Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Fígado

O fígado é um órgão grande e essencial, encontrado no quadrante superior direito do abdome. Ele é um órgão acessório multifuncional do trato gastrointestinal, e realiza as funções de desintoxicação, síntese de proteínas, produção bioquímica e armazenamento de nutrientes, dentre outras. O fígado é considerado a maior glândula no corpo humano, pesando aproximadamente 1,5 kg, e é completamente recoberto por peritônio visceral, exceto por sua área nua, local onde o órgão está em contato com o diafragma.

Informações importantes sobre o fígado
Função Desintoxicação, síntese de proteínas, produção da bile, armazenamento de nutrientes, metabolismo da bilirrubina
Anatomia Lobos: direito, esquerdo, caudado, quadrado
Superfícies:
diafragmática, visceral
Ligamentos:
coronário, triangular esquerdo, falciforme, redondo e venoso
Fissuras e recessos:
porta hepatis (fissura central), recesso subfrênico, recesso hepatorrenal
Drenagem linfática Sistema superficial: vasos linfáticos do tecido conjuntivo subseroso
Sistema profundo:
vasos linfáticos dentro do parênquima hepático
Vascularização Funcional: veia porta
Nutritiva:
artéria hepática
Drenagem:
veia hepática -> veia cava inferior -> átrio direito
Inervação Plexo hepático, plexo celíaco
Notas clínicas Insuficiência hepática, cirrose, hipertensão portal, colestase, carcinoma hepatocelular
Conteúdo
  1. Lobos
  2. Superfícies
  3. Ligamentos
  4. Porta hepática e recessos do fígado
  5. Drenagem linfática
  6. Vascularização
  7. Inervação
  8. Função
  9. Notas Clínicas
  10. Referências
+ Mostrar todo

Lobos

Existem quatro lobos anatômicos no fígado, que são subdivididos em segmentos menores, de acordo com seu suprimento sanguíneo. O lobo direito é o maior dos quatro, sendo o lobo esquerdo menor e achatado.

O lobo caudado se encontra entre a fissura do ligamento venoso e a veia cava inferior, enquanto o lobo quadrado está localizado entre a vesícula biliar e a fissura do ligamento redondo do fígado. A parte esquerda do fígado, que é conhecida como fígado funcional, contém todos os lobos, exceto o lobo direito.

Superfícies

As duas principais superfícies do fígado são a superfície diafragmática e a superfície visceral. A última é recoberta por peritônio, exceto na região da passagem da tríade portal (artéria hepática, ducto colédoco e veia porta) e no leito da vesícula biliar. Ela está diretamente relacionada a várias estruturas anatômicas, que incluem:

A superfície diafragmática também é recoberta por peritônio, exceto na área nua.

Fígado e outras vísceras abdominais em um cadáver (vista posterior).

Avalie seus conhecimentos sobre as superfícies do fígado:

Ligamentos

Existem cinco ligamentos que se relacionam diretamente com o fígado:

  • Ligamento coronário -  formado por dobras do peritônio a partir da superfície inferior do diafragma, conectando esta estrutura ao fígado. Ele possui uma camada anterior e uma posterior.
  • Ligamento triangular esquerdo – é uma mistura do ligamento falciforme e do omento menor.
  • Ligamento falciforme – não é de origem embriológica, mas uma dobra peritoneal a partir da parede abdominal superior, desde o umbigo até o fígado. Apresenta o ligamento redondo do fígado em sua borda livre.
  • Ligamento redondo do fígado – É um remanescente fibroso da veia umbilical que ainda se estende da porção interna do umbigo até o fígado.
  • Ligamento venoso – também é um remanescente embrionário, nesse caso, do ducto venoso da circulação fetal. Quando o bebê está no útero, o ducto venoso leva o sangue da veia umbilical até a veia cava.

Porta hepática e recessos do fígado

A porta hepática é a fissura intraperitoneal central do fígado, que separa os lobos caudado e quadrado. Ela funciona como entrada e saída de vários vasos e outras estruturas importantes, incluindo a veia porta, a artéria hepática, o plexo nervoso hepático, os ductos hepáticos e os vasos linfáticos.

O recesso subfrênico, que é dividido pelo ligamento falciforme do fígado, é o plano que separa ofígado do diafragma.

O recesso hepatorrenal encontra-se na região inferior direita do fígado e o separa do rim, anteroinferiormente, e da glândula suprarrenal, posteroinferiormente.

Está difícil estudar anatomia? Descubra os erros mais comum que dificultam o seu aprendizado

Drenagem linfática

A drenagem linfática é realizada principalmente por linfonodos hepáticos, que podem ser encontrados ao redor da porta hepática. Dali eles continuam para os linfonodos celíacos, e eventualmente drenam para a cisterna do quilo.

Vasos linfáticos e linfonodos do fígado e do estômago

Vascularização

O fígado é um órgão especial, no sentido de que ele recebe mais sangue venoso do que arterial, devido ao fato de auxiliar na eliminação de substâncias tóxicas do sangue. A maior parte do suprimento sanguíneo é levado ao órgão pela veia porta, enquanto o restante é levado pela artéria hepática.

As veias hepáticas são responsáveis pela drenagem venosa do fígado, sendo formadas pela união das veias centrais do fígado, e drenam diretamente para a veia cava inferior, logo antes de sua passagem pelo diafragma.

Inervação

O suprimento nervoso do fígado vem do plexo hepático, que segue ao longo da artéria hepática e da veia porta. O fígado recebe ainda fibras simpáticas do plexo celíaco e fibras parassimpáticas dos troncos vagais anterior e posterior.

Plexo hepático (vista anterior)

Que tal testar seus conhecimentos?

Você sabia que aqui no Kenhub é possível personalizar os seus testes? É isso mesmo, você escolhe os seus temas de interesse e monta o seu próprio teste. Veja um exemplo abaixo:

Função

O fígado é um órgão essencial à vida, responsável por várias funções que ajudam no metabolismo, na imunidade, na digestão, na desintoxicação e no armazenamento de vitaminas. Ele é responsável pela produção de bile, que ajuda na digestão e absorção de lipídeos, enquanto também armazena e metaboliza vitaminas lipossolúveis. Esse órgão é crucial no metabolismo e na desintoxicação de várias substâncias químicas, como medicamentos. Ele é responsável pelo metabolismo da bilirrubina, que resulta da quebra do grupo heme das hemácias. O fígado também participa no metabolismo dos hormônios tireoidianos. Finalmente, ele é o local de síntese de proteínas plasmáticas fundamentais, como a albumina e os fatores de coagulação. 

Fígado - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!