EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo digástrico - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo digástrico

O músculo digástrico é um pequeno músculo pareado, localizado no compartimento anterior do pescoço. Ele pertence a um grupo de músculos chamado de músculos supra-hióideos. Além do digástrico, este grupo também contém os músculos milo-hióideo, gênio-hióideo e estilo-hióideo. Como o nome supra-hióideos sugere, estes músculos são encontrados superiormente ao osso hioide, e junto com os tecidos adjacentes eles formam o assoalho da boca.

Outra dica sobre o músculo digástrico é encontrada em seu próprio nome. Ele é derivado da palavra grega “dis”, que significa duplo e da palavra em latim “gaster”, que significa ventre, o que descreve perfeitamente a composição deste músculo, que possui dois ventres musculares.
 

Fatos importantes sobre o músculo digástrico
Origem Ventre anterior: fossa digástrica da mandíbula
Ventre posterior: incisura mastóidea do osso temporal
Inserção Corpo do osso hioide (através do tendão intermediário e sua alça fibrosa)
Ação Depressão da mandíbula
Elevação do osso hioide durante a mastigação e a deglutição
Inervação Ventre anterior: nervo milo-hióideo (ou nervo alveolar inferior) (NC V3)
Ventre posterior: ramo digástrico do nervo facial (NC VII)
Vascularização Ventre anterior: artéria facial
Ventre posterior: artéria occipital

Este artigo irá descrever a anatomia do músculo digástrico.

Origem e inserção

Ventre anterior do músculo digástrico (Venter anterior musculi digastrici)

O músculo digástrico é constituído em duas partes; ventres anterior e posterior, unidos por um tendão intermediário. Cada um dos ventres musculares do músculo digástrico possui um ponto de origem único.

  • O ventre posterior se origina na superfície medial da incisura mastóidea do osso temporal. Ele então cursa anteroinferiormente em direção ao osso hioide, perfurando o músculo estilo-hióideo antes de se inserir no tendão intermediário do músculo digástrico.
  • O ventre anterior do músculo digástrico se origina a partir da fossa digástrica da borda inferior da mandíbula, próximo à linha média junto à sínfise mandibular (sínfise mentoniana). Esta parte do músculo se estende posteroinferiormente a partir da mandíbula, se unindo ao tendão intermediário.

Acima do osso hioide, estes dois ventres musculares se unem no tendão intermediário. O tendão intermediário do músculo digástrico é envolvido por uma alça de tecido fibroso com formato da letra “U”, formada pelo espessamento da camada de revestimento da fáscia cervical profunda. Esta alça fica ancorada ao lado superior do osso hioide. Ela age como uma roldana, permitindo que o tendão intermediário deslize anteriormente e posteriormente.

Relações

Conforme o ventre posterior do digástrico desce em direção ao osso hioide, ele cursa logo posteriormente ao músculo estilo-hióideo. Em seguida ele passa através deste mesmo músculo. Também intimamente relacionada ao ventre posterior está o tronco neurovascular do pescoço, constituído pela veia jugular interna, artérias carótidas interna e externa e nervos vago, glossofaríngeo e hipoglosso. Estas estruturas passam profundamente ao ventre posterior do músculo digástrico.

O músculo digástrico divide o triângulo anterior do pescoço em três divisões menores: o triângulo carotídeo, o triângulo submentual e o triângulo submandibular.

  • Triângulo carotídeo: O ventre posterior do músculo digástrico forma a margem superior do triângulo carotídeo. Este triângulo pareado contém algumas estruturas muito importantes, como a artéria carótida comum, a artéria carótida interna e a artéria carótida externa.
  • Triângulo submentual: Este triângulo único é limitado lateralmente pelos ventres anteriores dos músculos digástricos de cada lado, e inferiormente pelo corpo do osso hioide. Este triângulo contém linfonodos submentuais, veias submentuais e veias jugulares.
  • Triângulo submandibular. Este triângulo pareado também é conhecido como triângulo digástrico, já que as suas margens são formadas pelos ventres anteriores e posteriores do músculo digástrico, juntamente com a borda inferior da mandíbula. Este triângulo contém estruturas como a glândula submandibular e os linfonodos submandibulares.

Inervação

Uma característica singular do músculo digástrico é que seus ventres possuem origens embriológicas diferentes, e portanto diferentes inervações.

O ventre anterior é derivado do primeiro arco faríngeo, e portanto inervado pelo nervo para o músculo milo-hióideo, um ramo do nervo alveolar inferior, que surge do nervo mandibular. O ventre posterior do músculo digástrico é derivado do mesoderma do segundo arco faríngeo, e é portanto inervado pelo ramo digástrico do nervo facial (nervo craniano VII).

Vascularização

O ventre anterior do músculo digástrico é vascularizado principalmente pela artéria submentual da artéria facial, enquanto o ventre posterior recebe seu suprimento sanguíneo arterial das artérias auricular e occipital.

Funções

O músculo digástrico possui duas funções principais:

  • Depressão da mandíbula quando o osso hioide está fixado
  • Elevação do osso hioide e da laringe quando a mandíbula está fixada

Ao deprimir a mandíbula, o músculo digástrico ajuda no ato de abrir a boca, que é necessário quando agindo contra alguma resistência. Desta forma, o músculo digástrico, junto com os outros músculos supra-hióideos, ajuda na mastigação, deglutição e na fala. É por isto que os músculos supra-hióideos são algumas vezes chamados de músculos acessórios dos músculos da mastigação.

Por outro lado, quando a mandíbula está fixada, o músculo digástrico eleva o osso hioide, e com ele a laringe. O movimento superior do hioide e da laringe resulta em abaixamento ou fechamento da epiglote, bloqueando a entrada da traqueia e portanto impedindo a inalação de alimentos ou líquidos durante a deglutição.

Aprenda mais sobre o músuclo digástrico e outros músculos supra-hióideos com o nosso material de aprendizagem.

Músculo digástrico - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Standring, S. (2016). Gray's Anatomy (41ª Edição). Edinburgh: Elsevier Churchill Livingstone.
  • Moore, K. L., Dalley, A. F. & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7ª Edição). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Singh, V. (2014). Textbook of Anatomy (Regional and Clinical) Head, Neck, and Brain; Volume Iii. London: Elsevier Health Sciences APAC.

Autor e revisão:

  • Gordana Sendic
  • Nicola McLaren

Ilustrações

  • Músculo digástrico (musculus digastricus) - Paul Kim

Tradução para português e layout:

  • Rafael do Carmo
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!