornozelo. Um trauma de supinação (distensão do tornozelo) é frequentemente causada por uma hiperdistensão ou ruptura completa.

Ligamento colateral lateral - vista lateral direita

Nada como um teste para solidificar o que você aabou de aprender. Então mãos a obra!

No Kenhub você pode criar testes personalizados, escolhendo os temas nos quais você quer se desafiar. Que tal um teste customizado sobre a articulação do tornozelo?

Articulação do tornozelo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!