EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo reto lateral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo reto lateral

O músculo reto lateral é um dos 4 músculos retos da órbita responsáveis pelo movimento dos olhos nas direções cardinais. Esses músculos, juntamente com os oblíquos superior e inferior, formam o grupo dos músculos extraoculares.

 O reto lateral se origina em um tendão comum e corre anteriormente na parte lateral da órbita para se inserir também do lado lateral do globo ocular. Assim como os outros músculos retos, o nome reto lateral é dado a partir de sua posição dentro da órbita, relativo ao globo ocular. 

A ação primária do músculo reto lateral é a abdução do globo ocular. Ele trabalha em sinergia ou oposição com outros músculos extrínsecos do olho para produzir movimentos coordenados e direcionar o olhar. 

Fatos importantes sobre o Músculo reto lateral
Origem Anel tendíneo comum ( nulo de Zinn) 
Inserção Metade anterior do globo ocular (posterior à junção corneoescleral)
Ação Abdução do globo ocular
Inervação Nervo abducente (NV VI)
Vascularização Artéria oftálmica

Este artigo vai discutir a anatomia e as funções do músculo reto lateral do olho. 

Origem e inserção 

O músculo reto lateral é um músculo estriado plano que se alarga na sua porção anterior. Ele se origina da parte lateral do anel tendíneo comum e cruza a fissura orbital superior. Além disso, uma pequena faixa muscular se origina de uma crista na asa maior do osso esfenoide. O músculo segue então anteriormente ao longo da parede lateral da órbita para se inserir na porção lateral do globo ocular, após cruzar o tendão do músculo oblíquo inferior. O músculo se insere anterior ao equador do olho, a cerca de 7 mm do limbo da córnea. 

Relações 

O músculo reto lateral se encontra ao longo da parede lateral da órbita. Ele se origina da parte lateral do anel tendíneo comum, próximo ao local de origem dos músculos retos medial, lateral e superior. Este anel tendíneo circunda a margem do canal óptico e parte da fissura orbital superior, por isso as origens dos músculos formam um cone que circundam algumas das estruturas que entram na órbita. Essas estruturas incluem a bainha óptica contendo o nervo óptico (NC II) e a artéria oftálmica, as divisões superior e inferior do nervo oculomotor (NC III), o nervo nasociliar (ramo do NC V₁) e nervo abducente (NC VI).

Após se originar no anel tendíneo comum, o reto lateral corre lateral ao gânglio ciliar, próximo ao ápice da órbita. O músculo segue então ao longo da parede lateral da órbita até o globo ocular, passando medialmente à glândula lacrimal. Além disso, a artéria lacrimal corre ao longo da borda superior do músculo reto lateral para suprir a glândula lacrimal. 

A bainha fascial do músculo reto lateral dá origem a uma expansão triangular chamada de ligamento de contenção. Este ligamento se fixa ao tubérculo orbital do osso zigomático e serve para restringir o músculo e limitar a abdução do olho. O ligamento de contenção lateral se une com as mesmas expansões fasciais dos músculos retos medial e inferior, bem como dos músculos oblíquos superior e inferior. Juntos, eles formam o ligamento suspensor do globo ocular, que se assemelha a uma rede que sustenta o globo.  

Inervação 

O músculo reto lateral é inervado por ramos do nervo abducente (NC VI), que entram em sua superfície medial na forma de fibras eferentes somáticas gerais. 

Vascularização 

O músculo reto lateral é suprido pela artéria oftálmica que se origina da artéria carótida interna. A artéria oftálmica supre-o seja diretamente ou através de seu ramo lacrimal. 

Função 

O músculo reto lateral abduz o olho e dirige o olhar lateralmente no plano horizontal. Esta ação é assistida pelos músculos oblíquos superior e inferior, que também abduzem o olho, entre suas outras funções.

Para abduzir o olhar, o reto lateral tem que trabalhar em coordenação com o reto medial do outro olho, enquanto o reto medial do primeiro olho tem que relaxar quando o reto lateral se contrai. Estes músculos são chamados de músculos conjugados, descritos como sinergistas contralaterais funcionalmente pareados, que produzem movimentos oculares conjugados. Visite a página a seguir para aprender todos os músculos que movem os olhos!

Nota clínica

Dano ao nervo abducente (NC VI) pode levar à paresia/paralisia do músculo reto lateral. Esta condição é denominada paresia/paralisia do nervo abducente. Ela pode ocorrer por exemplo devido uma lesão expansiva, como um tumor ou um cisto, que comprime o nervo abducente ou seus núcleos. Os principais sintomas da paralisia de nervo abducente são reflexos da disfunção do reto lateral, na qual o olho não consegue se mover lateralmente. Como o nervo abducente só inerva o reto lateral, os outros músculos extraoculares não serão afetados. Por isso, o músculo que é seu antagonista funcional, o reto medial, vai puxar o olho para o seu lado, uma vez que sua ação não encontra oposição à ação do reto lateral parético. 

Músculo reto lateral - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências: 

  • Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7th ed.). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Palastanga, N., & Soames, R. (2012). Anatomy and human movement: structure and function (6th ed.). Edinburgh: Churchill Livingstone.
  • Standring, S. (2016). Gray's Anatomy (41tst ed.). Edinburgh: Elsevier Churchill Livingstone.

Ilustrações: 

  • Músculo reto lateral - vista lateral-esquerda - Yousun Koh
  • Músculo reto lateral - vista superior - Yousun Koh
  • Anel tendíneo comum - vista anterior - Paul Kim
  • Músculo reto lateral - vista anterior - Paul Kim
  • Gânglio ciliar - vista superior - Yousun Koh
  • Glândula lacrimal - vista lateral-esquerda - Yousun Koh
  • Nervo abducente - vista superior - Yousun Koh
  • Artéria oftálmica - vista superior - Paul Kim

Tradução, revisão e layout:

  • Lívia Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!