EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo glúteo máximo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.086.630 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo glúteo máximo

O músculo glúteo máximo pertence à camada mais superficial da musculatura glútea dorsal, sendo uma massa espessa e quadrilateral que forma a proeminência da nádega.

O seu bordo superior é fino e cobre o músculo glúteo médio, enquanto o seu bordo inferior é proeminente e livre, deslocando-se inferolateralmente e sendo cruzado por uma dobra glútea horizontal. 

Músculos da região glútea:

Fatos sobre o músculo glúteo máximo
Origem Sacro (porção dorsal), ílio (atrás da linha glútea posterior), fáscia toracolombar e ligamento sacrotuberal
Inserção

Tuberosidade glútea do fémur (fibras caudais) e côndilo lateral da tíbia (fibras craniais)

Inervação Nervo glúteo inferior
Função Extensão e rotação externa do fémur, estabilização da articulação do quadril, abdução (fibras craniais) e adução (fibras caudais) da coxa.
Nota clínica Lesão do nervo glúteo inferior

Neste artigo, nós vamos falar da anatomia do músculo glúteo máximo, incluindo a sua origem, inserção, inervação e função. No final, iremos incluir uma nota clínica sobre este músculo.

Anatomia

O músculo glúteo máximo constitui a camada mais superficial da musculatura dorsal glútea e, assim, forma a anatomia superficial da região glútea. 

Origem e inserção

O músculo se origina do sacro (porção dorsal), ílio (atrás da linha glútea posterior), fáscia toracolombar e ligamento sacrotuberal. 

Suas fibras caudais se inserem na tuberosidade glútea do fêmur. Ao contrário, as fibras craniais se dirigem ao trato iliotibial, uma forte banda fibrosa na porção externa da coxa, se inserindo no côndilo lateral da tíbia.

Assim a prega glútea não representa a margem inferior do músculo mas sim o resultado de uma forma arqueada da fáscia. 

Músculo glúteo máximo (verde) - vista posterior

Inervação

A inervação é levada pelo nervo glúteo inferior, um ramo do plexo sacral (L4-S2).

Numerosos vasos e nervos correm abaixo do músculo glúteo máximo, incluindo o nervo ciático, o nervo pudendo e os vasos glúteos superiores.

Nervo glúteo inferior (verde) - vista posterior

Função

O músculo glúteo máximo é o mais poderoso extensor e rotador externo do quadril. Além disso, ele ajuda na estabilização da articulação do quadril. A contração das fibras craniais leva a uma abdução, enquanto a contração das fibras caudais causa uma adução. O trato iliotibial reforça a fáscia lateral da coxa e assim alivia a pressão do fêmur.

Videoaula recomendada: Músculo glúteo máximo
Origens, inserções, inervação e funções do músculo glúteo máximo.

Nota clínica

Lesões do nervo glúteo inferior (ex.: devido a traumas, hérnias ou tumores pélvicos) podem levar a deficiência funcional do músculo glúteo máximo. 

Os pacientes afetados apresentam tremendas dificuldades em subir escadas ou levantar-se de cadeiras. Na posição ortostática entretanto não são observados achados patológicos, já que usualmente as deficiências são compensadas pela musculatura isquiocrural.

Inflamações purulentas profundas ao músculo glúteo máximo frequentemente permanecem despercebidas e podem se espalhar para as estruturas adjacentes. Devido a isso e ao alto risco de lesão vascular ou nervosa uma injeção intramuscular não deve ser administrada no músculo glúteo máximo. O local de injeção deve ser preferencialmente o músculo glúteo médio.

Músculo glúteo máximo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.086.630 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • D. Drenckhahn/J. Waschke: Taschenbuch Anatomie, 1.Auflage, Urban & Fischer Verlag/Elsevier (2008), S.77-79
  • M. Schünke/E. Schulte/U. Schumacher: Prometheus – LernAtlas der Anatomie – Allgemeine Anatomie und Bewegungssystem, 2.Auflage, Thieme Verlag (2007), S.472-473
  • W. Graumann/ D.Sasse: CompactLehrbuch der gesamten Anatomie – Band 2 – Bewegungsapparat, Schattauer Verlag (2003), S.135-137
  • J. Fanghänel/F. Pera/F. Anderhuber/R. Nitsch: Waldeyer – Anatomie des Menschen, 17.Auflage, Walter de Gruyter (2003), S.1182-1184
  • W. Gehlen/H.-W. Delank: Neurologie, 12.Auflage, Thieme Verlag (2010), S.127

Autor & Layout:

  • Achudhan Karunaharamoorthy
  • Christopher A. Becker

Ilustrações:

  • Região glútea - vista posterior - Irina Münstermann
  • Músculo glúteo máximo - vista posterior - Liene Znotina
  • Nervo glúteo inferior - vista posterior - Liene Znotina

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 8 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 18 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.