EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo gêmeo superior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo gêmeo superior

O gêmeo superior é um pequeno músculo localizado profundamente na pelve posterior. Situado sob músculos maiores do quadril e da coxa, especificamente o glúteo máximo, ele pertence ao grupo dos músculos glúteos profundos.

Os outros músculos desse grupo glúteo profundo são; piriforme, obturador interno, obturador externo, gêmeo inferior e quadrado femoral. Estes músculos compartilham funções comuns de estabilização da articulação do quadril e rotação externa e abdução da coxa.

Fatos importantes sobre o músculo gêmeo superior
Origem Espinha isquiática
Inserção Superfície medial do trocânter maior do fêmur (através do tendão do obturador interno)
Ação Articulação do quadril: Rotação externa da coxa, abdução da coxa (a partir do quadril flexionado); estabilização da cabeça do fêmur no acetábulo
Inervação Nervo para o obturador interno (L5-S1)
Vascularização Artéria pudenda interna, artéria glútea inferior (e ocasionalmente artéria glútea superior)

Este artigo irá discutir a anatomia e a função do músculo gêmeo superior.

Origem e inserção

O músculo gêmeo superior se origina da superfície posterior (glútea) da espinha isquiática da pelve. Ele cursa lateralmente em direção ao fêmur, passando pelo forame isquiático menor. Os tendões de ambos os músculos gêmeos e do obturador interno se fundem anterosuperiormente à fossa trocantérica do fêmur para finalmente se inserirem na superfície medial do trocanter maior como um músculo único tríceps da coxa.

Relações

O músculo tríceps da coxa localiza-se profundamente ao glúteo máximo, preenchendo o espaço limitado superiormente pelo músculo piriforme e inferiormente pelo músculo quadrado femoral. De superior para inferior, o tríceps da coxa é formado pelo gêmeo superior, obturador interno e gêmeo inferior. Estes três músculos possuem suas próprias origens, entretanto compartilham um tendão de inserção. Em alguns casos os três músculos se inserem no fêmur de forma independente na mesma ordem superoinferior em que se estendem ao longo da região glútea da pelve.

O gêmeo superior é o menor dos dois gêmeos. Suas partes proximal e distal situam-se inferiormente e profundamente ao piriforme, respectivamente. Em alguns casos as fibras do músculo piriforme podem se misturar parcialmente com o gêmeo superior e portanto se inserir no fêmur com o tendão comum do tríceps da coxa.

O feixe neurovascular do quadril e da coxa, contendo o nervo isquiático (ciático), nervo pudendo, artéria glútea inferior, nervos cutâneo femoral posterior e glúteo inferior, passa através de uma faixa entre o piriforme e o gêmeo superior em seu caminho da pelve até o membro inferior.

Inervação

O gêmeo superior é inervado pelo plexo sacral através do nervo para o obturador interno (L5-S1/2).

Vascularização

O músculo é vascularizado por ramos da artéria ilíaca interna, artéria pudenda interna, artéria glútea inferior e ocasionalmente também pela artéria glútea superior.

Função

O gêmeo superior atua como parte do grupo muscular tríceps da coxa para produzir rotação externa (lateral) e abdução da coxa. O movimento produzido pela contração deste grupo muscular é dependente da posição da perna.

  • Rotação externa (lateral) - quando o membro inferior está na posição anatômica o tríceps da coxa atua rodando o fêmur proximal externamente. Esta função é importante já que, juntamente com o glúteo máximo, parte do glúteo médio, piriforme, obturador externo e quadrado femoral, o tríceps da coxa roda a extremidade inferior externamente durante algumas fases da marcha. 
  • Abdução - quando o quadril está flexionado a 90 graus o tríceps da coxa atua puxando o fêmur proximal medialmente. O fêmur distal se move lateralmente, de forma correspondente, e o resultado final é a abdução da coxa. Esta abdução a partir de uma posição sentada é o movimento que você realiza quando posiciona o seu membro inferior para fora do carro, por exemplo.

Além disso, inserindo-se entre a extremidade proximal do fêmur e o quadril, o gêmeo superior possui um papel na estabilização da cabeça do fêmur no acetábulo da pelve.
Aprenda mais sobre os tipos de movimentos do corpo com o nosso material de aprendizagem sobre este tema.

Músculo gêmeo superior - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Moore, K. L., Dalley, A. F., & Agur, A. M. R. (2014). Clinically Oriented Anatomy (7ª Edição). Philadelphia, PA: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Palastanga, N., & Soames, R. (2012). Anatomy and human movement: structure and function (6ª Edição). Edinburgh: Churchill Livingstone.
  • Standring, S. (2016). Gray's Anatomy (41ª Edição). Edinburgh: Elsevier Churchill Livingstone.

Ilustrações:

  • Músculo gêmeo superior - vista posterior - Liene Znotina
  • Músculo gêmeo superior - vista posterior - Irina Münstermann

Tradução, Revisão, Layout:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!