Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar
Pronto para aprender?
Selecione a sua ferramenta de estudo favorita

Músculo obturador externo

Músculo obturador externo (Musculus obturator externus)

O músculo obturador externo é um músculo plano, triangular e pareado da região glútea. Ele é encontrado no aspecto anterior do forame obturador, inserido à membrana obturatória e à margem adjacente do forame obturador.

O músculo obturador externo realiza várias ações. Ele é responsável pela rotação externa do fêmur quando o quadril está estendido, mas quando o quadril está flexionado ele realiza abdução da coxa. Em conjunto com outros músculos curtos da região da articulação do quadril, ele contribui para a estabilidade articular.

Este artigo irá discutir a anatomia e as funções deste músculo.

Informações importantes sobre o obturador externo
Origem Superfície anterior da membrana obturatória, margens ósseas do forame obturado
Inserção Fossa trocantérica do fêmur
Ação Articulação do quadril: rotação externa da coxa, abdução da coxa (com o quadril flexionado), estabilização da cabeça do fêmur no acetábulo
Inervação Nervo obturatório (L3, L4)
Vascularização Artérias obturatória e femoral circunflexa medial
Conteúdo
  1. Origem e inserção
  2. Relações
  3. Inervação
  4. Vascularização
  5. Funções
  6. Referências
+ Mostrar todo

Origem e inserção

O músculo obturador externo é um músculo triangular, o que significa que ele possui uma área de origem bem ampla, e uma pequena área de inserção em seu ápice. Sua base ampla se origina da superfície externa da membrana obturatória, especificamente da sua parte anteromedial, e dos ramos púbico e isquiático adjacentes.

As fibras musculares convergem para um tendão único, que cursa em um sulco no aspecto inferior do acetábulo. Ele então segue superolateralmente no aspecto posterior da cabeça do fêmur e se insere na fossa trocantérica do fêmur.

Relações

O músculo obturador externo fica localizado na pelve, no aspecto anterior dos ossos inominados. Ele cobre o forame obturado e localiza-se profundamente ao pectíneo e às partes superiores dos adutores da coxa. Seu tendão se encontra profundamente ao músculo quadrado femoral e o separa do colo do fêmur. Os vasos obturatórios (ramos anterior e posterior da artéria e da veia obturatórias) são encontrados profundamente ao músculo obturador externo, na superfície externa da membrana obturatória. Existem ainda nervos que cursam em íntima relação com esse músculo. O ramo anterior do nervo obturatório passa sobre a superfície anterior do obturador externo, enquanto o ramo posterior penetra no músculo, antes de ambos cursarem inferiormente para inervar os músculos da coxa.

Eventualmente, uma bursa pode estar presente entre o tendão do obturador externo e a cápsula articular do quadril, conhecida simplesmente como bursa obturadora externa. Essa bursa se comunica com a articulação do quadril para reduzir o atrito entre a cápsula articular e o tendão.

Inervação

O músculo obturador externo é inervado pelo ramo posterior do nervo obturatório (L3 e L4), originado do plexo lombar.

Vascularização

O músculo obturador externo é vascularizado pelo ramo anterior da artéria obturatória e pela artéria femoral circunflexa medial. Esses vasos sanguíneos formam um padrão variável, ou seja, o músculo pode receber sangue de ambos ou de somente um destes vasos.

Funções

O obturador externo possui duas funções primárias, que dependem da posição da coxa. Quando o quadril está estendido (o corpo na posição anatômica), a contração do obturador externo causa uma rotação externa ou lateral da coxa. Esta ação é especialmente útil durante escaladas. Acredita-se ainda que ela possua um papel na marcha, antagonizando a rotação medial causada pelos adutores anteriores da coxa.

Quando a articulação do quadril está flexionada, ou seja, a coxa está próxima ao corpo, o músculo obturador externo realiza abdução da coxa tracionando a parte superior do fêmur medialmente, o que faz com que a parte inferior se movimente para longe do corpo.

Ele contribui ainda com a estabilidade da articulação do quadril, juntamente com outros pequenos músculos adjacentes (pectíneo, piriforme, obturador interno, quadrado femoral e gêmeos superior e inferior). Apesar do suporte da articulação do quadril geralmente ser descrito como uma função secundária, alguns autores sugerem que esta função pode ser mais importante do que as funções consideradas primárias.

Se você quer aprender sobre os músculos desta região considere dar uma olhada nos recursos listados abaixo:

Músculo obturador externo - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!