EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Pelve - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.053.623 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Pelve

A pelve é uma estrutura óssea que pode ser encontrada nos esqueletos de homens e mulheres. A diferença entre esta estrutura óssea, se comparada a todos os outros ossos, é que ela apresenta diferenças que são classificadas pelo gênero, tanto por razões funcionais quanto de desenvolvimento geral. O restante do esqueleto humano varia somente nas dimensões, que são determinadas geneticamente e geralmente ligeiramente maiores em homens do que em mulheres. A estrutura da pelve é criada para dar às mulheres a habilidade de engravidar e dar a luz, enquanto os homens são capazes de suportar mais peso e possuem mais músculos em sua estrutura.

Ela é portanto mais pesada nos homens, e possui mais pontos de inserção musculares, um arco púbico mais estreito, um ângulo subpúbico e espaço entre as tuberosidades isquiáticas menores, o que torna o intróito pélvico menor.

Os ilíacos nas mulheres são comparativamente mais largos do que nos homens, o que torna a sua pelve maior, mais rasa. O formato do intróito pélvico e do forame obturado é oval nas mulheres e possui formato de coração ou é arredondado, nos homens.

De maneira geral, a pelve é mais larga nas mulheres, de forma que existe amplo espaço para que o feto deixe o corpo materno.

Fatos Importantes
Geral

Estrutura óssea que pode ser encontrada nos esqueletos de homens e mulheres

Mulheres: 

Pelve maior, mais larga, mais rasa, intróito pélvico oval, forame obturado oval.

Homens:

Mais pesada, mais pontos de inserção musculares, arco púbico mais estreito, ângulo subpúbico menor, espaço entre as tuberosidades isquiáticas menor, intróito pélvico menor, intróito pélvico arredondado.

Ossos

Formada por quatro ossos:

Um par de quadris (ílio+ísquio+púbis), sacro e cóccix

Articulações
 

Articulações lombossacrais

Articulação sacrococcígea

Articulação sacroilíaca

Sínfise púbica

Ligamentos

Ligamento sacrotuberoso

Ligamento sacroespinhoso

Clínica Doença de Paget

Anatomia

Neste artigo a anatomia do pericárdio será discutida em detalhes, juntamente com o distúrbio patológico conhecido como Doença de Paget.

Videoaula recomendada: Vista superior da pelve feminina
Vista superior dos ligamentos, vasos sanguíneos e órgãos da pelve feminina.

Ossos

A pelve é formada por quatro ossos, que incluem um par de quadris conhecidos como ossos inominados, o sacro, que vem com os cinco ossos sacrais inferiores, que é fundido ao cóccix, que possui quatro vértebras fundidas e uma individual terminal única.

A cintura pélvica consiste dos ossos do quadril e do sacro, e sua função é a de transmitir o peso da parte superior do corpo para os membros inferiores, enquanto permite que o corpo se mantenha balanceado. Enquanto isso o ílio, o ísquio e o púbis se fundem na puberdade para formar os ossos inominados, se unindo ainda à cartilagem encontrada no acetábulo.

Videoaula recomendada: Ossos da pelve
Generalidades sobre os diferentes ossos da pelve.

Articulações

A pelve é uma estrutura compacta que contém quatro diferentes articulações, uma das quais é pareada: 

  • As articulações lombossacrais são articulações compostas que são estabilizadas pelos ligamentos iliolombares e constituídas por duas articulações zigoapofisárias posteriores e uma articulação intervertebral através do disco intervertebral entre L4 e S1.
  • A articulação sacrococcígea é uma articulação cartilaginosa secundária que conecta o sacro ao cóccix. Ela é reforçada através dos ligamentos sacrococcígeos anterior e posteriores.
  • A articulação sacroilíaca é uma articulação sinovial atípica que contém fibrocartilagem e possui uma amplitude de movimento muito limitada. Suas superfícies articulares são entre o sacro e o íleo. Ela é estabilizada pelos ligamentos interósseos e pelos ligamentos sacroilíacos anterior e posterior.
  • Finalmente, a sínfise púbica é a articulação que une os ossos púbicos em uma articulação cartilaginosa secundária. Ela contém o disco interpúbico fibrocartilaginoso e é reforçada pelos ligamentos púbicos superior e inferior.

