EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Suprimento sanguíneo e inervação do intestino delgado - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Suprimento sanguíneo e inervação do intestino delgado

O suprimento neurovascular de qualquer área do corpo é uma rede através da qual o sangue é bombeado e as estruturas são inervadas. O sangue fornece a nutrição necessária para que a região funcione, e o tecido nervoso circula a informação entre o cérebro e a periferia através de potenciais de ação. 

O intestino delgado é fundamental para o correto funcionamento do corpo humano, uma vez que é aqui que ocorre a entrada de todos os nutrientes que são necessários para os processos constitutivos e metabólicos do corpo. Sem uma correta vascularização deste órgão, seria impossível que essas substâncias entrassem para o nosso sistema circulatório e fossem distribuídas pelo organismo.

Fatos importantes
Duodeno Fornecimento arterial: artérias pancreaticoduodenais superiores anterior e posterior (ramos da artéria gastroduodenal), artérias pancreaticoduodenais inferiores anterior e posterior (ramos da artéria mesentérica superior)
Drenagem venosa: veias duodenais ->veias pancreaticoduodenais ->veia mesentérica superior -> veia porta
Inervação: nervo vago através dos plexos celíaco e mesentérico superior (parassimpática), plexos intestinais à volta de vasos arteriais (simpática)
Jejuno e íleo Fornecimento arterial: arcadas arteriais da artéria mesentérica superior
Drenagem venosa: arcadas venosas -> veia mesentérica superior ->veia porta
Inervação: nervo vago através dos plexos mioentérico e submucoso (parassimpática) nervos esplâncnicos maior e menor (simpática)

Esse artigo objetiva dar uma breve visão geral sobre o suprimento arterial, a drenagem venosa e linfática e a inervação do duodeno, do jejuno e do íleo.

Suprimento sanguíneo

Duodeno

O sangue é fornecido ao duodeno proximalmente através de um ramo da artéria hepática comum chamada artéria gastroduodenal, que emerge do tronco celíaco e emite as artérias pancreaticoduodenais superiores anterior e posterior.

Ele também recebe sangue distalmente das artérias pancreaticoduodenais inferiores anterior e posterior, que são ramos da artéria mesentérica superior. Os ramos terminais das artérias duodenais formam importantes anastomoses entre o tronco celíaco e a artéria mesentérica superior.

Jejuno e íleo

O principal suprimento arterial do jejuno e do íleo é dado por uma única artéria, conhecida como mesentérica superior, e entre quinze a dezoito de seus ramos, que formam alças anastomóticas conhecidas como arcadas arteriais que dão origem a vasa recta, ou ramos retos. Deve-se notar que uma dupla linha de arcadas fornece sangue ao íleo.

Videoaula recomendada: Artérias do intestino delgado
Artérias do intestino delgado com especial ênfase para a artéria mesentérica superior.

Drenagem venosa e linfática

Duodeno

As veias duodenais drenam diretamente do duodeno para as veias pancreaticoduodenais. Dali elas se fundem em dois grandes vasos, que são a veia mesentérica superior e a veia hepática comum. De maneira geral, as veias seguem as artérias nessa região, e todas drenam direta ou indiretamente para a veia porta

Os linfonodos que coletam a linfa ao redor do duodeno envolvem as artérias e drenam para os linfonodos pancreaticoduodenais, os linfonodos pilóricos, mesentéricos superiores e celíacos.

Jejuno e íleo

A veia mesentérica superior drena o sangue das arcadas venosas do intestino delgado e se funde com a veia esplênica posteriormente à cabeça do pâncreas, para formar a veia porta

O tecido linfático nas vilosidades do jejuno e do íleo é único, devido ao fato de ele conter vasos especiais conhecidos como vasos lácteos, que possuem a habilidade de absorver gordura. A gordura absorvida é conhecida como quilo, sendo drenada através da mucosa digitiforme do intestino delgado para os plexos linfáticos adjacentes que cursam no interior de suas paredes. O sistema linfático dessa região viaja entre as camadas do mesentério e drena primeiramente para os linfonodos mesentéricos, antes de continuar para os linfonodos mesentéricos superiores ou ileocólicos e finalmente atingir a cisterna do quilo.

