EN | DE | PT Contato Como estudar Entrar Cadastrar

Sistemas do corpo humano - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.089.069 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Sistemas do corpo humano

Sistema digestivo - vista anterior

O corpo humano é uma máquina biológica composta por sistemas; grupos de órgãos que trabalham juntos para produzir e sustentar a vida. Às vezes nos perdemos estudando sobre células e moléculas e não conseguimos ver o quadro como um todo, da floresta para as árvores. Pode ser útil dar um passo atrás e olhar para o quadro anatômico geral.

Esta página de tópicos fornecerá uma rápida introdução aos sistemas do corpo humano, de modo que cada órgão que você aprender mais tarde adicione uma superestrutura ao conceito básico que você aprendeu aqui.

Sistema esquelético

O sistema esquelético é composto por ossos e cartilagens. Existem duas partes do esqueleto; axial e apendicular. O esqueleto axial consiste nos ossos da cabeça e do tronco. O esqueleto apendicular consiste nos ossos dos membros, assim como dá suporte para as cinturas escapular e pélvica.

Sistema esquelético - visão geral.

Existem 206 ossos em um corpo humano adulto. O local onde dois ossos se unem é chamado de junta ou articulação. As articulações são amparadas por cartilagens e reforçadas por ligamentos. As funções do sistema esquelético são suporte mecânico, movimento, proteção, produção de células sanguíneas, armazenamento de cálcio e regulação endócrina.

Elementos do sistema esquelético são ajustados de acordo com a função da parte do corpo que eles suportam. Assim, a anatomia dos ossos, articulações e ligamentos é estudada topograficamente, ou seja, os ossos da cabeça e do pescoço, do tórax, do abdome, e dos membros superiores e inferiores.

Comece estudando a anatomia do sistema esquelético dando uma olhada nestes artigos, testes e videoaulas.

Sistema muscular

O sistema muscular consiste em todos os músculos do corpo. Existem três tipos de músculos: músculo liso, músculo cardíaco e músculo esquelético. O músculo liso é encontrado nas paredes dos vasos sanguíneos e dos órgãos ocos, como o estômago ou os intestinos. As células musculares cardíacas formam o músculo cardíaco, também chamado de miocárdio. Os músculos esqueléticos se ligam aos ossos do corpo. Entre esses três, apenas músculos esqueléticos podem ser controlados conscientemente e nos permitem executar um movimento corporal, enquanto a função dos outros dois tipos de músculos é regulada pelo sistema nervoso autônomo e é absolutamente inconsciente. Histologicamente, as fibras musculares esqueléticas e cardíacas são dispostas de forma repetitiva, dando uma aparência listrada, e por isso esses músculos são chamados de estriados. O músculo liso não contém sarcômeros repetitivos, sendo, portanto, um músculo não estriado.

Comece bem o seu estudo do sistema muscular com nossos artigos, videoaulas e testes.

Sistema cardiovascular

Sistema cardiovascular - visão geral.

O sistema cardiovascular é composto pelo coração e pelo sistema circulatório de vasos sanguíneos. O coração é composto por quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. O sangue entra no coração através das câmaras superiores dos átrios esquerdo e direito e sai pelos ventrículos esquerdo e direito. As válvulas cardíacas impedem o refluxo do sangue.

O coração funciona como uma bomba em mão dupla. O lado direito do coração bombeia sangue desoxigenado para a circulação pulmonar nos pulmões, onde o sangue é reoxigenado. Enquanto isso, o lado esquerdo do coração bombeia simultaneamente o sangue oxigenado para a circulação sistêmica, distribuindo-o aos tecidos periféricos. O bombeamento regular, ou batimento cardíaco, é controlado pelo sistema de condução do coração.

Aprenda mais sobre a anatomia do coração e o sistema de condução do coração com os links em baixo.

