EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Flexores superficiais do antebraço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.055.086 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Flexores superficiais do antebraço

Os flexores superficiais do antebraço são um grupo de cinco músculos encontrados no antebraço, que se originam num tendão flexor comum localizado no epicôndilo medial do úmero.

Músculos flexores superficiais do antebraço:

  • Músculo pronador redondo
  • Músculo flexor radial do carpo
  • Músculo flexor ulnar do carpo
  • Músculo palmar longo
  • Músculo flexor superficial dos dedos

Neste artigo, nós vamos falar da anatomia dos músculos flexores superficiais do antebraço, incluindo as suas origens, inserções, inervações e funções. No final, iremos incluir uma nota clínica sobre estes músculos.

Fatos sobre os flexores superficiais do antebraço

Músculo pronador redondo

Origem: epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral) e processo coronoide da ulna (cabeça ulnar)

Inserção: face lateral do rádio

Inervação: nervo mediano (C6-C7)

Função: roda o rádio medialmente (pronação)

Músculo flexor radial do carpo

Origem: tendão flexor comum no úmero

Inserção: bases do segundo e terceiro metacarpos

Inervação: nervo mediano (C6-C7)

Função: move a mão na direção do rádio (abdução radial)

Músculo flexor ulnar do carpo

Origem: epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral) e do olécrano da ulna (cabeça ulnar)

Inserção: osso pisiforme (osso sesamoide), no hâmulo do hamato e na base do quinto metacarpo

Inervação: nervo ulnar (C7-T1)

Função: move a mão na direção da ulna (abdução ulnar)

Músculo palmar longo

Origem: tendão flexor comum

Inserção: retináculo dos flexores e aponeurose palmar

Inervação: nervo mediano (C7-T1)

Função: suportar a aponeurose palmar

Músculo flexor superficial dos dedos

Origem: epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral), processo coronoide da ulna (cabeça ulnar) e tuberosidade radial (cabeça radial)

Inserção: de cada lado das falanges média do segundo ao quinto dedos

Inervação: nervo mediano (C7-T1)

Função: flexão das articulações metacarpofalângicas e interfalângicas proximais do segundo ao quinto dedos

Anatomia e inervação

Os flexores superficiais do antebraço são um grupo de cinco músculos encontrados no antebraço anterior. Eles formam a superfície do lado ulnar do antebraço, onde podem ser facilmente palpados. Seus longos tendões podem ser seguidos muito bem até a articulação do punho, especialmente durante a flexão. Todos os cinco músculos surgem de um tendão flexor comum, localizado no epicôndilo medial do úmero; alguns deles possuem pontos de inserção adicionais no rádio e na ulna.

Os seguintes músculos são conhecidos como flexores superficiais.

Músculo pronador redondo

O músculo pronador redondo se origina do epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral) e processo coronoide da ulna (cabeça ulnar). Dali ele cursa sob o braquiorradial e se insere na face lateral do rádio. Esse músculo é o mais lateral de todos os flexores superficiais. (Inervação: nervo mediano (C6-C7)).

Músculo pronador redondo (verde) - vista anterior

Músculo flexor radial do carpo

O músculo flexor radial do carpo cursa do tendão flexor comum no úmero até as bases do segundo e terceiro metacarpos. (Inervação: nervo mediano (C6-C7)).

Músculo flexor ulnar do carpo

O músculo flexor ulnar do carpo surge do epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral) e do olécrano da ulna (cabeça ulnar). O músculo possui três pontos de inserção: primeiro, seu tendão se insere no osso pisiforme, onde o osso pisiforme funciona como um osso sesamoide; dali ele se direciona aos outros dois pontos de inserção, no hâmulo do hamato e na base do quinto metacarpo. Esse músculo é o mais medial de todos os flexores superficiais e é o principal responsável pelo contorno do lado ulnar do antebraço. (Inervação: nervo ulnar (C7-T1)).

Músculo palmar longo

O músculo palmar longo é um músculo muito fino que se origina do tendão flexor comum e se insere no retináculo dos flexores e aponeurose palmar. Esse músculo é variável e pode ser, em alguns casos, ausente em um ou ambos os braços ou apresentar um curso alternativo. (Inervação: nervo mediano (C7-T1)).

Músculo flexor superficial dos dedos

O músculo flexor superficial dos dedos possui um grande ponto de origem, ligado ao epicôndilo medial do úmero (cabeça umeral), ao processo coronoide da ulna (cabeça ulnar) e distalmente à tuberosidade radial (cabeça radial). Seus quatro tendões de inserção se dividem em dois tendões finais menores, cada um deles se inserindo em cada lado das falanges média do segundo ao quinto dedos. Esse é o mais profundo dos músculos flexores superficiais. (Inervação: nervo mediano (C7-T1)).