Videoaula recomendada: Gânglios linfáticos do intestino delgado
Vasos e gânglios linfáticos do intestino delgado e estruturas vizinhas.

Inervação

Duodeno

O duodeno recebe inervação simpática e parassimpática. O nervo vago (NC X) fornece fibras parassimpáticas através dos plexos celíaco e mesentérico superior, enquanto o tronco simpático também fornece fibras para os plexos intestinais que viajam juntamente com as artérias pancreaticoduodenais.

Jejuno e íleo

Da mesma forma que o duodeno, a parte inferior do intestino delgado também é inervada por fibras parassimpáticas e simpáticas. Os nervos simpáticos chegam pelo quinto ao nono segmentos torácicos da medula espinhal, que entram no tronco simpático e formam sinapses com células pós-ganglionares nos gânglios celíaco e mesentérico superior antes de se tornar os nervos esplâncnicos maior e menor

O sistema parassimpático consiste de fibras pré-ganglionares que emergem dos troncos vagais posteriores e formam sinapse com células pós-ganglionares nos plexos mioentérico e submucoso da parede do intestino.

Destaques

Duodeno

  • Fornecimento arterial: artéria gastroduodenal (através das artérias pancreaticoduodenais superiores anterior e posterior) + artéria mesentérica superior (através das artérias pancreaticoduodenais inferiores anterior e posterior)
  • Drenagem venosa: análoga às artérias
  • Drenagem linfática: linfonodos pancreaticoduodenais, pilóricos, mesentéricos superiores e celíacos

Jejuno e íleo

  • Fornecimento arterial: artérias jejunais e ileais da artéria mesentérica superior
  • Drenagem venosa: veia mesentérica superior -> veia porta
  • Drenagem linfática: plexos linfáticos, linfonodos justaintestinais -> linfonodos mesentéricos superiores

Suprimento sanguíneo e inervação do intestino delgado - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.228.311 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter, MD, Atlas of Human Anatomy, Fifth Edition, Saunders - Elsevier, Chapter Abdomen, Subchapter 27 Viscera (Gut), Guide: Duodenum, Jejunum and Ileum, Pages 143 to 145. 

Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska 

Ilustrações:

  • Intestino delgado - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Duodeno - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Jejuno - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Íleo - vista anterior - Begoña Rodriguez
  • Artéria gastroduodenal - vista anterior - Irina Münstermann
  • Artéria pancreaticoduodenal superior anterior - vista anterior - Irina Münstermann
  • Artéria pancreáticoduodenal posterior inferior - vista anterior - Irina Münstermann
  • Artéria mesentérica superior - vista anterior - Irina Münstermann
  • Ramos duodenais das artérias pancreaticoduodenais - vista anterior - Esther Gollan
  • Veia mesentérica superior - vista anterior - Esther Gollan
  • Veia porta - vista anterior - Esther Gollan
  • Linfonodos pancreaticoduodenais superiores - vista anterior - Esther Gollan 
  • Linfonodos mesentéricos superiores - vista anterior - Esther Gollan
  • Linfonodos celíacos - vista anterior - Esther Gollan
  • Nervo vago - vista lateral direita - Paul Kim
  • Ramo intestinal do nervo vago - vista lateral esquerda - Paul Kim
  • Plexo mesentérico superior - vista anterior - Irina Münstermann
  • Gânglios celíacos - vista anterior - Irina Münstermann
  • Nervo esplâncnico maior esquerdo - vista anterior - Irina Münstermann
  • Nervo esplâncnico menor esquerdo - vista anterior - Irina Münstermann
  • Ramos celíacos do tronco vagal posterior - vista anterior - Irina Münstermann

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 2 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!