O sistema circulatório, também chamado de sistema vascular, consiste em artérias, veias e capilares. Todos eles formam uma rede contínua de vasos que agem para transportar o sangue pelo corpo. O sangue deixa o coração através das artérias, que diminuem progressivamente de tamanho para continuar como vasos arteriais menores chamados de arteríolas. As arteríolas terminam em uma teia de vasos ainda menores denominados capilares. A troca de gases e nutrientes ocorre através da parede dos capilares.

Pequenas veias, denominadas vênulas, saem dos capilares e gradualmente aumentam seu lúmen em direção ao coração, onde terminam como veias. Existe uma certa diferença histológica entre artérias e veias, mas sua principal diferença funcional reflete a direção na qual elas conduzem o sangue: as artérias conduzem sangue do coração para a periferia, enquanto as veias transportam sangue da periferia para o coração.

Fique a saber ainda mais sobre as diferenças entre artérias e veias com os recursos em baixo.

Existem três circuitos separados no sistema circulatório.

  • A circulação pulmonar transporta sangue entre o coração e os pulmões.
  • A circulação coronária fornece sangue ao músculo cardíaco.
  • Por último, a circulação sistêmica transporta sangue para o restante do corpo.

As principais artérias dentro do sistema circulatório sistêmico são a aorta e seus ramos, enquanto os principais representantes das veias são a veia cava superior e a veia cava inferior.

As principais funções do sistema cardiovascular incluem o transporte de oxigênio, nutrientes e hormônios por todo o corpo dentro do sangue, assim como a eliminação de dióxido de carbono e outros resíduos metabólicos.

Mergulhe no sistema cardiovascular com estes ótimos artigos, videoaulas e testes!

Sistema respiratório

O sistema respiratório consiste em uma série de órgãos: cavidade nasal, faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos e pulmões (alvéolos). A cavidade nasal e a faringe são juntas chamadas de sistema respiratório superior, enquanto os restantes órgãos compõem o sistema respiratório inferior.

Sistema respiratório - visão geral.

Os órgãos do aparelho respiratório, com exceção dos alvéolos, atuam conduzindo o ar para dentro dos pulmões, auxiliados pelos músculos da respiração (principalmente o diafragma e os músculos intercostais).

Quando o ar chega aos pulmões, ele entra nos alvéolos (local das trocas gasosas) e interage com o sangue transportado pela circulação pulmonar. Aqui, o dióxido de carbono é removido do sangue e o oxigênio é devolvido a ele. Assim, a principal função do sistema respiratório é fornecer oxigênio ao corpo e expelir o dióxido de carbono.

Reforce seus conhecimentos sobre o sistema respiratório com estes conteúdos que preparamos para você.

Sistema nervoso

Os órgãos do sistema nervoso são o cérebro, a medula espinhal e os órgãos sensoriais. Esses se relacionam através dos neurônios, que agem para transmitir sinais de informação pelo corpo.

Sistema nervoso - visão geral.

Morfológica e topograficamente, o sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e periférico (SNP). Por outro lado, funcionalmente o sistema nervoso é dividido em duas partes: o sistema nervoso somático (SNS) ou voluntário, e o sistema nervoso autônomo (ANS) ou involuntário.

Sistema nervoso central

Por definição, o sistema nervoso central recebe informações do ambiente e gera instruções, controlando assim todas as atividades do corpo humano. Esse fluxo de informação em duas direções, para dentro e para fora do SNC, é transmitido pelo sistema nervoso periférico.

O SNC consiste no encéfalo e na medula espinhal. O encéfalo está posicionado dentro do crânio e é formado pelo cérebro, pelo cerebelo e pelo tronco cerebral ou tronco encefálico (ponte e bulbo). As regiões centrais do SNC são ocupadas por espaços chamados de ventrículos, que são preenchidos com líquido cefalorraquidiano ou líquor (LCR). A medula espinhal se localiza dentro da coluna vertebral. O canal vertebral se estende pela parte central da medula espinhal. Também é preenchido por LCR e se comunica com os ventrículos do cérebro.

