EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Nervo trigêmeo (V) - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.234.952 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Nervo trigêmeo (V)

O nervo trigêmeo (trigémeo) é o quinto nervo craniano e possui três divisões bem definidas: o ramo oftálmico, o ramo maxilar e o ramo mandibular. Suas fibras contém vários tipos de tecido nervoso (ex.: sensitivas ou motoras) cursando através de cada ramo. Os ramos do nervo trigêmeo (trigémeo) inervam uma grande área, incluindo toda a fronte, a face, as regiões laterais da cabeça e a porção mais superior do pescoço.

Fatos importantes sobre of nervo trigêmio
Núcleos Núcleo mesencefálico (propriceção), Núcleo principal (sensação tátil), Núcleo espinhal (sensação de dor e temperatura)
Ramos Oftálmico, Maxilar, Mandibular
Inervação

Motora: Músculos da mastigação, Tensor do tímpano, Tensor do véu do paladar, Milo-hioideu, Ventre anterior do digástrico 

Sensitiva: Face, boca, articulação temporomandibular

Componentes funcionais Aferente somática geral (todos os ramos); Eferente visceral especial (ramo mandibular)

Núcleos

Os núcleos do nervo trigêmeo estão localizados no tronco encefálico e na parte superior da medula espinhal.

Videoaula recomendada: Nervos cranianos
Generalidades sobre os 12 nervos cranianos.
  • O núcleo mesencefálico do nervo trigêmeo (trigémeo) é encontrado na região lateral da substância cinzenta periaquedutal, no mesencéfalo. Ele contém os primeiros neurônios responsáveis pela propriocepção da mandíbula e dos músculos intrínsecos do olho, articulações temporomandibulares, dentes e maxila.
  • O núcleo principal do nervo trigêmeo (trigémeo) está localizado no tegmento pontino dorsolateral. Sua principal tarefa é a sensação táctil.
  • O núcleo espinhal do nervo trigêmeo (trigémeo) é um longo núcleo sensitivo, estendendo-se desde a ponte até os três segmentos mais superiores do corno dorsal da medula espinhal. Está relacionado primariamente com a percepção da dor e da temperatura.

Ramos

Ramo oftálmico

O primeiro ramo do nervo trigêmeo (trigémeo) é responsável pela inervação da fronte, do nariz e das regiões oftálmicas da face. Ele deixa o crânio através da fissura orbitária superior na parte óssea da órbita. Tanto o ramo oftálmico quanto o ramo maxilar do nervo trigêmeo (trigémeo) inervam a cartilagem nasal com ramos terminais.

Nervo oftálmico - vista lateral esquerda

Ramo maxilar

O segundo ramo fornece receptores nervosos para a face abaixo dos olhos e para a região maxilar. Uma importante ramificação do nervo maxilar é o nervo alveolar superior, que inerva os dentes da arcada superior no interior da cavidade oral.

Nervo maxilar - vista lateral esquerda

Ramo mandibular

O terceiro ramo do nervo trigêmeo (trigémeo) é responsável pela sensibilidade da porção mais inferior da face, a região da mandíbula e o assoalho da cavidade oral. Além disso, ele fornece ramos motores para todos os músculos mandibulares, incluindo os músculos envolvidos na mastigação. Um importante ramo que inerva a língua é o nervo lingual.

Nervo mandibular - vista lateral esquerda

Nota clínica

A neuralgia do trigêmeo (trigémeo) é uma das apresentações patológicas que envolvem o nervo trigêmeo. Ela é descrita como uma dor severa na face, com início súbito e errático. A dor é crônica e progressiva (gradualmente se tornando pior). Existem três tipos diferentes de neuralgia do trigêmeo: típica (ou idiopática), atípica e sintomática. A variante típica é a mais comum, não sendo possível identificar uma causa. A neuralgia sintomática do trigêmeo ocorre secundária a outras condições, ex.: esclerose múltipla, tumores, pós-infecciosa ou pós-traumática. Opções terapêuticas incluem anticonvulsivantes e cirurgia, entretanto na maioria dos casos não há cura.

Nervo trigêmeo (V) - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.234.952 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências

Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska

Ilustrações:

  • 1.ª galeria: Nervo trigêmeo - Paul Kim
  • 1.ª galeria: Nervo trigêmeo - Paul Kim
  • 1.ª galeria: Nervo trigêmeo - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Núcleo mesencefálico do nervo trigêmeo - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Núcleo principal (sensitivo) do nervo trigêmeo - Paul Kim
  • 2.ª galeria: Núcleo espinhal do nervo trigêmeo - Paul Kim
  • Nervo oftálmico - vista lateral esquerda - Paul Kim
  • Nervo maxilar - vista lateral esquerda - Paul Kim
  • Nervo mandibular - vista lateral esquerda - Paul Kim

Tradução para português e layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Rafael Vieira
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 5 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!