Conexão perdida. Por favor atualize a página.
Conectado
EN | DE | PT | ES Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculo tensor do véu palatino - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculo tensor do véu palatino

Músculo tensor do véu palatino (Musculus tensor veli palatini)

O músculo tensor do véu palatino é um músculo delgado e triangular situado na fossa pterigóidea do crânio. Pertence ao grupo dos músculos do palato mole e faríngeos, juntamente com o levantador do véu palatino, palatoglosso, palatofaríngeo, uvular, salpingofaríngeo, estilofaríngeo e constrictores superior, médio e inferior da faringe.

O nome do músculo diz muito sobre suas inserções e sua função. A palavra tensor vem do verbo latino “tendere”, que significa “esticar”. As palavras também em latim “veli palatini” significam "véu ou cortina do palato". Essa etimologia explica a função desse músculo, que realiza a tensão da aponeurose palatina do palato mole e abre o óstio da faríngea da tuba auditiva durante a deglutição ou o bocejo.

Este artigo discutirá a anatomia e as funções do músculo tensor do véu palatino.

Notas importantes sobre o músculo tensor do véu palatino
Origem Fossa escafoide do processo pterigóideo, espinha do osso esfenoide, parte cartilaginosa da tuba auditiva
Inserção Aponeurose palatina
Função Tensiona a aponeurose palatina; abre o óstio faríngeo da tuba auditiva (durante a deglutição ou o bocejo)
Inervação Nervo para o pterigóideo medial (do nervo mandibular, NC V3)
Vascularização Artéria palatina maior (artéria maxilar), artéria palatina ascendente (artéria facial)
Conteúdo
  1. Origem e inserção
  2. Relações
  3. Inervação
  4. Vascularização
  5. Função
  6. Referências
+ Mostrar todo

Origem e inserção

O músculo tensor do véu palatino possui vários locais de origem. Sua fixação anterior se origina na fossa escafoide do processo pterigoide do osso esfenoide. A fixação posterior se origina na região medial da espinha do osso esfenoide. Entre esses dois pontos de origem, o músculo se insere também à parte membranosa anterolateral e à lâmina lateral da parte cartilaginosa da tuba auditiva. Essas fibras são algumas vezes chamadas de dilatadoras da tuba auditiva.

As fibras musculares convergem inferiormente em um tendão que segue ao redor do lado medial do hâmulo pterigóideo do osso esfenoide. O hâmulo pterigóideo atua como uma polia ou roldana para o músculo tensor do véu palatino. É importante na geração da força contrátil do músculo, bem como no redirecionamento horizontal da tração do músculo. Após a passagem pelo hâmulo pterigóideo, o tendão do tensor do véu palatino se insere na aponeurose palatina, que compõe o terço anterior do palato mole.

Relações

Juntamente com o músculo pterigóideo medial, o tensor do véu palatino está situado na fossa pterigóidea, entre as placas pterigóideas medial e lateral. Próximo ao seu ponto de origem, a superfície lateral do tensor do véu palatino relaciona-se com a parte proximal do músculo pterigóideo medial. No seu trajeto em direção ao palato mole, o tensor do véu palatino perfura o músculo bucinador, próximo ao seu ponto de inserção em uma banda tendínea chamada de rafe pterigomandibular.

O músculo tensor do véu palatino tem várias relações importantes com algumas estruturas neurovasculares da cabeça. Na fossa infratemporal, a superfície lateral do tensor do véu palatino relaciona-se com as artérias meníngea média e meníngea acessória, assim como com os nervos mandibular, auriculotemporal e da corda do tímpano. Além disso, o tensor do véu palatino separa o gânglio óptico da parte cartilaginosa da tuba auditiva.

Inervação

Como outras estruturas derivadas do primeiro arco faríngeo, o músculo tensor do véu palatino é inervado pela divisão mandibular do nervo trigêmeo (NC V), que emite o nervo para o pterigóideo medial. Dessa forma, o tensor do véu palatino é o único músculo do palato mole que não é inervado pelo plexo faríngeo, formado pelo nervo vago (NC X).

Vascularização

O músculo tensor do véu palatino recebe suprimento sanguíneo arterial do ramo palatino maior da artéria maxilar, bem como do ramo palatino ascendente da artéria facial.

Função

A contração bilateral do músculo tensor do véu palatino tensiona o terço anterior do palato mole e o abaixa. A contração unilateral do músculo traciona o palato mole para o lado. Além disso, o tensor do véu palatino abre a tuba auditiva durante a deglutição ou o bocejo e, assim, equaliza a pressão entre o ouvido médio e a nasofaringe.

Músculo tensor do véu palatino - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!