O SNC é feito de neurônios e seus prolongamentos (axônios). A substância cinzenta é constituída de corpos celulares de neurônios, e é encontrada no córtex cerebral e na porção central da medula espinhal. A substância branca é constituída de axônios, que se combinam e constroem caminhos neurais. As instruções são geradas na substância cinzenta, enquanto a substância branca constitui o caminho pelo qual as instruções viajam em direção aos órgãos.

Sistema nervoso periférico

A definição do sistema nervoso periférico é que ele conduz informações do SNC para os tecidos-alvo e dos tecidos-alvo para o SNC. É constituído pelos nervos e seus gânglios. Nervos que transportam informações dos órgãos sensoriais periféricos (por exemplo, olho, língua, mucosa nasal, orelha, pele) para o SNC são chamados de fibras nervosas ascendentes, aferentes ou sensoriais. As fibras que transportam informações do SNC para a periferia (músculos e glândulas) são as fibras nervosas descendentes, eferentes, motoras ou secretoras.

Um gânglio é um aglomerado de tecido neural fora do SNC, feito de corpos celulares neuronais. Os gânglios podem ser tanto sensoriais quanto autonômicos. Gânglios sensitivos estão associados a nervos espinhais e alguns nervos cranianos (V, VII, IX, X).

 

Nervos cranianos - visão geral.

Os nervos periféricos emergem do SNC. Existem 12 pares de nervos cranianos que surgem do cérebro e 31 pares de nervos espinais que se estendem a partir da medula espinhal. Os nervos cranianos são denominados I a XII de acordo com a localização da saída do crânio (anterior para posterior). Os nervos espinhais são divididos em 8 nervos cervicais, 12 torácicos, 5 lombares, 5 sacrais e 1 coccígeo, dependendo do nível vertebral do qual eles surgem. Em certas áreas do corpo, os nervos periféricos se interconectam, criando redes neurais chamadas de plexos. Os plexos mais significativos ​​são:

  • Plexo cervical (C1-C4) – Inerva a parte posterior da cabeça, alguns músculos do pescoço, o pericárdio e o diafragma através dos nervos auricular magno, cervical transverso, occipital menor, supraclavicular e frênico.
  • Plexo braquial (C5-T1)Inerva o membro superior através de nervos tais como mediano, ulnar, radial, musculocutâneo e axilar.
  • Plexo lombossacral (L1-L4) – Inerva os músculos e a pele do abdome e da pelve, assim como os músculos da coxa, através dos nervos ilio-hipogástrico, ilio-inguinal, genitofemoral, cutâneo femoral lateral, obturador e femoral.
  • Plexo sacral (S1-S4, com ramos de L4, L5) – Inerva os músculos e a pele de partes da pelve, da coxa posterior, da perna e do pé através dos seguintes nervos: glúteo, ciático/isquiático, cutâneo femoral posterior, pudendo, nervo para o piriforme, nervo para o obturador interno e nervo para o quadrado femoral.

Sistema nervoso somático e sistema nervoso autônomo

O sistema nervoso somático (SNS) e o sistema nervoso autônomo (SNA) são divisões do sistema nervoso periférico, com informações transmitidas através dos nervos cranianos e espinhais.

O sistema nervoso somático é o permite o controle voluntário de nossos movimentos e respostas. Transmite informações sensoriais e motoras entre a pele, os órgãos sensoriais, os músculos esqueléticos e o SNC, estabelecendo comunicação do corpo humano com seu ambiente e causando uma resposta a estímulos externos. Os principais nervos periféricos somáticos incluem o nervo mediano, o nervo ciático e o nervo femoral.