Ligamentos

Os dois principais ligamentos da pelve são os ligamentos sacrotuberoso e sacroespinhoso, que envolvem as incisuras isquiáticas maior e menor, formando os forames isquiáticos maior e menor. Devido a forças naturais, quanto em posição ortostática, o peso da parte superior do corpo que é direcionado através da coluna roda o sacro posteriormente. Entretanto, este movimento é impedido pelos ligamentos pélvicos.

O ligamento sacrotuberoso se estende do dorso da  borda lateral do sacro, bem como da superfície posterior do ílio até a tuberosidade isquiática, e é o maior dos dois ligamentos. O ligamento sacroespinhoso se estende entre a borda lateral do sacro e a espinha isquiática.

Forames isquiáticos

Estes forames são criados pelo posicionamento das incisuras ósseas e dos ligamentos. O forame isquiático maior é constituído pela incisura isquiática maior e pelas fibras dos ligamentos sacroespinhoso e sacrotuberoso. Ele contém:

  • músculo piriforme
  • nervo isquiático
  • nervo e a artéria glútea inferior
  • nervo, a artéria e a veia pudenda interna
  • nervo do quadrado femoral
  • nervo cutâneo posterior da coxa

O forame isquiático menor é constituído dos mesmos ligamentos do forame maior, entretanto eles entram em contato com a incisura isquiática menor. Ele contém:

  • tendão do obturador interno
  • nervo do obturador interno
  • nervo pudendo
  • artéria pudenda interna

Nota Clínica

Doença de Paget

A doença de Paget, ou osteitis deformans é um distúrbio cuja etiologia ainda é desconhecida, entretanto as teorias apontam em direção ao paramixovírus. Os ossos são estruturados anormalmente devido ao aumento da atividade dos osteoclastos e dos osteoblastos. Ela pode envolver a pelve, entre outros ossos, e pode resultar em:

  • múltiplas fraturas
  • insuficiência cardíaca de alto débito
  • perda auditiva
  • aumento do risco de osteossarcoma

Pelve - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.053.623 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter, MD, Atlas of Human Anatomy, Fifth Edition, Saunders - Elsevier, Chapter 5 Pelvis & Perineum, Subchapter 33. Bones & Ligaments, Guide Pelvis & Perineum: Bones and Ligaments, Page 168 to 170.
  • Arthur S. Schneider and Philip A. Szanto, Board Review Series Pathology, 1st Edition, Wolters Kluwer - Lippincott, Williams and Wilkins, Chapter 22, Musculoskeletal System, Page 346.

Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska

Ilustrações:

  • Pelve - vista anterior - Yousun Koh
  • Cavidade pélvica - vista anterior - Paul Kim
  • Cavidade pélvica - vista lateral-direita - Paul Kim
  • Articulação sacroilíaca - vista posterior - Yousun Koh
  • Sínfise púbica - vista anterior - Liene Znotina
  • Articulação lombossacral - vista posterior - Liene Znotina
  • Sínfise sacrococcígea - vista anterior - Liene Znotina
  • Ligamento sacrotuberal - vista posterior - Liene Znotina
  • Ligamento sacroespinhal - vista posterior - Liene Znotina
  • Forame isquiático maior - vista posterior - Liene Znotina
  • Músculo piriforme - vista posterior - Liene Znotina
  • Nervo ciático - vista posterior - Liene Znotina
  • Nervo glúteo inferior - vista posterior - Liene Znotina
  • Artéria glútea inferior - vista posterior - Liene Znotina
  • Forame isquiático menor - vista posterior - Liene Znotina
  • Músculo obturador interno - vista posterior - Liene Znotina
  • Nervo pudendo - vista posterior - Liene Znotina
  • Artéria pudenda interna - vista posterior - Begoña Rodriguez

Tradução para o português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 6 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.