EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Viscerocrânio - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Viscerocrânio

O viscerocrânio (ou esplancnocrânio) é uma das duas áreas que constituem o crânio. Ela está situada anteriormente ao neurocrânio, que a envolve parcialmente em sua porção posterior, tanto acima quanto abaixo. Para detalhes sobre o neurocrânio acesse o link a seguir.

O viscerocrânio é constituído por vários ossos que formam o esqueleto da face, bem como por partes da mandíbula. 

Visão geral dos ossos do crânio

Ossos nasais

Osso nasal - vista anterior

Um par de ossos que se encontra na face e cria o contorno inicial do nariz, conhecido como glabela. Os ossos nasais se encontram na linha média, se articulam superiormente com o osso frontal através da sutura frontonasal, e com a maxila lateralmente através das suturas nasomaxilares.

Maxila

Maxila - vista anterior

Esse osso constitui a maior porção da face e nele se insere a maior parte do tecido muscular, responsável pelas expressões faciais. Assim como os ossos nasais, ele também se conecta a todos os ossos da órbita (exceto o osso frontal).

Osso zigomático

Osso zigomático - vista lateral esquerda

O osso zigomático é a ponte entre o neurocrânio e o viscerocrânio. Ele forma as proeminências laterais da face (“maçãs do rosto”), onde o zigomático e as porções temporais do arco zigomático se encontram. Ele também se articula com a maxila através da sutura zigomaticomaxilar e com o osso frontal, através da sutura frontozigomática. Dentro da porção óssea da órbita ele se conecta ao osso frontal, ao osso esfenóide e à maxila.

Osso lacrimal

Osso lacrimal - vista medial

O osso lacrimal pode ser encontrado na parede medial da órbita. Ele abriga o saco lacrimal e sustenta o conteúdo da órbita. Ele é cercado anteriormente pela maxila, superiormente pelo osso frontal e posteriormente pelo osso etmoide.

Quero dominar todos os ossos do corpo? Confira nossa apostila de exercícios sobre o sistema esquelético

Osso etmoide

Osso etmoide - vista anterior

O osso etmoide consiste de uma placa horizontal e uma vertical. Da cavidade orbitária somente a placa vertical pode ser vista na parede medial. Ela pende do teto da cavidade nasal e a separa em duas passagens nasais. Seus apêndices incluem as conchas (cornetos) nasais superior e média. Dentro da órbita ela é cercada anteriormente pelo osso lacrimal, superiormente pelo osso frontal, inferiormente pela maxila e pelo processo (apófise) orbitário do osso palatino, e posteriormente pelo osso esfenóide.

Vômer

Vômer - vista medial

O vômer faz parte do septo nasal, na linha média do viscerocrânio, e cria uma divisão entre os dois lados da cavidade nasal. Para ser preciso, o vômer forma a porção póstero-inferior do septo, entre a placa perpendicular do osso etmoide (ântero-superiormente) e o osso palatino (póstero-inferiormente).

Osso esfenóide

Osso esfenoide - vista superior

As asas maior e menor do osso esfenóide compõem a parede posterior da cavidade orbitária. Elas contém todos os três orifícios: o canal óptico e as fissuras orbital superior e inferior. O osso esfenóide é cercado e mantém contato com todos os ossos que formam a cavidade orbitária.

Osso palatino

Osso palatino - vista medial

O osso palatino é um osso em forma de L que se encontra entre a maxila e o osso esfenoide. As suas características principais são as suas placas horizontal e perpendicular. A placa horizontal, juntamente com o osso palatino contralateral, forma a porção posterior do palato duro, na cavidade oral, e o assoalho (pavimento) da cavidade nasal. A placa perpendicular contribui para formar a parede lateral da cavidade nasal, onde contacta com o processo (apófise) pterigoide do osso esfenoide. O osso palatino também contribui ligeiramente para formar o assoalho (pavimento) da órbita, através da apófise orbitária que se encontra no ápice superior da sua placa perpendicular.

Mandíbula

Mandíbula - vista anterior

A mandíbula forma o queixo e o contorno inferior da face, e permite que uma pessoa fale, mastigue e abra a sua boca. Para ser preciso, a mandíbula não é uma parte do crânio, mas um osso separado que se articula com ele através da articulação temporomandibular (ATM). Ainda assim, ela deve ser mencionada quando se discutem os ossos da face.

Desafie-se no nosso teste abaixo sobre os ossos do crânio. 

Viscerocrânio - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!