O sistema nervoso autônomo controla todos os órgãos internos inconscientemente, através dos músculos lisos e das glândulas associados. Funcionalmente, o SNA é dividido em sistema nervoso autônomo simpático (SNAS) e sistema nervoso autônomo parassimpático (SNAP). A função do sistema nervoso simpático é informalmente conhecida como a produção do estado de “fuga ou luta”, pois é a parte do SNA que está mais ativa durante o estresse. O SNAP predomina durante o repouso, e está mais ativo em atividades de “descanso e digestão” ou “alimentação e reprodução”. Os centros do SNAS e do SNAP estão localizados dentro do tronco cerebral e da medula espinhal e comunicam-se com os gânglios do SNAS e do SNAP localizados por todo o corpo. Observe que não há nenhum nervo puramente simpático ou parassimpático. Em vez disso, nervos somáticos específicos contém fibras tanto do SNAS quanto do SNAP, tornando-os nervos mistos.

O sistema nervoso controla como interagimos com o nosso ambiente e como respondemos a ele, controlando a função dos órgãos em outros sistemas do corpo humano. Descubra tudo sobre o sistema nervoso com o Kenhub.

Sistema digestivo

A função do sistema digestivo é quebrar os alimentos em compostos cada vez menores, até que possam ser absorvidos pelo corpo e usados ​​como energia. Consiste em uma série de órgãos do trato gastrointestinal e órgãos digestivos acessórios.

Sistema digestivo - visão geral.

Os órgãos do sistema digestivo se estendem da boca até ao canal anal. Então, na verdade, é um tubo composto pela boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e canal anal. Órgãos digestivos acessórios ajudam na quebra mecânica e química dos alimentos. A língua, as glândulas salivares, o pâncreas, o fígado e a vesícula biliar, constituem os órgãos acessórios do sistema digestivo.

Domine a anatomia do sistema digestivo começando com o artigo, as videoaulas e o teste em baixo.

Sistema urinário

O sistema urinário é um sistema de drenagem corporal composto pelo grupo de órgãos que produzem e eliminam a urina. Consiste nos rins, ureteres, bexiga urinária e uretra.

Os rins são órgãos retroperitoneais pareados em forma de feijão. Têm um rico suprimento sanguíneo fornecido pela artéria renal. Néfrons dentro dos rins filtram o sangue que passa através de sua rede de capilares (glomérulos). O filtrado sanguíneo passa então por uma série de túbulos e ductos coletores, formando o ultrafiltrado final, a urina. A urina passa para os ureteres, tubos de músculo liso que transportam a urina dos rins para a bexiga. A bexiga é um órgão muscular oco que coleta e armazena a urina antes da sua eliminação através da diurese (micção).

As funções do sistema urinário incluem: eliminação de resíduos corporais, regulação do volume sanguíneo e da pressão sanguínea, e regulação dos níveis de eletrólitos e do pH sanguíneo.

Aprenda mais sobre o sistema urinário visitando os seguintes conteúdos.

Sistema endócrino

O sistema endócrino é uma coleção de órgãos especializados (glândulas endócrinas) que estão espalhados pelo corpo e agem para produzir hormônios. Os principais órgãos do sistema endócrino podem ser vistos no diagrama abaixo.

Sistema endócrino - visão geral.

Com relação à função do sistema endócrino, os hormônios produzidos por ele agem regulando uma ampla variedade de funções corporais. A triiodotironina, por exemplo, regula o metabolismo, enquanto o estrogênio e a progesterona regulam o ciclo menstrual. As glândulas endócrinas secretam hormônios diretamente no sistema circulatório para regular a função de órgãos-alvo distantes.

Nós temos tudo o que você precisa saber sobre o sistema endócrino aqui.

Sistema linfático

O sistema linfático é uma rede de vasos linfáticos que drena o excesso de líquido tecidual (linfa) do compartimento de líquido intercelular, filtra este líquido através dos linfonodos, o expõe aos linfócitos (células brancas do sangue) do sistema imunológico e finalmente retorna o fluido para o sistema circulatório. O sistema linfático é então composto pela linfa, pelos plexos linfáticos, vasos linfáticos, linfonodos e órgãos linfóides. As funções do sistema linfático são: transportar e eliminar toxinas e resíduos do corpo; recircular proteínas; e defender o corpo de microorganismos.

Sistema linfático - visão geral.

