EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Língua - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Língua

O desenvolvimento da língua é bastante complexo. Uma vez que as estruturas estão maduras, elas permanecem constantes ao longo de toda a vida do indivíduo. As diferentes áreas de inervação, sensações gustativas e funções motoras podem ser extremamente confusas e de difícil memorização. Entretanto, estudando-se o desenvolvimento embriológico deste órgão especial, as estruturas e sua inervação se apresentam de maneira mais lógica.

Uma compreensão detalhada desta estrutura e das estruturas adjacentes é essencial para muitos profissionais médicos e outros profissionais.

Fatos importantes
Embriologia A língua desenvolve-se a partir dos primeiros quatro arcos faríngeos. Os músculos intrínsecos e extrínsecos da língua são formados pela migração de somitos mesodérmicos occipitais
Músculos extrínsecos Músculo gênioglosso, músculo hioglosso, músculo estiloglosso e músculo palatoglosso


Músculos intrínsecos Fibras transversas, fibras verticais, fibras longitudinais superiores e inferiores da musculatura da língua

Origem embriológica

Os quatro primeiros arcos faríngeos contribuem para o desenvolvimento da língua.

Abaixo encontra-se uma lista com os nomes de cada arco, as estruturas embriológicas que eles originam, as estruturas adultas nas quais eles se desenvolvem e o nervo craniano que inerva aquele arco específico e todas as suas estruturas:

  • Primeiro arco – As estruturas embriológicas que surgem desse arco faríngeo incluem as proeminências linguais bilaterais e o tubérculo lingual ímpar. Tais estruturas amadurecem para formar os dois terços anteriores da língua. A inervação aferente somática é dada pelo ramo lingual da divisão mandibular do nervo trigêmeo, o quinto nervo craniano. Um aferente visceral especial é a corda do tímpano do nervo facial, o sétimo nervo craniano.
Corpo da língua - vista ventral
  • Segundo arco – O crescimento deste arco é eventualmente superado pelo terceiro arco, e ele não faz parte da língua madura do adulto. Um pequeno remanescente deste arco contribui para a eminência hipobranquial. Não há inervação por um nervo craniano uma vez que não existe estrutura adulta.
Língua - vista lateral-esquerda
  • Terceiro arco – Juntamente com uma pequena parte do segundo arco, esse arco produz a eminência hipobranquial embriológica. Essa eminência se torna o terço posterior da língua. A inervação aferente somática para esse arco é fornecida pelo nervo glossofaríngeo, e é o mesmo nervo o responsável pela inervação aferente especial. O nervo glossofaríngeo é o nono nervo craniano.

Diferentes técnicas de estudo facilitam seu aprendizado. Descubra a anatomia interativa. 

  • Quarto arco – Como um todo, a eminência hipobranquial consiste dos arcos dois, três e quatro. O quarto arco contribui ainda com a proeminência epiglótica, as proeminências aritenoides e o sulco laringotraqueal. Todas elas se fundem para se tornar a raiz da língua. O ramo laríngeo interno do nervo vago, o décimo nervo craniano, serve como via somática aferente geral. A inervação aferente visceral especial é dada pelo mesmo nervo.
Raíz da língua - vista cranial

Anatomia e inervação

Os músculos intrínsecos e extrínsecos da língua são formados pela migração de somitos mesodérmicos occipitais. Eles se movem anteriormente com o nervo hipoglosso, o décimo segundo nervo craniano.

Os músculos extrínsecos são aqueles que envolvem a língua, são diretamente ligados a ela, e participam de sua movimentação. Esses músculos incluem:

  • o musculo gênioglosso
  • o músculo hioglosso
  • o músculo estiloglosso
  • o músculo palatoglosso

Os músculos intrínsecos estão localizados no interior da língua, e possuem papel em todos os movimentos da mesma. Para mais informações sobre os músculos da língua e o paladar, acesse o material a seguir.

Incluídos na língua como um órgão individual encontram-se:

  • as fibras transversas
  • as fibras verticais
  • ss fibras longitudinais superiores e inferiores da musculatura da língua

Para mais informações sobre a língua, sua inervação e suprimento sanguíneo, dê uma olhada no artigo que separamos para você.

Desafie-se no teste abaixo. Esta é uma ótima maneira de fixar tudo o que você aprendeu e descobrir quais pontos você ainda precisa reforçar. 

Língua - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Com quais você prefere aprender?

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!