EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo semitendinoso - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo semitendinoso

O músculo semitendinoso é um músculo fusiforme do compartimento posterior da coxa. Juntamente com o semimembranoso e a cabeça longa do músculo bíceps femoral ele forma um grupo chamado de músculos do jarrete, que possuem estas três características em comum:

  • Todos se inserem entre a tuberosidade isquiática da pelve e os ossos da perna.
  • Eles cruzam as articulações do quadril e do joelho e atuam nelas.
  • Todos são inervados pela divisão tibial do nervo ciático (isquiático).

Tendo sua função relacionada primariamente à movimentação, o semitendinoso estende e roda internamente a coxa, e flexiona e roda internamente a perna. Ele possui ainda um papel postural, estabilizando a cintura pélvica.

Fatos importantes sobre o músculo semitendinoso
Origem (Impressão posteromedial da) tuberosidade isquiática
Inserção Extremidade proximal da tíbia, abaixo do côndilo medial (através da pata de ganso)
Ação Articulação do quadril: extensão da coxa, rotação interna da coxa, estabilização da pelve
Inervação Divisão tibial do nervo ciático (isquiático) (L5-S2)
Vascularização Primeiro ramo perfurante da artéria femoral profunda, artéria femoral circunflexa medial, artéria glútea inferior e artéria genicular medial inferior

Este artigo irá discutir a anatomia e a função do músculo semitendinoso.

Origem e inserção

O músculo semitendinoso se insere entre a tuberosidade isquiática da pelve e a extremidade proximal da tíbia. Este músculo possui uma característica única, tendo quase a metade (semi-) de sua massa formada por um tendão arredondado (-tendinoso).

O semitendinoso compartilha a sua origem com a cabeça longa do bíceps femoral. Ambos se originam de um tendão comum em uma impressão posteromedial na parte superior da tuberosidade isquiática.

As fibras musculares então cursam inferiormente no compartimento posterior e no meio da coxa, e em seguida dão origem a um tendão em forma de corda. O tendão semitendinoso assume um trajeto inferomedial, passando posteriormente ao côndilo medial do fêmur e lateralmente ao côndilo medial da tíbia. Conforme passa do côndilo medial ele se mistura parcialmente com os tendões dos músculos grácil e sartório e forma um tendão de inserção comum chamado de pata de ganso (pes anserinus). A pata de ganso se insere na superfície medial da extremidade proximal da tíbia.

Relações

Junto com o semimembranoso, o semitendinoso forma a borda superomedial da fossa poplítea. Ele é um tendão que pode ser palpado quando o joelho é flexionado contra uma resistência (por exemplo durante agachamentos), como um tendão mais lateral e posterior na margem superomedial. 

A origem isquiática do semitendinoso se encontra profunda ao músculo glúteo máximo. Encontrando-se no mesmo plano e localizado medial ao bíceps femoral, o ventre muscular e seu tendão cursam na coxa posteriormente ao adutor magno e ao semimembranoso.

A inserção tibial possui algumas relações interessantes;

  • Na pata de ganso, o semitendinoso se insere ao longo de uma linha vertical posteriormente ao sartório e posteroinferiormente ao grácil.
  • Os três músculos da pata de ganso são separados uns dos outros por uma bursa. Além disso, a pata de ganso como um todo é separada do ligamento colateral medial do joelho pela bolsa anserina.

Para se lembrar dos músculos que formam a pata de ganso você pode usar seguinte mnemônico:

Sara Gosta de Sopa

  • Sartório
  • Grácil
  • Semitendinoso

Inervação

O semitendinoso é inervado pela divisão tibial do nervo ciático (isquiático) (L5-S2).

Vascularização

Este músculo é vascularizado por ramos de três grandes artérias;

  • Artéria femoral - através da artéria femoral profunda e seu primeiro ramo perfurante, e artéria femoral circunflexa medial 
  • Artéria ilíaca interna - através da artéria glútea inferior 
  • Artéria poplítea - através da artéria genicular medial inferior 

Função

Inserindo-se entre o quadril e a perna, o semitendinoso produz movimentos nas articulações do quadril e do joelho, promovendo extensão da coxa, rotação interna, estabilização da pelve (articulação do quadril), flexão da perna e rotação interna (articulação do joelho).

A função do músculo depende da posição das partes do corpo e de qual de suas extremidades está fixada (origem ou inserção).

Há duas funções do semitendinoso relacionadas à articulação do quadril quando a sua inserção tibial está fixada;

  • Quando o corpo está em posição anatômica ele roda internamente a coxa
  • Se o tronco está flexionado anteriormente este músculo estende a coxa.

Caso a inserção isquiática esteja fixada o semitendinoso possui duas funções na articulação do joelho;

  • Quando o membro inferior está na posição anatômica ele flexiona a perna
  • Se o joelho está semiflexionado o semitendinoso roda internamente a perna, agindo em conjunto com os músculos do jarrete.

Além de estabilizar a pelve juntamente com todos os músculos curtos do quadril que se inserem entre a pelve e o fêmur proximal, o semitendinoso atua ainda estabilizando o joelho. Na verdade, devido à localização de seus pontos de inserção, todos os músculos do jarrete atuam como estabilizadores mediais acessórios do joelho, complementando a função do ligamento colateral medial desta articulação.

Músculo semitendinoso - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7ª Edição). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Netter, F. (2019). Atlas of Human Anatomy (7ª Edição). Philadelphia, PA: Saunders.
  • Palastanga, N., & Soames, R. (2012). Anatomy and human movement: structure and function (6ª Edição). Edinburgh: Churchill Livingstone.
  • Standring, S. (2016). Gray's Anatomy (41ª Edição). Edinburgh: Elsevier Churchill Livingstone.

Ilustrações:

  • Músculo semitendinoso - vista posterior - Liene Znotina
  • Músculo semitendinoso - vista lateral-esquerda - Liene Znotina
  • Músculo semitendinoso - vista posterior - Irina Münstermann

Tradução, Revisão, Layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!