A linfa é um fluido tecidual aquoso com uma consistência semelhante ao plasma sanguíneo. Inicia-se como um fluido intersticial que ocupa os espaços entre as células. O excesso de fluido é captado pelos capilares linfáticos e transportado através dos plexos linfáticos para os vasos linfáticos, filtrando-o nos linfonodos (gânglios linfáticos) ao longo do trajeto. Vasos linfáticos superficiais são encontrados no tecido subcutâneo próximos às veias. Eles drenam para vasos linfáticos profundos que seguem as artérias. Os vasos linfáticos drenam para troncos linfáticos maiores, que se unem para formar um dos dois principais ductos coletores: o ducto torácico e o ducto linfático direito.

O ducto torácico se inicia na cisterna do quilo, recebendo a linfa do lado esquerdo da cabeça, do pescoço e do tórax, do membro superior esquerdo, do abdome e de ambos os membros inferiores, e drenando para o ângulo venoso esquerdo (junção das veias jugular interna esquerda e subclávia esquerda ). O ducto linfático direito drena o resto do corpo e desemboca no ângulo venoso direito. Dos ângulos venosos, a linfa limpa retorna ao sistema circulatório, juntando-se ao fluido sanguíneo. Observe que o sistema nervoso central é o único sistema que não possui vasos linfáticos. Em vez disso, sua linfa é drenada diretamente para o líquido cefalorraquidiano (líquor).

Os órgãos do sistema linfático são divididos em órgãos primários e secundários. Os órgãos linfáticos primários produzem linfócitos e os liberam nos vasos linfáticos. Os dois órgãos linfóides primários são o timo e a medula óssea vermelha. Os órgãos linfáticos secundários incluem os linfonodos, as amígdalas, o apêndice e o baço. Linfonodos ou gânglios linfáticos são massas de tecido linfóide contendo linfócitos, conectados a vasos linfóides. Eles funcionam para filtrar detritos celulares, patógenos externos, excesso de linfa e proteínas plasmáticas extravasadas. Existem algumas agregações de linfonodos em pontos-chave ao redor do corpo (linfonodos cervicais, axilares, traqueais, inguinais, femorais e linfonodos profundos relacionados à aorta).

Para aprender tudo sobre o sistema linfático, confira este teste e esta videoaula!

Sistema reprodutivo

O sistema reprodutivo, ou sistema genital, é um sistema de órgãos sexuais internos e externos que trabalham juntos para contribuir para o processo de reprodução. Ao contrário de outros sistemas do corpo humano, o sistema genital apresenta diferenças significativas entre os sexos.

Os órgãos sexuais femininos externos, também conhecidos como genitais, são os órgãos da vulva (os lábios, o clitóris e a abertura vaginal). Os órgãos sexuais internos são os ovários, as tubas uterinas, o útero e a vagina. A vulva fornece entrada e proteção para a vagina e o útero, assim como a humidade e o calor adequados que ajudam em suas funções sexuais e reprodutivas. Além disso, é importante para a excitação sexual e para o orgasmo nas mulheres.

A vagina é o canal que comunica o lado de fora do corpo com o colo do útero. Os ovários secretam hormônios e produzem óvulos, que são transportados para as tubas uterinas e para o útero. O útero fornece proteção e nutrição e faz a remoção de resíduos para o embrião e feto em desenvolvimento. Além disso, as contrações na parede muscular do útero contribuem para expulsar o feto no momento do nascimento.

Os órgãos sexuais masculinos externos são os testículos e o pênis, enquanto os internos são o epidídimo, o ducto deferente e as glândulas acessórias. Funcionalmente, eles podem ser agrupados em três categorias.

A primeira categoria é para a produção de espermatozóides (testículos) e seu armazenamento (epidídimo). Os órgãos da segunda categoria produzem o fluido ejaculatório: o ducto deferente e as glândulas acessórias (vesículas seminais e próstata). A última categoria é aquela usada para a copulação e a deposição do esperma, e inclui o pênis, a uretra e o ducto deferente.

