EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Músculos abdominais anteriores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.551 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Músculos abdominais anteriores

Os músculos abdominais anteriores fazem parte da musculatura da parede abdominal. Eles tensionam a parede abdominal anterior junto com os músculos abdominais laterais.

Existem dois músculos na parede abdominal anterior, como segue:

  • reto abdominal
  • piramidal

Dos dois músculos mencionados, o músculo reto abdominal é o único ativo em humanos, ajudando a tensionar a parede abdominal e movimentando o tronco, enquanto o músculo piramidal é rudimentar.

Fatos sobre o músculo reto abdominal
Origem Púbis
Inserção 5ª a 7ª cartilagens costais e apófise xifóide
Inervação Nervos intercostais
Função Flexão do tronco, estabilização da coluna vertebral, compressão da parede abdominal, aumento da pressão intra-abdominal e respiração
Nota clínica Hiperlordose, hérnias

Este artigo descreverá os dois músculos da parede abdominal anterior, juntamente com sua inervação e funções no sistema muscular do corpo humano.

Anatomia e inervação

Os músculos abdominais anteriores consistem dos seguintes:

Músculo reto abdominal

O músculo reto abdominal se origina do púbis (entre o tubérculo púbico e a sínfise) e se insere na quinta a sétima cartilagem costal e no processo (apófise) xifóide do esterno. Assim, ele passa dentro da bainha do reto, um envelope tendíneo muscular constituído da aponeurose (aponevrose) dos músculos abdominais laterais. O músculo reto abdominal possui 3 a 4 inserções tendíneas horizontais que são aderidas à camada anterior da bainha do reto, conferindo sua aparência de múltiplos ventres (“barriga de tábua”). Esses são traços da organização segmentar durante a embriogênese (metamerismo). A inervação é levada pelos nervos intercostais inferiores.

Músculo reto abdominal (verde) - vista anterior

Músculo piramidal

O músculo piramidal corre diagonalmente do púbis (ventral à inserção do músculo reto abdominal) dentro da bainha do reto até a linha alba. É inervado pelo nervo subcostal (décimo segundo nervo intercostal).

Função

As principais funções do músculo reto abdominal e dos músculos abdominais laterais são:

  • movimentação do tronco
  • estabilização da coluna vertebral 
  • compressão da parede abdominal
Videoaula recomendada: Músculo reto abdominal
Origem, inserção, inervação e função do músculo reto abdominal.

Eles são responsáveis pelo aumento da pressão intra-abdominal (ex.: durante a defecação ou vômitos). Além disso, eles auxiliam na exalação do ar, puxando inferiormente o tórax através de sua contração (músculos expiratórios). Em particular o músculo reto abdominal realiza uma flexão ventral (flexão do tronco ou elevação da pelve), e assim é um importante antagonista dos músculos dorsais intrínsecos.

Videoaula recomendada: Músculo piramidal
Origem, inserção, inervação e função do músculo piramidal.

O piramidal é um músculo rudimentar e relaciona-se com o músculo da bolsa dos monotrematos (ex.: porco-espinho, ornitorrinco) e marsupiais (ex.: coala, canguru). Sua função original, tensionar a linha alba, não possui mais papel em mamíferos superiores. 

Nota clínica

Músculos abdominais estabilizam a coluna vertebral em conjunto com a musculatura dorsal. Se eles são pobremente desenvolvidos eles não podem manter sua força antagonista com os músculos dorsais. No longo prazo, isso leva a uma hiperlordose da coluna vertebral lombar e um desvio pélvico anterior.

A tensão dos músculos abdominais contrabalança o peso dos órgãos abdominais internos. Em caso de sobrecarga (ex.: obesidade, gravidez) a pressão intra-abdominal aumentada pode causar uma abertura herniária da parede abdominal, através da qual vísceras podem se insinuar. Áreas que contém poucos músculos, como a linha alba (hérnia epigástrica), o umbigo (hérnia umbilical) e o ligamento inguinal (hérnia inguinal) são áreas mais fracas, predispostas a hérnias. Ao contrário, não há orifício herniário na diástase do músculo reto, uma condição na qual as bainhas dos retos se separam da linha alba.

Músculos abdominais anteriores - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.103.551 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Referências:

  • M. Schünke/E. Schulte/U. Schumacher: Prometheus – LernAtlas der Anatomie – Allgemeine Anatomie und Bewegungssystem, 2.Auflage, Thieme Verlag (2007), S.152-155
  • M. Schünke: Funktionelle Anatomie – Topographie und Funktion des Bewegungssystems, 1.Auflage, Thieme Verlag (2000), S.192-206
  • H. Lippert: Lehrbuch Anatomie, 8.Auflage, Urban & Fischer Verlag/Elsevier (2011), S.179-182
  • C. Gegenbauer: Lehrbuch der Anatomie des Menschen, Band 3, Salzwasser Verlag (2012, Nachdruck des Originals von 1899), S.402-403

Autor & Layout:

  • Achudhan Karunaharamoorthy
  • Christopher A. Becker 

Ilustrações:

  • Músculo reto abdominal - vista anterior - Yousun Koh
  • Músculo reto abdominal - vista sagittal - Paul Kim
  • Músculo reto abdominal - vista lateral esquerda - Yousun Koh
  • Músculo reto abdominal - vista superior - Paul Kim  

Tradução para português:

  • Rafael Lourenço do Carmo
  • Catarina Chaves
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 6 artigos

Assista videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.