Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Músculo glúteo máximo

Músculo glúteo máximo
Músculo glúteo máximo

O glúteo máximo é o músculo mais superficial da região glútea. Pertence ao grupo glúteo de músculos do quadril, juntamente com o glúteo médio, o glúteo mínimo e o tensor da fáscia lata. O glúteo máximo estende-se desde a pelve até à tuberosidade glútea do fêmur, e é inervado pelo nervo glúteo inferior (L5 a S2).

As principais funções do músculo glúteo máximo são a extensão e a rotação lateral (externa) da coxa na articulação do quadril. Além disso, sua parte superior participa na abdução da coxa, enquanto sua parte inferior participa na adução da coxa.

Informações importantes sobre o músculo glúteo máximo
Origem Superfície posterolateral do sacro e do cóccix
Superfície glútea do ílio (atrás da linha glútea posterior)
Fáscia toracolombar
Ligamento sacrotuberal
Inserção Trato iliotibial
Tuberosidade glútea do fêmur
Ação Articulação coxofemoral (articulação do quadril):
Extensão da coxa
Rotação lateral da coxa
Abdução da coxa (parte superior)
Adução da coxa (parte inferior)
Inervação Nervo glúteo inferior (L5, S1, S2)
Vascularização Artérias glúteas inferior e superior

Neste artigo, iremos abordar a anatomia e a função do músculo glúteo máximo.

Conteúdo
  1. Origem e inserção
  2. Relações anatômicas
  3. Inervação
  4. Vascularização
  5. Função
  6. Referências
+ Mostrar todo

Origem e inserção

O músculo glúteo máximo se origina de vários locais: o aspecto posterolateral do sacro e do cóccix, o ligamento sacrotuberal, a superfície glútea do ílio (atrás da linha glútea posterior), a fáscia toracolombar e a aponeurose glútea. As fibras musculares seguem um curso inferolateral, convergindo em direção ao fêmur.

Em seguida, os três quartos mais superficiais do músculo formam uma lâmina tendínea que se insere entre as duas camadas da fáscia lata, contribuindo assim para a formação do trato iliotibial. As demais fibras mais profundas do músculo se inserem na tuberosidade glútea do fêmur por meio de uma ampla aponeurose.

Ou concentre-se apenas nos três músculos glúteos para um estudo mais específico usando nosso teste personalizado! Você pode até mesmo selecionar diferentes estruturas e adicionar músculos individuais ao teste:

Relações anatômicas

O glúteo máximo é o mais superficial e o maior de todos os três músculos glúteos, sendo envolvido por uma fina fáscia que o separa do tecido subcutâneo adjacente.

A superfície profunda do músculo glúteo máximo recobre várias estruturas: o glúteo médio, os ossos pélvicos, as inserções proximais dos músculos isquiotibiais e vários rotadores laterais do quadril (os músculos piriforme, gêmeo inferior, gêmeo superior e obturador interno).

A superfície profunda do músculo glúteo máximo também se relaciona com três bursas:

  • A bursa trocantérica separa o músculo do trocânter maior do fêmur.
  • A bursa isquiofemoral, quando presente, situa-se na tuberosidade do ísquio.
  • A bursa gluteofemoral pode ser encontrada entre os tendões dos músculos glúteo máximo e vasto lateral.

Inervação

O glúteo máximo recebe sua inervação através do nervo glúteo inferior (raízes espinais L5 a S2).

Vascularização

O músculo glúteo máximo é vascularizado pelos ramos musculares das artérias glútea inferior e glútea superior, que são ramos da artéria ilíaca interna.

Função

O músculo glúteo máximo efetua quatro ações sobre a coxa na articulação do quadril: extensão, rotação lateral, abdução e adução.

Quando as estruturas de onde o músculo se origina estão fixas, o glúteo máximo atua como o principal extensor da articulação do quadril, tracionando a diáfise do fêmur posteriormente. A rotação lateral da coxa acontece simultaneamente à sua extensão, auxiliando na elevação do arco longitudinal medial do pé.

Por outro lado, quando a inserção do músculo está fixa, o glúteo máximo traciona a pelve posteriormente. Esta ação geralmente acontece em sinergia com a ação dos músculos isquiotibiais, ajudando a trazer o tronco de uma posição em flexão para uma posição vertical. Além disso, esses músculos auxiliam na manutenção da postura ereta, equilibrando a pelve sobre a cabeça do fêmur bilateralmente.

A parte superior do músculo participa da abdução da coxa, enquanto a parte inferior participa de sua adução. Além disso, a parte inferior também tensiona a fáscia lata e estabiliza o fêmur.

Ao contrário dos outros músculos glúteos, o glúteo máximo não está ativo na posição de ortostatismo (em pé); em vez disso, ele se ativa de forma intermitente quando o indivíduo caminha ou escala. Quando sentado, a contração estática do glúteo máximo é importante para aliviar a pressão do peso do tronco sobre as tuberosidades isquiáticas.

Para aumentar o seu conhecimento sobre os músculos do quadril e da coxa, confira nossos outros artigos, videoaulas, testes e ilustrações.

Músculo glúteo máximo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!