Aprenda mais sobre o sistema reprodutor masculino e feminino com as seguintes videoaulas.

Sistema tegumentar

O sistema tegumentar é o conjunto de órgãos que forma a cobertura externa do corpo. Inclui a pele, os anexos cutâneos, as glândulas sudoríparas e os receptores sensoriais.

Sistema tegumentar - visão geral.

A pele é o maior órgão do corpo. Tem três camadas: epiderme, derme e hipoderme. A epiderme é um epitélio queratinizado espesso formando por múltiplas camadas celulares. Abaixo da epiderme está a derme, uma camada de tecido conjuntivo que contém vasos sanguíneos e nervos que suprem a pele. A fáscia abaixo da derme, também chamada de hipoderme, consiste em gordura, tecido conjuntivo e anexos cutâneos (pêlos/cabelos, unhas e glândulas sebáceas e sudoríparas).

As funções do sistema tegumentar são várias. Forma uma camada contínua que protege o corpo de vários eventos danosos, tais como ferimentos externos, perda de água e de calor, e os efeitos carcinogênicos dos raios UV. Também excreta resíduos, contém receptores sensoriais para detectar dor, sensação, pressão e temperatura, além de ser responsável pela síntese de vitamina D.

Veja esta videoaula e, em seguida, faça o teste do sistema tegumentar para reforçar seu conhecimento sobre a pele.

Videoaulas relacionadas

Sistema esquelético

Sistema muscular

Sistema cardiovascular

Sistema respiratório

Sistema nervoso

Sistema digestivo

Sistemas endócrino, reprodutor e urinário

Sistema linfático e tegumentar

Testes relacionados

Sistema esquelético

Sistema muscular

Sistema cardiovascular

Sistema respiratório

Sistema nervoso

Sistema digestivo

Sistemas endócrino, endócrino e reprodutor

Sistemas linfático e tegumentar

Sistemas do corpo humano - quer aprender mais sobre isso?

As nossas videoaulas divertidas, testes interativos, artigos em detalhe e atlas de alta qualidade estão disponíveis para melhorar rapidamente os seus resultados.

Cadastre-se para ter uma conta gratuita no Kenhub hoje e se junte a mais de 1.089.069 alunos de anatomia de sucesso.

“Eu diria honestamente que o Kenhub diminuiu o meu tempo de estudo para metade.” – Leia mais. Kim Bengochea Kim Bengochea, Universidade de Regis, Denver

Mostrar referências

Artigo e revisão:

  • Jana Vaskovic
  • Nicola McLaren

Ilustrações:

  • Sistema digestivo - vista anterior - Mohammed Albakkar
  • Sistema digestivo - visão geral - Mohammed Albakkar
  • Sistema cardiovascular - diagrama - Johannes Reiss
  • Sistema respiratório - diagrama - Mohammed Albakkar
  • Sistema nervoso - visão geral - Mohammed Albakkar
  • Nervos cranianos - diagrama - Johannes Reiss
  • Sistema digestivo - diagrama - Mohammed Albakkar
  • Órgãos do sistema endócrino - diagrama - Johannes Reiss
  • Sistema linfático - diagrama - Abdulmalek Albakkar
  • Sistema tegumentar - diagrama - Mohammed Albakkar

Tradução para portugês e layout:

  • Rafaela Linhares
  • Beatriz la Féria
© Exceto expresso o contrário, todo o conteúdo, incluindo ilustrações, são propriedade exclusiva da Kenhub GmbH, e são protegidas por leis alemãs e internacionais de direitos autorais. Todos os direitos reservados.

Desenhos e imagens relacionados

Continue a sua aprendizagem

Leia mais artigos

Mostre mais 7 artigos

Assista videoaulas

Mostre mais 2 videoaulas

Faça teste

Navegue pelo atlas

Muito bem!

Cadastre-se agora e obtenha sua cópia do guia definitivo de estudos de anatomia!

Crie sua conta gratuitamente.
Comece a aprender anatomia em menos de 60 segundos.