EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Baço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.053.623 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Baço

O baço é o maior órgão imunológico do corpo.

Ele se encontra no interior da cavidade peritoneal, no lado esquerdo do abdôme (abdómen), inferior ao diafragma.

Sua principal função são as respostas imunológicas e fagocitose.

Esse artigo objetiva simplificar a literatura disponível para criar uma maior compreensão e fornecer um guia geral completo com informações em relação aos limites, ligamentos, suprimento sanguíneo e inervação do baço.

Fatos importantes
Generalidades

Localizado no hipocôndrio esquerdo

Possui cerca de 12 cm de extensão

Pesa 150 gramas

Limites

Anterior: estômago

Posterior: diafragma

Medial: rim esquerdo

Inferior: flexura esplênica do cólon

Ligamentos

Ligamento gastroesplênico

Ligamento esplenorrenal

Ligamento frenicocólico

Vasos sanguíneos

Artéria esplênica

Veia esplênica

Nervos Fibras do gânglio celíaco
Vasos linfáticos Linfonodos esplênicos

Anatomia do Baço

Localização e Características

O baço possui cerca de 12 cm de extensão, e pesa 150 gramas. Está localizado no hipocôndrio esquerdo, entre a nona e a décima segunda costelas, onde está cercado por uma camada de tecido conjuntivo fibroelástico. Ele é quase completamente recoberto por peritônio, exceto no hilo, por onde os vasos e nervos cursam. Um baço saudável, de tamanho normal, não se estende além da caixa torácica e, portanto, não é palpável.

Videoaula recomendada: Baço
Generalidades sobre as estruturas principais do baço.

Em recém nascidos ele possui uma forma mais lobulada, o que pode persistir até a vida adulta. Cerca de 10% das pessoas possuem tecido esplênico adicional, ex.: próximo à cauda do pâncreas ou ao longo dos vasos esplênicos, o que é chamado de baço acessório.

Baço - vista ventral

Aprenda ainda mais sobre a anatomia do baço com a videoaula e o teste em baixo.

Limites

Anteriormente ao baço está o estômago, e posteriormente a convexidade do diafragma. Devido a sua proximidade com o recesso costodiafragmático ele é parcialmente coberto pela borda inferior dos pulmões. O baço encontra-se sobre a flexura esplênica do cólon (a curvatura entre o cólon transverso e o descendente). Medialmente ele encontra-se adjacente ao rim esquerdo. Uma pequena parte atinge ainda a cauda pancreática, na região próxima ao hilo.

Baço - vista ventral

Para aprofundar os seus conhecimentos sobre a anatomia das estruturas que rodeiam o baço, confira as nossas videoaulas e testes.

Inserções ligamentares

Três ligamentos que se originam das estruturas adjacentes se inserem no baço: 

  • O ligamento gastroesplênico, que se estende da curvatura maior do estômago ao hilo do baço.
  • O ligamento esplenorrenal conecta o rim esquerdo ao baço, no mesmo ponto do último ligamento. 
  • O ligamento frenicocólico, que se origina do cólon e também é conhecido como sustentáculo esplênico.

Suprimento sanguíneo e inervação

Suprimento sanguíneo

A artéria esplênica se origina do tronco celíaco e se divide em pelo menos dois ramos antes de entrar no hilo e atingir os lobos esplênicos. Esses se ramificam em artérias menores para os segmentos esplênicos (artérias esplênicas segmentares). A veia esplênica surge no hilo e drena o sangue venoso das veias esplênicas segmentares. Ela cursa atrás do corpo do pâncreas em direção à veia porta hepática.

Inervação

Fibras do gânglio celíaco inervam o órgão tanto simpaticamente quanto parassimpaticamente. Os nervos acompanham as artérias esplênicas.

Gânglios celíacos - vista ventral

Drenagem linfática

Os linfonodos esplênicos encontram-se no hilo e recebem linfa através dos vasos perivasculares e subcapsulares. Ela então é drenada para os linfonodos celíaco e pancreáticos superiores.

Linfonodos esplênicos - vista ventral

Visite os nossos recursos para melhorar os seus conhecimentos sobre a vascularização e drenagem linfática do baço.

Função

O baço é parte do sistema mononuclear fagocitário (SMF) e do sistema imunológico inato. Ele ingere as bactérias e outras substâncias lesivas. Os folículos linfoides da polpa branca possuem células B que produzem anticorpos. Além disso, células T que estão localizados ao redor das bainhas linfóides periarteriolares reconhecem antígenos apresentados por moléculas MHC.

Precursor hematopoiético no baço - lâmina histológica

Cerca de um terço da remoção fisiológica de hemácias velhas ocorre no baço (eritrofagocitose). Ele ainda possui um pequeno papel no armazenamento das hemácias e plaquetas. Durante o desenvolvimento embriológico o baço está envolvido na produção de hemácias (eritropoiese), até o oitavo mês de vida fetal.

Pâncreas e baço fetais - lâmina histológica

Por fim, responda ao teste global em baixo, criado para testar os seus conhecimentos sobre a anatomia do baço. Este teste aborda especificamente a anatomia deste órgão, incluindo as suas principais veias e artérias, a sua inervação, ligamentos e histologia!

Nota Clínica

A esplenectomia é a remoção cirúrgica do baço, seja completa ou parcial. Apesar de sua importante função no sistema imunológico, o baço é um órgão não essencial. As razões para se remover o baço incluem:

  • uma esplenomegalia acentuada
  • ruptura
  • infecção severa
  • um baço flutuante
  • certas doenças hematológicas, ex.: anemia falciforme e púrpura trombocitopênica imune.

Pacientes que se submetem a remoção do baço são mais susceptíveis a infecções, e precisam de vacinações adicionais e antibióticos profiláticos (se necessário) para o resto de suas vidas. Assim, a indicação para esplenectomia tornou-se mais estrita em comparação com o passado.

Baço - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.053.623 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • Frank H. Netter: Atlas of Human Anatomy, 5th Edition, Saunders, p.150.
  • Neil S. Norton, Frank H. Netter: Netter’s Head and Neck Anatomy for Dentistry, 2nd Edition, Elsevier Saunders, p.598.
  • G Gayer et al.: CT findings in congenital anomalies of the spleen, British Journal of Radiology (2001) 74, 767-772.
  • Jörg Rüdiger Siewert: Chirurgie, 7th edition, Springer Verlag (2000), p. 758-764.
  • Friedrich Anderhuber, Franz Pera, Johannes Streicher: Waldeyer Anatomie des Menschen, De Gruyter (2012), 19th edition, p.557-561.

 Autor:

  • Dr. Alexandra Sieroslawska

 Ilustrações:

  • Baço - vista ventral - Esther Gollan
  • Baço - vista ventral - Irina Münstermann
  • Extremidade anterior do baço - vista lateral-direita - Irina Münstermann
  • Superfície diafragmática do baço - vista lateral-esquerda - Irina Münstermann
  • Baço - Begoña Rodriguez
  • Ligamento gastroesplênico -  vista lateral-direita - Irina Münstermann
  • Ligamento esplenorrenal - vista medial - Irina Münstermann
  • Artéria esplênica - vista ventral - Irina Münstermann
  • Veia esplênica - vista ventral - Begoña Rodriguez
  • Gânglios celíacos - vista ventral - Irina Münstermann
  • Linfonodos esplênicos - vista ventral - Esther Gollan
  • Precursor hematopoiético no baço - lâmina histológica - Smart in Media
  • Pâncreas e baço fetais - lâmina histológica - Smart in Media

 Tradução para o português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.