Inervação dos flexores superficiais

Nervo mediano (verde) - vista anterior

Todos os flexores superficiais do antebraço são supridos pelo nervo mediano, exceto o flexor ulnar do carpo. No cotovelo esse nervo corre sob a aponeurose bicipital e entre as duas cabeças do pronador redondo. Dali ele cursa sob o flexor superficial dos dedos entre os flexores superficial e profundo e através do túnel do carpo até a articulação do punho, e finalmente se ramifica em ramos sensitivos e motores na palma da mão. O túnel do carpo é uma passagem formada pelos ossos do carpo e uma densificação da fáscia do antebraço (retináculo dos flexores). Além do nervo mediano, o túnel do carpo contém ainda os tendões dos flexores superficiais dos dedos, dos flexores profundos dos dedos e do flexor longo do polegar.

Função

Os flexores superficiais auxiliam em diversos movimentos das articulações do antebraço e da mão. Como o nome indica, (quase) todos realizam flexões da articulação da mão (exceto o pronador redondo). Outra coisa que esses músculos possuem em comum é que eles são fracos flexores da articulação do cotovelo.

  • Além disso, o pronador redondo roda o rádio medialmente (pronação).

  • A contração do flexor radial do carpo move a mão na direção do rádio (abdução radial), enquanto o flexor ulnar do carpo move a mão na direção da ulna (abdução ulnar).

  • A principal função do palmar longo é a de suportar a aponeurose palmar.

  • O flexor superficial dos dedos realiza uma flexão das articulações metacarpofalângicas e interfalângicas proximais do segundo ao quinto dedos.

Videoaula recomendada: Músculos do compartimento anterior do antebraço
Origens, inserções, inervação, funções e importância clínica dos músculos do compartimento anterior do antebraço.

Nota clínica

Um estresse inapropriado crônico dos flexores superficiais frequentemente leva a inflamação e aumento de tecido conectivo no tendão flexor comum no epicôndilo medial do úmero (epicondilite medial).

Jogadores de golfe são particularmente afetados por essa condição, já que eles permanentemente devem flexionar seu punho para o swing. Por tal razão, a condição é chamada também de cotovelo de golfista.

Sintomas clássicos são dor, que aumenta durante movimentos da mão e dificuldade para realizar tarefas do dia a dia (ex.: segurar a maçaneta da porta, aperto de mãos). Notavelmente jogadores de basquete adolescentes frequentemente também sofrem de epicondilite medial (“cotovelo da liga menor”). A razão é que os ossos de crianças possuem centros de ossificação, uma vez que elas ainda estão crescendo. Quando estes sofrem estresse inapropriado massivo, a pressão é levada adiante para a aponeurose, causando inflamação (apofisite), ou mesmo deformação.

Flexores superficiais do antebraço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.055.086 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências

  • M. Schünke/E. Schulte/U. Schumacher: Prometheus – LernAtlas der Anatomie – Allgemeine Anatomie und Bewegungssystem, 2nd edition, Thieme Verlag (2007), p. 308-309
  • J. E. Muscolino: The muscular system manual – The skeletal muscles of the human body, 2nd edition, Elsevier Mosby (2005), p. 575-585, 589-591
  • M. S. Sater/A. S. Dharap/ M. F. Abu-Hijleh: The prevalence of absence of the palmaris longus muscle in the Bahraini population, Clinical Anatomy (November 2010), Issue 23(8), p. 956-961
  • H. Gray/ W. H .Lewis: Anatomy of the human body, 20th edition, Lea and Febiger (1918), p. 289 (http://www.bartleby.com/107/289.html)
  • J. Heisel: Neurologische Differenzialdiagnostik, Thieme Verlag (2007), p. 129-135
  • W. F. Frontera/J. K. Silver/T. D. Rizzo: Essentials of physical medicine and rehabilitation, 2nd edition, Saunders Elsevier (2008), p. 105-107

Autor:

  • Achudhan Karunaharamoorthy

Ilustrações:

  • Músculo pronador redondo - vista anterior - Yousun Koh 
  • Músculo flexor radial do carpo - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo flexor ulnar do carpo - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo palmar longo - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo flexor superficial dos dedos - vista anterior - Yousun Koh
  • Nervo mediano - vista anterior - Begoña Rodriguez

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 4 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.