EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Nervo Acessório - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Nervo Acessório

O nervo acessório (NC XI) é provavelmente um dos mais controversos dos doze nervos cranianos. Existe uma disputa significativa em toda a literatura médica sobre se o nervo deve ou não ser realmente classificado como um nervo craniano. Essa discordância envolve a observação de que as fibras nervosas que surgem do núcleo cranial são apenas brevemente associadas aquelas vindas do núcleo espinhal, antes de continuar com outros nervos cranianos. Este debate é estimulado ainda mais pelo fato da descrição galênica dos nervos cranianos é aquela que se desenvolveu dentro do cérebro, e não necessariamente aqueles que passam pela calota craniana.

A maioria dos textos ainda se refere ao nervo acessório como tendo dois componentes. As fibras que surgem do componente intracraniano são conhecidas como nervo acessório cranial, enquanto as fibras que surgem do núcleo espinhal são chamadas de nervo acessório espinhal.

Embora reconhecendo a disputa em curso, este artigo irá discutir a estrutura do nervo acessório como foi classicamente descrito (isto é, dois componentes). Conceitos sobre a neuroanatomia, com o curso, função e exame do nervo serão abordados. Outros pontos referentes às lesões do nervo acessório também serão incluídos aqui.

Fatos Importantes
Divisões (partes) Divisão cranial e divisão espinhal
Núcleos Núcleo acessório espinhal, núcleo craniano do nervo acessório (núcleo ambíguo)
Tipo Motor
Origem no tronco encefálico Parte posterior da oliva abaixo das raízes do nervo vago
Forames Associados Forame Jugular (parte vascular)
Inervação Músculo trapézio, músculo esternocleidomastóideo, constritores faríngeos, laringe, músculos do palato mole (motor)
Clínica Lesões extracranianas, lesões no forame jugular, lesões do núcleo, lesões acima do núcleo

Anatomia

O nervo acessório é o décimo primeiro dos doze nervos cranianos. Suas fibras consistem de fibras motoras eferentes e fibras proprioceptivas aferentes. A palavra aferente significa em direção ao centro, como de uma área periférica de um membro em direção ao sistema nervoso central. A palavra eferente é o oposto de aferente, significando para longe do centro e em direção à periferia, ou seja, quando o estímulo é carregado do cérebro em direção a uma área periférica.

Nós temos vários materiais de estudo sobre o nervo acessório, que englobam informações sobre o seu percurso, seus ramos e núcleos. Não deixe de dar uma conferida:

Trajeto

O trajeto das fibras motoras eferentes do nervo acessório é o seguinte (do início no cérebro às suas terminações, na periferia):

  1. As fibras motoras eferentes emergem do núcleo ambíguo, que está localizado no tubérculo grácil, no tronco encefálico.
  2. As fibras também continuam a emergir ao longo do fascículo grácil.
  3. As fibras do núcleo ambíguo cursam na raiz cranial do nervo acessório, enquanto as fibras do fascículo grácil cursam na raiz espinhal do nervo acessório.
  4. Juntos estes dois ramos deixam o crânio em sua base, através do forame magno.
  5. Após deixar o crânio, os feixes nervosos se fundem momentaneamente, formando o nervo acessório, sem misturar as suas fibras.
  6. Eles então se separam e as fibras do núcleo ambíguo formam sinapse no gânglio jugular superior do nervo vago (nervo craniano X). Daí em diante as fibras do nervo acessório cursam dentro do vago e terminam no nervo laríngeo recorrente, que inerva os músculos da laringe, exceto o músculo cricotireóideo.
  7. Enquanto isso as fibras do fascículo grácil continuam como o ramo principal do nervo acessório, e inervam o músculo esternocleidomastóideo e o músculo trapézio.
  8. Além de emergir do fascículo grácil e se fundir à raiz espinhal do nervo acessório, as fibras cursam ainda diretamente do fascículo grácil para os nervos espinhais cervicais C1-C4, e se fundem ao ramo principal do nervo acessório conforme ele desce do forame magno em direção à musculatura que ele inerva.

Os nervos cranianos são um dos assuntos anatômicos mais confusos de se compreender. Supere os obstáculos e aprenda tudo sobre eles passo-a-passo utilizando nossa apostila de exercícios sobre os nervos cranianos.

O trajeto para as fibras proprioceptivas aferentes do nervo acessório é o seguinte (do seu início na periferia até o final, no cérebro):

  1. Fibras proprioceptivas emergem das fibras musculares dos músculos trapézio e esternocleidomastóideo.
  2. As fibras dos músculos esternocleidomastóideo e trapézio cursam para os nervos espinhais cervicais C3 e C4, respectivamente.
  3. As fibras formam sinapse no gânglio espinhal, localizado entre as vértebras cervicais, antes de finalmente formar sinapse na medula espinhal no fascículo grácil e entrar no trato espinhal.

Agora vamos praticar? Verifique nossos testes sobre o nervo acessório abaixo:

Nervo Acessório - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!